Vasco vai a Brasília por renovação de patrocínio com a Eletrobras



O Vasco se diz confiante com as negociações com a montadora japonesa Nissan para ocupar o espaço principal da camisa a partir de julho. Mesmo assim a diretoria planeja ir até Brasília para negociar a renovação de contrato com a Eletrobras, principal patrocinadora do clube desde 2009. O contrato com a estatal se encerra em junho de 2013 e, mesmo diante da diretrioz da companhia de cortar gastos com comunicação, o clube ainda tem esperança de conseguir um contrato, mesmo que por menor valor. O contrato atual é de R$ 14 milhõs anuais, pagos semestralmente.

– Estamos perto de ter um grande patrocinador master. Mas, independentemente disso, antes de esse patrocinador assumir, vamos a Brasília conversar com o Edison Lobão (ministro de Minas e Energia), que é um vascaíno. Vamos conversar com ele para renovar com a Eletrobras, seja na orelha, na cabeça, no calcanhar – explicou o vice-presidente de Finanças, Nelson de Almeida, de forma bem humorada e deixando escapar a cor clubística do titular da pasta.

Em situação financeira preocupante, com salários sistematicamente pagos com atraso e receitas bloqueadas pela Justiça, a pedido da Recita Federal, INSS e ex-atletas, o departamento de Finanças, para equilibrar as contas, pretende superar os R$ 17 milhões de verbas de patrocínio, previstos na proposta orçamentária para 2013, aprovada pelo Conselho Deliberativo na última quinta-feira com ressalvas.

– A proposta está boa. O Vasco pode sofrer uma reação superavitária (sic) – acrescentou Almeida, membro da comissão responsável pela proposta orçamentária, muito contestada por várias correntes políticas. De acordo com a proposta, o clube precisará arrecadar R$ 24 milhões em venda de jogadores, além dos R$ 17 milhões com patrocínio, para fechar o ano. E o clube acaba de perder grande parte dos titulares.

A parceria com a Eletrobras foi tumultuada durante quase toda a sua duração. Por lei, governo e estatais só podem pagar a parceiros que estejam em dia com o pagmento de tributos. E o Vasco não consegue tirar sua Certidão Negativa de Débito há mais de dois anos. Para receber o dinheiro, atrasa o pagamento dos salários dos jogadores. Aí o sindicato dos funcionários vai à Justiça do Trabalho com o argumento de que os funcionários estão passando necessidade. A Justiça do Trabalho  manda a ELetrobras liberar o dinheiro para o sindicato, que repassa aos funcionários. O governo federal vem se irritando com o desgaste de pagar a um clube que não paga os impostos e pressiona a Eletrobras a não renovar.  Mas o Vasco, ainda sem conseguir fechar com outro parceiro, irá conversar com o ministro vascaíno.

 

 



  • Bernardo Garios

    “A empresa fez uma pesquisa há oito meses e viu que foi a marca que mais teve visibilidade.”

    Mais visibilidade AONDE? talvez entre as empresas de energia, que não são vinculadas por Ministros torcedores que despejam nossos dinheiros em cima de um time falido como o vasco.

    Realmente, essas estatais deveriam ser controladas e não poderia aplicar nosso dinheiro em time de ministro.

    • shayana

      Em time de ministro? Engraçado é saber que o gonverno deu para o corintians um estádio, e pagou com meus impostos, e para o vasco não paga nem o que é devido!

  • Ykaro

    Prefiro que a Nissan fique como Master e a Eletrobras como secundária, aí sim o Vasco terá fortes parceiras pra 2013. Isso sem contar que ainda existe o interesse da Nike nos materiais esporitvos!

  • luis

    Bom para um CLUB que ja foi campeao brasileiro de basquete em cima de seu maior rival,para um CLUB que ja foi pioneiro no remo ,hj em dia nao tem nem um bom time de futebol.Isso mostra como ma administraçao destroi um time exemplo disso e o palmeiras.

  • cristiano reis

    precisamos de um time competitivo em 2013, o roberto desde qdo entrou falou que ia equilibrar as finanças e até hj nada, então que pelo menos monte um time vencedor, pq a descepção de 2012 os vascainos jamais esqueceram..

    • Com esse elenco dá pra ficar em quarto no Carioca e brigar para não ser rebaixado no Brasileiro. Os Vascainos pedem socorro. MEU DEUS!!!!!!!

  • cristiano reis

    boa lance, mais um canal aonde o torcedor pode se expressar, pelo menos aqui a globo não entra, estão de parabéns…..

