Teste de vento reprova cobertura do Morumbi



Um teste da cobertura do Morumbi no túnel de vento do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), de São Paulo, obrigou à mudança do projeto de sustentação da cobertura. De duas a três novas vigas de sustentação, do lado norte do estádio, deverão ser instaladas.

Esse problema vai obrigar a empreteira a construir novas fundações, o que exige estudos de solo e verificação se nenhuma rede subterrânea – como energia, telefonia e água – passa embaixo de onde serão colocados os pilares. Caso alguma seja encontrada, terá que ser desviada antes da construção do pilar.



  • MARCOS/VERDÃO

    O puchadinho, já começa a dar errado, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Valmir

      É o PANETONE vai ganhar a COBERTURA DE MORANGO kkkkkkk…

      Será refeito o projeto, pois a cobertura não ficou DIVINA UI. KKKKKKK

    • josé ferreira

      Sr. De Segunda, trata-se de um projeto portanto sujeito a estudos. Resuma-se à Arena W. Torre cujos direitos totais vocês terão de volta só em 30 anos.

    • willian

      o guarani da capital vcs é não tem moral para fala nada quando o brinco de ouro vai ser reinagurado na barra funda

  • CRiiiSEeee

  • man

    Caríssimos irm(ã)os tricolores, na minha modesta opinião, creio que o sampa deveria partir para a busca e obtenção de recursos para a construção de uma nova arena invés de tentar realizar a construção dessa cobertura e da arena para shows no morumbi. Sei que no momento atual pode ser até mais difícil a captação desses recursos, mas, creio que temos gente competente para consegui-lo e dotar o soberano de um estádio moderno e acho eu, que a um custo bem menor ou equivalente às atuais implementações que a diretoria está querendo fazer na atual estrutura.

    • lupuz

      Tá dificil cara,Laudo Natel não é mais governador de Sao Paulo,pior,saiu do Banco Brasileiro dos Descontos .Tempo bom aquele que ele sentava no banco de reservas,e o armandinho decidia pra voces.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      • Phill Green

        Quem sabe se ele se candidatar a presidente do Brasil, como o Lula, né !!!

      • Eu

        O Lula é um exemplo de integridade assim como a maioria de seus ídolos Marcelinho Carioca, Neto, Rincom, Vampeta, Viola e tantos outros, poucos são os ídolos de vcs que merecem destaques, a média é um ídolo de respeito contra 5 desses nível citados acima.
        Se preocupem em pagar em 30 anos um empréstimo com juros acima da exosfera.
        P.S Como você não sabe o que é, procure saber o que é exosfera.

  • O corinthians vai construir um estadio inteiro e a gente não consegue fazer uma cobertura. Parece até obra pública, muita propaganda e nada de obra.

    • Leandro

      O Corinthians ou o Governo, com dinheiro público é fácil!

      • Trojé

        Búúúaaahh..Búúúaaahhh…Búúúaaahhhh….

    • Joao

      Pois é, mas o time da marginal sem numero demorou 100 anos para construir um estadio (e só conseguiu porque “aceitamos” construi-lo de presente pelos anos de risadas proporcionadas).

      Por mais que demoremos para concluir essa reforma, garanto que não será tanto…

      • francisco timão

        100 anos pra construir seu terceiro estadio,o da fazendinha foi o segundo,mais não será com doaçoes e tudo doado pelo governador como o morumbi.

        • João Roberto

          Eu li direito ou o “francisco timão” disse que o estádio do Corinthians não será construído com “doações”?!? Ou essa criatura é muito ingênua ou completamente alienada. E em tempo: o São Paulo, quando construía o Morumbi, recebeu MENOS que 5% do valor do estádio em incentivos públicos – mesmo valor que receberam Corinthians e Palmeiras naquela mesmíssima época. E a bem da verdade, o Corinthians não colocou UM CENTAVO sequer na construção do Itaquerão até agora, sendo que metade do valor foi doado pela Prefeitura, parte será doado pelo estado, e a última parte quem bancou até agora foi a Odebrecht.

