Teixeira preparou saída por seis meses



Amigos do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira dizem que ele decidiu sair da CBF no máximo em agosto de 2011, ao menos dois meses antes do que vinha sendo noticiado. Foi nessa época que Teixeira realizou os primeiros leilões de gado de sua fazenda em Piraí (RJ). Segundo amigos, o cartola tinha “adoração” por essa criação e só depois que resolveu abandonar o país decidiu pela venda. Teixeira renunciaria em fevereiro de 2012.

Medo de multa
A principal razão para o Palmeiras buscar manter parceria com a Kia por pelo menos mais quatro meses é evitar atritos com a Adidas, fornecedora de material esportivo. Uma cláusula no contrato entre o clube e a Kia prevê que a Adidas deve ser avisada com pelo menos 90 dias de antecedência em caso de rescisão.

Fica como está
O Conselho de Orientação do Corinthians (Cori) emitiu parecer pela manutenção do estatuto. Foram rejeitadas as propostas de redução do período de quarentena para ex-presidentes, candidaturas individuais de conselheiros e restrições a potenciais membros do Cori. As emendas serão votadas na próxima reunião do Deliberativo, em maio.

Apito
A comissão de arbitragem do Rio avisou aos árbitros que a comissão de arbitragem da Fifa estabeleceu que na Copa de 2018 a idade máxima dos apitadores será de 42 anos e que em 2022, ela será de 40 anos. Consultado, um funcionário do departamento de arbitragem da CBF disse não ter recebido informação a respeito.

Livre para negociar
A diretoria do Santos diz que saneou as dívidas fiscais e deve obter as CNDs até o fim do mês. O principal motivo da urgência é liberar a negociação com entes públicos, impedida pelo débito. O clube negocia um patrocínio com a Caixa Econômica Federal. A medida também abriria a possibilidade de incentivos fiscais.

Reforma
O Conselho Deliberativo do Flamengo receberá até o dia 19 de fevereiro emendas para a proposta de mudança do capítulo II, artigo 50, do Regimento Interno. A comissão de reforma quer afrouxar o texto e justifica que a alteração é fundamental para iniciar as modificações no estatuto, uma vez que o artigo é “passível de incertezas e cria um ambiente de insegurança jurídica”.

Iniciativa
A Divisão de Homicídios do Rio da Polícia Civil, programa um debate com Vasco, Fluminense, Botafogo e Flamengo até o término do Campeonato Carioca, junto com o Gepe e o Ministério Público, para ajustar os termos de conduta e disciplinar da relação da diretoria com as facções organizadas.

Críticas
A demora do Vasco em revelar o valor de R$ 600 mil para rescindir com a empresa Torcedor Afinidade, causou desconforto durante a votação das contas de 2011, na segunda-feira. Outro ponto polêmico e, que gerou críticas, foi o termo de aditamento no contrato com a Penalty, relatado pelo CF.

Omissão
O empresário de Mattheus, Vantuil Gonçalves, afirmou que a falta de interesse da gestão de Patricia Amorim deixa agora o Flamengo desprotegido. A diretoria quer renovar, mas encontra dificuldades. A Juventus ainda tem interesse na compra do jovem.

DE LETRA

“Vários conselheiros de situação vieram me pedir desculpas por votar a favor da aprovação. Inclusive um vice-presidente. Isso mostra como alguns tratam o clube”, Leonardo Gonçalves, presidente da Cruzada Vascaína, sobre aprovação das contas de 2011



MaisRecentes

Boca Juniors publica nota oficial sobre episódio da ‘mala branca’ para o Palmeiras



Continue Lendo

Jogadores do Palmeiras receberam ‘mala branca’ do Boca Juniors para vencer na Libertadores



Continue Lendo

Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro está dividida sobre o Everest



Continue Lendo