  • JORGE SOBRAL

    SÓ NO BRASIL ACONTECE ESSAS COISAS!
    CONSCIOS DE QUE PROMOVERÃO ATRASOS NOS SALÁRIOS DOS JOGADORES E FUNCIONÁRIOS DO C.R.VASCO DA GAMA, BLOQUEIAM 100% DA RENDA POR DÍVIDA ATIVA!
    DEVE SER COISAS DE BAIRRISMO OU DA CONCORRÊNCIA, OU SEJA, AQUELES QUE TOMARAM, TOMAM OU TOMARÃO DECISÃO, COM CERTEZA NÃO TORCEM PELO VASCÃO!
    SÓ TEM ACONTECIDO COM O “TREM DA COLINA”! AVE MARIA!

    E só mesmo, Jorge. Anos atrás, o Flamengo usou o mesmo expediente. Mas, atualmente, dos times grandes, o VAsco é o único que atrasa sistematicamente salários. UM ponto que os torcedores do Rio precisam ter consciência é que a siatuação financeira dos seus clubes é muito pior do que do restante do Brasil, exceto o Atlético-MG. No fim de 2011, esses cinco clubes tinham dívidas que iam de R$ 300 milhões a quase R$ 500 milhões. No restante dos clubes, nenhuma chegava a R$ 200 milhões. Ou seja a menor dívida desse grupo de superdevedores era quase o dobro da maior dívida do restante dos clubes. O Fluminense, há dois anos, mudou sua gestão e voluiu muito. O Flamengo promete fazê-lo. O Vasco prometeu fazê-lo e fez tudo ao contrário. O Botafogo também prometeu e nçao há uma ideia clara de quanto cumpriu. Mas é o clube com a maior dívida do país, ao menos oficialmente.

  • JORGE SOBRAL

    SEU NOME DEVE SER DO TAMANHO DA SUA MEMÓRIA “MARQUINHO”: O CORINTHIANS DEVE AGRADECER AO “DIEGO SOUZA”! ESCQUECEU?

  • Õ TORCEDOR DO CURINGA DE SP, O VASCO NUNCA PRECISOU DE MEMBROS NA CBF PRA SER CAMPEÃO DE NADA NÃO! COMO VCS QUE SÓ VEM GANHANDO TÍTULOS POR QUE TINHA UM DE VCS LÁ.AGORA VAMOS VER DAQUI PRA FRENTE O CURINGA -SP SEM REPRESENTANTE LÁ.

    OBS: VOCÊS NÃO ESQUECEM OS 5 GOLAÇOS DO ROBERTO DINAMITE EM PLENO PACAEMBU NÉ? KKKK

    Nunca, Marcondes? Que bom que é ter memoria curta. EM 1974, a final do Brasileiro seria no Mineirã. Como o presidente do Cruzeiro tinha invadido o campo uns quatro jogos antes (coisa que o Eurico cansou de fazer em São Januário cansou de fazer), simplesmente inverteram o mando e o jogo foi para o Maracanã. A arbitragem foi um escândalo, mas vamos deixar que foram apenas erros. Em 2000, o Vasco superlotou São Januário, até morreu gente, mas a final foi remarcada para o… Rio!!
    E isso é só o que lembro agora. Deixa disso, não existe clube que não tenha cadáveres no seu passado.

    • Marcos Vinícius

      Alto lá!!!!!

      Estava no regulamento do campeonato que qualquer atitude contra o desporto ou contra os envolvidos nos jogos seria punida com a perda do mando de campo. O dirigente do Cruzeiro,além de invadir o campo de jogo,também agrediu Joel Santana (então só Joel,zagueiro do Vasco). Estava escrito no regulamento,e todos os clubes,incluindo o Cruzeiro,sabiam e assinaram. Se o cara quis ter um piti,problema dele,mas cumpra-se a regra.

      Informe-se,amigo. NÃO MORREU NINGUÉM EM 2000! Eu estava lá naquele dia,eu passei aquele perrengue todo. O problema não foi do Vasco,foi de maus policiais que pediam R$5 aos torcedores que estavam sem ingresso (O ingresso oficial da partida custava R$20) para permitir aos mesmos pularem as catracas. Quer colocar assunto em pauta,pelo menos se informe do que realmente aconteceu,por favor.

      Então justifica-se os erros cometidos por outros dirigentes porque o Eurico algumas vezes invadia o campo? Eurico estava errado,e mais errado que ele estava quem via aquilo e não punia o clube e o dirigente. É simples : Um erro não justifica o outro.