    • Rafael

      Chefia, antes de postar um comentário desta forma, tente entender o simples fato de ser implantada uma cobertura nova no estádio do Morumbi porém mediante estrutura de concreto pré-existente e não nova como ocorre no Itaquerão… Isso faz diferença dentro da Engenharia Civil mas, como todo brasileiro “se acha” construtor, talvez você também não compreenda… Pra você ter ideia, em muitos casos, é preferível começar uma obra do “zero” do que alterar uma edificação já concebida há anos…

  • Calma são-paulinos!!!Não é o fim do mundo. Nessa hora temos que ajudar a quem precisa. Técnicas apuradas sobre PUXADINHO de telhado e semelhantes poderiam servir. Na região do estádio há um zoneamento restrito chamado Z-1, EXCLUSIVAMENTE para moradia, não há toa para quem não conhece, que a região não possue comércio, nem estacionamento. Essa é um dos desafios da diretoria, do qual se impede de extender o terreno do estádio. Tempos atrás foi noticiado junto ao telhado, a construção de um hotel junto ao Morumbi, pois bem, esbarra nessa lei, e o projeto não sai. Vão ter que recorrer ao PUXADINHO.

    • Nilson Matos

      Pois é…tempos atras também tinha umas legislações lá pro lado de Itaquera que dizia que: time de futebol que utilizasse terreno público não poderia dar o futuro estádio como garantia para obter financiamento. Lógico né? Como dar em garantia algo que pertence ao governo? E mais: também dizia uma outra legislação que time de futebol não poderia ser patrocinado pela Caixa Economica, mas AQUI É BRAZIL…ZIL…ZIL…

    • marcos

      coritiano tem um q pra falar besteria ne? nao tem comercio la? nem estacionamento? bom moro la ha 12 anos e tem tudo que preciso la..principalmente estadio decente sem grana do povo

    • Guilherme

      Pelo menos nosso estádio não é em Itaquera..

      • francisco timão

        é muito mais fácil chegar em itaquera que no morumbi.

        • João Roberto

          Pra quem mora em Itaquera, é mesmo.

          • Bambi invejoso

            Itaquera pelo menos tem metrô, chega em 20 minutos à partir da Sé.

        • Phill Green

          Quando o metro não atola, né

  • Daiana Fernandes

    Calma pessoal, assim como toda obra que tem que passar por testes, com o são paulo não é diferente. Foi realizado o teste e não foi aprovado, agora é mudar o projeto e adequar-se a ele. O que não quer dizer que não vai sair, tudo tem que passar por um teste…

    • Don Pepito

      Por aqui o pessoal não entende isso. Eu só venho aqui pra dar risada dos comentários. Já já aparecem os “imprensa marrom” e os “jornalismo parcial”. Um barato essa molecada.

  • O Brasil tem sorte do CORINTHIANS deixar a abertura ser em seu estadio.

    Olha só a vergonha que passariamos se a abertura fosse no morumbi!!!!

  • 1986

    a travecada mesmo com a ajuda do PT e da prefeitura só terao o estadio depois de 30 anos,é a mesma coisa de vc comprar uma “casa” e continuar pagando mensalidades,só depois disso é sua !!!

    • Celso Antonio de Almeida

      E desde de quando essa horda que manda na travecada pensa em pagar alguma coisa?È o molusco dono da chave do cofre,socio nessa roubalheira de dinheiro publico que ta envolvido,ninguem ta pensando em pagar essa conta não vai tudo do bolso do contribuinte inclusive o que vai para paraiso fiscal.

  • Marioh

    Chama o Laudo Natel que rapidinho resolve esta parada.

    • TECO

      POIS É . NÓS TEMOS A LAUDO NATEL, APENAS UM DOS DONOS DO BRADESCO. E VOCES TEM O LULA, O MAIOR ALI BABÁ DA HISTÓRIA DO BRASIL E O ANDRÉS CARA DE ABACAXI SANCHES. VEJA BEM O NÍVEL DA DIFERENÇA ENTRE ÊLES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Celso Antonio de Almeida

      O manééstuda um pouco ve se frequenta escola pelo menos o fundamental que ja ajuda,apesar de ser dificil pros travecos,sabe porque?porque quando o Laudo Natel foi governador o MORUNTRI já estava bem dizer pronto pois o SOBERANO tinha começado o estadio 20 anos antes.

    • Marioh

      O Morumbi foi inaugurado em 1960. O Laudo Natel foi presidente do SPFC de 1958 a 1972. O Governador do Estado de São Paulo da época era o Jose Porfírio da Paz ( Um dos fundadores do SPFC e autor oficial do hino do SPFC, isto mesmo , o governador é o autor do hino do SPFC). Este mesmo governador lançou o sr Laudo Natel a vice em 1962. O estádio não estava completo e terminou no governo do Laudo Natel. Quer que desenhe para entender?

      • Jefferson

        Tudo roubado.

  • naldo

    Bem, ao pessoal que “fala muito” de Itaquera, não sou morador da região e nem tenho procuração pra defender o bairro, mas está claro o preconceito e a mentalidade pequena de diversos moradores de outras regiões, principalmente do dito “MORUMBI”, que na verdade deveria se chamar jardim Leonor. O fato é que Itaquera já dispõe de metrô na porta do estádio, coisa que no caso do ” mais moderno estádio” da capital se quer passa perto.Com relação a distancia, o Morumbi está no extremo sul da capital, longe, cujo o acesso privilegia quem tem carro e não quem depende de transporte publico.Além de que com relação a violência não deixa nada a desejar aos mais distantes bairros da zona leste, basta ler ou assistir o jornais, e ver que o estádio é vizinho da favela de Paraisópolis.

  • tricolor

    O negócio é construir com segurança, o tempo de demora não importa. Responsabilidade é isso !

  • tricolor

    A cobertura do Morumbi vai sair de qualquer jeito e vai proteger da chuva e do sol, tanto os são paulinos como os corinthianos , os palmeirenses e os santistas. Na realidade vai cobrir das intempéries, o futebol paulista.

    • Bambi invejoso

      O máximo que irão conseguir é botar um mosquiteiro gigante.

  • Luís

    O São Paulo de forma muito correta está deixando o Morumbi cada vez mais adaptado as novas necessidades que um estádio de primeira linha precisa ter. E´só ir a um jogo e qquer um constatará o que estou escrevendo. Sem dinheiro publico. Teremos um estádio que nos orgulhará , e para mim continuará sendo o melhor do mundo.

  • Tokio Maruju

    Faz que nem a Ferrari, empresta o Tunel de Vento da Toyota !

  • PH TRICOLOR

    A reforma do Morumbi não é a toque de caixa, como é por exemplo, a construção dos estádios bancados pelo Governo Petista para a Copa. A construção da Cobertura do Morumbi é uma obra privada, sem dinheiro público, por isso tem que ser margeada de cuidados.

  • Leonardo

    Nao tenho nada a ver com essa polemica paulistana, mas o estadio do Sao Paulo tambem foi construido pelo governo, que deu de presente (via Laudo Natel) para o clube da elite. E ainda construiram em terreno que era para ser usado como parque. Poucos clubes do Brasil tiveram tanto favorecimento do governo, dentro e fora do campo.

  • Daniel Barbosa

    Laudo Natel na obra de novo!

  • ancar

    Isto é só a primeira desculpa !!!O saopaulo vai conseguir pagar 400 milhões de reais de que jeito,
    o time não tem CNDs suficientes pra isso e nem grana.

  • antonio carlos

    A verdade é que o saopaulo não tem grana para fazer,esta é apenas a primeira desculpa!!

