Flu paga dívida com ‘time’ de jogadores



O Fluminense quitou dívida trabalhista com 14 jogadores de uma vez até dezembro de 2012, dentre os quais Washington, Cícero, Odvan, Magno Alves, Bobô e Gilmar Fubá. A conquista é favorável à gestão do presidente Peter Siemsen, que conseguiu retomar o ato trabalhista em novembro de 2011, perdido na administração do ex-presidente Roberto Horcades, em 2008. O clube paga cerca de R$ 1 milhão por mês de dívidas trabalhistas.

Novo cenário
Sebastião Pedrazzi, relator do Conselho Fiscal do Flamengo, desistiu de disputar a presidência. Favorito, Pedrazzi alegou compromissos profissionais. Mário Esteves (grupo Só Fla), Gonçalo Veronese, 2º vice do CF – apoiado pelo presidente Leonardo Ribeiro – e Alexandre Sansão surgem como pré-candidatos.

Torcedor

O Marketing do Flamengo analisa os programas de sócio-torcedor do Internacional, Santos e Fluminense para elaborar o seu. O programa é uma das prioridades da diretoria para angariar novas receitas. A aposta é na credibilidade aliada ao tamanho da torcida. Até maio, o projeto definitivo deverá ser anunciado.

Despejo
A Suderj vai despejar nas próximas semanas a CBDA do Parque Aquático Júlio de Lamare, no complexo do Maracanã, no Rio. O local será usado pela Fifa como instalação temporária durante a Copa das Confederações, em junho. Em seguida, o Julio Delamare deve ser demolido com vistas à Copa do Mundo de 2014.

Dobrado
Técnicos da Arena Grêmio dizem que a estrutura do alambrado do estádio evitou um acidente de maior proporção no último jogo da equipe. Dizem que, se o alambrado não tivesse cedido, muitas pessoas teriam sido esmagadas contra ele, se ferindo com gravidade. E, que se a estrutura fosse de vidro blindado, poderia haver um desastre ainda maior.

Prova de fogo

O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro neste final de semana será o primeiro teste do novo sistema de segurança do Mineirão. O estádio terá 364 câmeras, com o objetivo de identificar episódios de violência. Além disso, pela primeira vez a equipe da polícia contará com médicos legistas e peritos na arena.

Matemática
O Corinthians baseia o cálculo do valor pedido pelos naming rights de sua arena no valor gasto por empresas com TV. A pedida corintiana de R$ 400 milhões por dez anos totaliza cerca de R$ 3,3 milhões mensais, valor médio de cerca de 20 comerciais nos diferentes horários da Globo, o que, segundo os cartolas do clube, é um valor justo pela exposição.

Esclarecimento

O conselheiro do Flamengo Getúlio Brasil, que vai chefiar a sindicância do Conselho Fiscal sobre o sumiço dos relógios da Hublot, votou na chapa Azul e não em Jorge Rodrigues na última eleição. Brasil fazia parte do grupo de apoio a Rodrigues, mas mudou de grupo durante o processo eleitoral do fim do ano passado.

Patrocinadores
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, se reuniu ontem com representantes da Adidas, fornecedora de material, e da Kia, patrocinadora master. Nobre pleiteia reajuste no valor dos contratos, mas a Kia já sinalizou negativamente. O prazo oficial de revisão do contrato terminou nesta quinta-feira.

DE LETRA
“O CT de Cotia é a ilha de Caras do futebol. Serve para tudo, menos para formar jogador”
Edson Lapolla, conselheiro e candidato derrotado a presidente do São Paulo.



MaisRecentes

‘Rainbow Six Pro League’, no Rio de Janeiro, neste fim de semana, terá premiação milionária



Continue Lendo

Superintendente garante que não há obstáculos para construir no campo do Everest



Continue Lendo

Detalhe técnico pode impossibilitar obra no campo do clube Everest



Continue Lendo