TJ do Rio condena Fla e Suderj por agressão e roubo a torcedor



O Tribunal de Justiça do Rio condenou a Suderj e o Flamengo a indenizar em R$ 11.700 o flamenguista Renan Silva Nunes, que foi agredido e roubado na saída do Maracanã. Após o jogo Flamengo x Atlético-MG, pelo Brasileiro de 2007, Nunes foi cercado por um grupo de rubro-negros, que o espancou e levou seus casaco, camisa, um aparelho de MP3 e R$ 120. Nunes perdeu dois dentes, teve outros abalados e ficou sem poder comer direito por algum tempo.

A Suderj alegou que não poderia ser responsabilizada, pois a segurança dos torcedores é de responsabilidade do clube mandante. Também apontou a Ferj como responsável pela organização do evento, por contrato. O Flamengo disse que respeitou o Estatuto do Torcedor ao pedir contingente policial para o evento. Na época do ocorrido, o presidente do Flamengo era Marcio Braga

O tribunal decidiu que a Suderj, por obter dinheiro com as partidas, é responsável pela segurança e que o Esatuto do Torcedor responsabiliza o clube e seus dirigentes.

Cabe recurso dessa decisão.



MaisRecentes

Jogadores do Palmeiras receberam ‘mala branca’ do Boca Juniors para vencer na Libertadores



Continue Lendo

Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro está dividida sobre o Everest



Continue Lendo

Diretoria do Vasco usa embargos na Justiça para que caso “HD do Vasco” não termine logo



Continue Lendo