  • Marioh

    Alex Garcia disse:
    Como é bom resgatar o passado.
    VOCÊ SABIA ?
    – O São Paulo foi fundado em 1930, lá na beira da Marginal do Tietê.
    – Por má administração, o clube faliu em 1934.
    – Tentaram recriar o clube, mas faliram novamente.
    – As dívidas contraídas nunca foram pagas pelo São Paulo, mas pelo clube
    vizinho, o C.R. Tietê, que aceitou incorporar o terreno, ficar com as taças
    e arcar com as dívidas.
    – Finalmente, o clube foi fundado em 1935, sem qualquer patrimônio.
    – Só sobreviveu, nesta terceira fundação, porque se fundiu ao já existente
    C.A.. Estudantes da Mooca, passando a mandar seus jogos naquele bairro.
    – O São Paulo foi salvo, de uma nova falência, por um jogo beneficente,
    realizado entre Palestra e Corinthians, o famoso “Jogo da Barrica”, assim
    chamado porque colocaram uma barrica na entrada, para que o povo jogasse
    dinheiro e ajudasse o São Paulo a pagar suas dívidas.
    – No “Jogo das Barricas”, Porfírio da Paz andou, no meio das torcidas
    adversárias, com a bandeira do arco-íris esticada, para que o pessoal
    atirasse algumas esmolas na bandeira.
    – Em 1942, com apenas 7 anos de vida e sem patrimônio, o São Paulo, desta
    vez, foi salvo pela II Guerra Mundial.
    – Por utilizar o nome da cidade, era aliado da elite politica (racista) e,
    por isto, não aceitava atletas negros.
    – Tentou, a todo custo, se apropriar do Palestra Itália, já que o Brasil
    havia declarado Guerra ao Eixo.
    – Não conseguindo tomar o Palestra, conseguiu ao menos tomar de graça um
    Clube Alemão (Germânia), lá na região da Marginal Tietê (Canindé).
    – Neste mesmo ano, 1942, o São Paulo fugiu do gramado, para não ser goleado
    pelo Palmeiras, na final do Paulistão.
    – 10 anos depois, vendeu para a Portuguesa o terreno, que havia sido tomado
    de graça.
    – Com o dinheiro, comprou um terreno no Jardim Leonor [de Barros],
    urbanizado com maracutaia do, então prefeito, Adhemar de Barros.
    – Como, até meados da década de 50, não aceitava negros no seu elenco, para
    enganar diretores e torcedores, os negros alisavam o cabelo e usavam um pó
    branco sobre a pele, conhecido como pó-de-arroz.
    – Um dos maiores craques do São Paulo só assumiu sua negritude, quando foi
    jogar no Corinthians e, tal fato foi tão importante para a sociedade negra
    do Brasil, que uma empresa de alimentos criou um produto, em sua homenagem.
    O jogador foi Leonidas da Silva, a empresa foi a Lacta, e o produto foi o
    chocolate Diamante Negro.
    – Nos anos da ditadura, sem explicar a origem do dinheiro, sem um clube de
    associados, sem rendas (pois jogava em estádios vazios, pela péssima
    campanha) construiu o maior estádio particular do mundo, o Estádio do
    Morumbi. Laudo Natel foi presidente deste clube de 1958 a 1972.
    – Enquanto construía seu estádio, o São Paulo mandava seus jogos no Palestra
    Itália, sem pagar aluguel.
    – Jose Porfirio da Paz ,, era Governador do Estado, na época da
    construção do estádio., o mesmo que arrecadou o dinheiro no jogo das barricas e até fez o hino oficial do SPFC. Como governador, oficial do exercito, alem de ajudar a construir o estádio lançou o Laudo Natel a canditado a Vice em 1962.
    – Para inaugurar seu estádio (parcialmente acabado), o São Paulo precisou de
    2 jogadores do Palmeiras (Julinho e Djalma Santos), para reforçar seu time,
    que era mediocre demais e arriscava perder no jogo de inauguração.
    – Tinha o “governador biônico” (Laudo Natel) não-eleito, imposto pela
    Ditadura, como dirigente do clube, chegando a sentar no banco de reservas
    nas partidas, para tirar o time da fila.
    – Na década de 80, o São Paulo foi rebaixado e jogou na segunda divisão do
    Campeonato Paulista.
    – O São Paulo é o único clube grande da capital que NUNCA vestiu a camisa da
    Seleção Brasileira.

    – Em 1936, o primeiro uniforme do São Paulo foi doado pelo Corinthians. Era
    um uniforme nas cores branco, vermelho e preto: camisa branca com a manga
    direita vermelha e a manga esquerda preta, calção branco com uma listra
    lateral e meias pretas.
    E, para finalizar : o primeiro baile gay foi feito no Morumbi, inclusive sem
    nenhum lucro para o São Paulo, pois membros da sua diretoria eram filiados
    ao GLTB’s.
    VIVENDO E APRENDENDO ! !

