Penalty paga ao São Paulo 40% em material



Dos R$ 35 milhões por ano que a Penalty vai pagar ao São Paulo para fornecer o material esportivo do Tricolor só R$ 21 milhões serão em dinheiro. Esse valor engloba luvas, patrocínio, garantia mínima de royalties e até aluguel da megaloja do Morumbi. Os demais R$ 14 milhões serão em material esportivo, para todos os esportes do clube. Como comparação, o Flamengo, que possui um departamento de esportes olímpicos bem maior, vai receber R$ 9,8 milhões em material esportivo por ano, no novo contrato de dez anos com a Adidas. O valor recorde no contrato São Paulo-Penalty reforça a tese de que as peças foram incluídas pelo preço de varejo ou próximo, inflando o valor oficial do contrato, que por ter três anos, será renegociado em 2015.

Isenção
O Comitê Fiscal do Flamengo aprovou por unanimidade, nove a zero, a proposta de isenção de pagamento de mensalidade para os sócios proprietários, o segmento mais rico do clube. A proposta será levada ao Conselho Deliberativo e poderá ser incluída nos trabalhos da comissão de reforma estatutária.

Cadeira de rodas
Insatisfeitos com a passividade do Comitê Paralímpico Brasileiro no caso do atleta que morreu durante a São Silvestre, os atletas cadeirantes decidiram se organizar. Estão discutindo como aumentar a segurança para eles nas provas e podem até criar uma confederação brasileira da modalidade.

Novo rumo
Após estampar a marca na camisa de clubes de futebol para consolidar a empresa, a Netshoes agora reduz a presença no esporte e busca novos mercados. Além de patrocinar o lutador Daniel Sarafian no UFC São Paulo deste sábado, a Netshoes observa outros atletas da modalidade, já que comercializa cerca de 2 mil produtos de MMA.

Democracia
A proposta de mudança de estatuto do Corinthians prevê mudança na eleição de conselheiros. Hoje os sócios votam em chapas com 200 nomes. A mais votada leva tudo. A comissão propõe que os candidatos concorram individualmente. Cada sócio poderia votar em cinco nomes. Uma emenda alternativa propõe a concorrência de chapas de 15 nomes.

Recusa antecipada
Eduardo Maluf, pretendido pelo candidato à presidência do Palmeiras Décio Perin, para atuar no departamento de futebol, avisou que não pretende deixar Minas Gerais. Com isso, o grupo de Perin, já começou a avaliar outros nomes. O candidato Paulo Nobre pretende contratar José Carlos Brunoro para o cargo.

Espera
O Corinthians e a Odebretch preveem até o final deste mês a liberação dos CIDs para financiar a construção da Arena Corinthhians. A demora na liberação, que foi pedida há cem dias, deve-se, segundo a Prefeitura, à analise da documentação pela Procuradoria Geral do Munícipio. O valor em estudo é de R$ 156 milhões.

Colégio Tirone
O presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, fez anteontem em casa uma reunião de despedida de sua gestão, que acaba na segunda-feira. Exceto Antonio Henrique Silva, financeiro, todos os diretores compareceram. Tirone agradeceu a todos e entregou a cada um diploma de reconhecimento pelo trabalho.

DE LETRA
“Ele está querendo provocar o caos. É uma atitude de quem está desesperado porque em março não terá mais poder”
Delair Dumbrosck, presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, sobre a proposta feita por Leonardo Ribeiro



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo