Flu paga dívida com ‘time’ de jogadores



O Fluminense quitou dívida trabalhista com 14 jogadores de uma vez até dezembro de 2012, dentre os quais Washington, Cícero, Odvan, Magno Alves, Bobô e Gilmar Fubá. A conquista é favorável à gestão do presidente Peter Siemsen, que conseguiu retomar o ato trabalhista em novembro de 2011, perdido na administração do ex-presidente Roberto Horcades, em 2008. O clube paga cerca de R$ 1 milhão por mês de dívidas trabalhistas.

Novo cenário
Sebastião Pedrazzi, relator do Conselho Fiscal do Flamengo, desistiu de disputar a presidência. Favorito, Pedrazzi alegou compromissos profissionais. Mário Esteves (grupo Só Fla), Gonçalo Veronese, 2º vice do CF – apoiado pelo presidente Leonardo Ribeiro – e Alexandre Sansão surgem como pré-candidatos.

Torcedor

O Marketing do Flamengo analisa os programas de sócio-torcedor do Internacional, Santos e Fluminense para elaborar o seu. O programa é uma das prioridades da diretoria para angariar novas receitas. A aposta é na credibilidade aliada ao tamanho da torcida. Até maio, o projeto definitivo deverá ser anunciado.

Despejo
A Suderj vai despejar nas próximas semanas a CBDA do Parque Aquático Júlio de Lamare, no complexo do Maracanã, no Rio. O local será usado pela Fifa como instalação temporária durante a Copa das Confederações, em junho. Em seguida, o Julio Delamare deve ser demolido com vistas à Copa do Mundo de 2014.

Dobrado
Técnicos da Arena Grêmio dizem que a estrutura do alambrado do estádio evitou um acidente de maior proporção no último jogo da equipe. Dizem que, se o alambrado não tivesse cedido, muitas pessoas teriam sido esmagadas contra ele, se ferindo com gravidade. E, que se a estrutura fosse de vidro blindado, poderia haver um desastre ainda maior.

Prova de fogo

O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro neste final de semana será o primeiro teste do novo sistema de segurança do Mineirão. O estádio terá 364 câmeras, com o objetivo de identificar episódios de violência. Além disso, pela primeira vez a equipe da polícia contará com médicos legistas e peritos na arena.

Matemática
O Corinthians baseia o cálculo do valor pedido pelos naming rights de sua arena no valor gasto por empresas com TV. A pedida corintiana de R$ 400 milhões por dez anos totaliza cerca de R$ 3,3 milhões mensais, valor médio de cerca de 20 comerciais nos diferentes horários da Globo, o que, segundo os cartolas do clube, é um valor justo pela exposição.

Esclarecimento

O conselheiro do Flamengo Getúlio Brasil, que vai chefiar a sindicância do Conselho Fiscal sobre o sumiço dos relógios da Hublot, votou na chapa Azul e não em Jorge Rodrigues na última eleição. Brasil fazia parte do grupo de apoio a Rodrigues, mas mudou de grupo durante o processo eleitoral do fim do ano passado.

Patrocinadores
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, se reuniu ontem com representantes da Adidas, fornecedora de material, e da Kia, patrocinadora master. Nobre pleiteia reajuste no valor dos contratos, mas a Kia já sinalizou negativamente. O prazo oficial de revisão do contrato terminou nesta quinta-feira.

DE LETRA
“O CT de Cotia é a ilha de Caras do futebol. Serve para tudo, menos para formar jogador”
Edson Lapolla, conselheiro e candidato derrotado a presidente do São Paulo.



MaisRecentes

Valorizado após a Copa do Mundo, Fágner tem proposta do Napoli-ITA



Continue Lendo

Fora de painel com ídolos em São Januário, Pedrinho deve entrar na próxima expansão



Continue Lendo

Neymar é o alvo do Real Madrid para o lugar de Cristiano Ronaldo, revela jornalista espanhol



Continue Lendo