  • Paulo Campos

    Isso nao vai sair. Ta tudo parado na justica. A solucao seria vender o Morumbixa e passar a jogar em Barueri, ja que o time nao possui torcida.

  • Eduardo

    A grande diferença nas discussões sobre dinheiro público no Morumbi e em Itaquera é que no MOrumbi vem um monte de moleque que ouviu o pai corinthiano dizer que o Laudo Natel deu o Morumbi pro São Paulo. Nunca vi uma reportagem séria (que mostra documentos ou cita fonte) que mostra mais de 5% de dinheiro público no Morumbi. Já em relação ao Itaquerão, bem, tá na mídia todo santo dia. Mas infelizmente os brasileiros sempre defendem o seu lado, independente de estar certo ou errado. O corinthiano decente deveria dizer que tem vergonha de ganhar estádio de presente do governo, feito com dinheiro que deveria ser investido em saúde e educação. Eu (hoje, não sei amanhã) não preciso ir em hospital público ou colocar meu filho em escola estadual. Mas tem muito corinthiano se ferrando com esses dois serviços mau prestados cantando mil maravilhas pelo novo estádio. POis bem, sendo assim, acho que merecem o que recebem do estado…

  • lupuz

    Olha o estado que ele dizem ser ””’DELES””””” :Por exigência do BNDES, o tempo de duração do Fundo que administra as obras do “Fielzão” foi ampliado de 16 para 30 anos.

    O acordo se torna muito pior do que o fechado pelo Palmeiras com a WTorre.

    Diferentemente da Arena Palestra Itália, em que o Verdão será dono da obra desde o início, porém com a administração da incorporadora, – que também não é bom – no caso do “Fielzão”, em nenhum momento o estádio será, de fato, alvinegro.

    Pior ainda, os investidores lucrarão por 30 anos com a marca “Corinthians” sendo utilizada num palco de futebol, shows e eventos sem nenhuma contrapartida.

    E o Corinthians, segundo o contrato firmado, terá ainda que quitar, dentro desses 30 anos, todo o valor gasto pelos investidores, se quiser um dia ser o dono do estádio

  • lupuz

    Por exigência do BNDES, o tempo de duração do Fundo que administra as obras do “Fielzão” foi ampliado de 16 para 30 anos.

    O acordo se torna muito pior do que o fechado pelo Palmeiras com a WTorre.

    Diferentemente da Arena Palestra Itália, em que o Verdão será dono da obra desde o início, porém com a administração da incorporadora, – que também não é bom – no caso do “Fielzão”, em nenhum momento o estádio será, de fato, alvinegro.

    Pior ainda, os investidores lucrarão por 30 anos com a marca “Corinthians” sendo utilizada num palco de futebol, shows e eventos sem nenhuma contrapartida.

    E o Corinthians, segundo o contrato firmado, terá ainda que quitar, dentro desses 30 anos, todo o valor gasto pelos investidores, se quiser um dia ser o dono do estádio

  • Caro jornalista Pedro Lopes, bom dia.

    Por gentileza, de onde essa informação foi retirada? Qual a procedência dela, a data que isso foi verificado e a consistência técnica do que foi afirmado?

    Porque, até onde eu sei, a despeito do que afirmou:

    “Esse problema vai obrigar a empreteira a construir novas fundações, o que exige estudos de solo e verificação se nenhuma rede subterrânea – como energia, telefonia e água – passa embaixo de onde serão colocados os pilares”

    O estudo de solo já foi efetuado, até por isso já se iniciou o processo de fundação; a verificação de rede subterrânea idem, repito, até por isso as obras subterrâneas já foram efetuadas….

    No aguardo.
    Abraços!

MaisRecentes

Restituição crescente de verba dá ‘gás’ para Ministério do Esporte lutar por orçamento



Continue Lendo

Vadão está de volta à Seleção Brasileira feminina



Continue Lendo

Árbitro da final da Copa do Brasil é cruzeirense. Mas isso não tem a ver com futebol



Continue Lendo