      Claro que todo clube tem seus cadáveres, inclusive o Vasco,mas esses não são do Vasco. Procure outros,porque essa não colou.

      Não colou para você, Marcus Vinicius, É sempre melhor fechar os olhos e jogar a culpa nos outros.

  • dodo

    pq vc ta na pagina entao?so perde tempo

    • NETO

      apenas dando uma passada pra saber como estão os concorrentes de 2013 e já percebi que o Vasco tá fora da briga. Mesmo assim meus respeitos ao clube.

  • NETO

    Com um patrocinio tão baixo como este é realmente complicado fazer futebol e juntando-se a isso a péssima gestão do clube….graças a Deus sou Corinthiano”

    • ANDRE

      O CHIQUEIRO ROUBOU O VASCO NA COPA DO BRASIL E NO BRASILEIRO 2011..O CHIKEIRO E DOS DALE CBF…………

  • O Roberto não cumpriu as metas estabelecidas , não foi transparente em nenhum momento , incompetente e vaidoso . Lamentável o momento do Vasco , mas a culpa é da má gestão .
    Agora perguntar não ofende , o Coríntias está em dia com a União ( ? ) Como consegue dinheiro público e não têm dificuldades para receber dinheiro dos patrocinios ( ? ) Qual será o caminho das pedras ( ? )

    O Corinthians está em dia com os imposto, Carlos Alberto. E não é o único. O São Paulo, por exemplo, fez grande parte do CT de Cotia com dinheiro da Lei de Incentivo ao Esporte, que só pode ser usada quem tem CND. O Corinthians levou alguns anos para conseguir as CNDs, mas agora tem tudo certo. Foi por isso que fez o CT profissional com recursos próprios e usará a Lei de Incentivo para fazer parte do CT da base. Só o Vasco é que “recebeu” patrocínio da Eletrobras com a situação irregular.

    • Matheus Brito

      E o Flamengo não recebia assim tmb?

    • Obrigado ! Olha Roberto , o Corinthians superou o problema das certidões negativas , veja que não é um bicho de sete cabeças . Agora ,aonde não existe nenhuma , fica difícil .
      FORA INCOMPETENTE !

  • QUE TRISTEZA!!! ESSA ADMINISTRAÇÃO DO VASCO, FIZERAM VÁRIAS PROMESSAS AGORA APRESENTAM O “CAOS” AOS TORCEDORES, O PRESIDENTE NÃO PODE CULPAR HÁ ADMINISTRAÇÃO ANTERIOR PORQUE SABIA O QUE ESTAVA ASSUMINDO, VERGONHOSO!!! EM VEZ DE APREENDER COM O CORINTHIANS “RESSURGIR” FAZER UMA ADM PROFISSIONAL NÃO REALIZOU, APRESENTA UM ELENCO/2013 DE “QUINTA” CATEGORIA PARA DISPUTAR OS CAMPEONATOS EM 2013, VEJO UM 2013 SOMBRIO AO VASCO!!! PARABÉNS ROBERTO

  • Matheus Brito

    Uma questão que precisa urgentemente ser revista pelos clubes que estão sofrendo com isso é a divisão da grana da Tv. Não dá pra se ter uma diferença tão absurda entre dois clubes e o resto. Ao meu ver esses clubes perderam uma oportunidade de ouro pois unidos poderiam pressionar a tv, uma vez que esta não iria querer transmitir apenas Flamengo X Corinthians. Com relação aos jogadores que deixaram o clube ao fim desse ano, lamento pelas saídas do Junino e do Prass. Os demais já foram tarde, e inclusive já foram substituídos. Roberto, faça um favor ao Rio, renuncie pois está ficando difícil, como Vascaíno , agüentar tanta incompetência junta.

    • AMIGO MATEUS, SE ROBERTO RENUNCIAR QUEM ASSUMIRÁ? TÁ DIFICIL AMIGO, NÃO TEMOS MAIS AQUELES VASCAÍNOS ILUSTRES, QUE BRIGAVAM PELO CLUBE, AGORA TEMOS AQUELES QUE SÓ QUEREM SE DÁ BEM.

      • Matheus

        Pois então vendam o Club para um bilionário louco desses que estão por aí. Não dá pra ficar nessa chatice de “turma do Eurico” contra a “turma do Dinamite” e a turma “neutra” que também faz barulho pra caramba. As coisas já foram muito mais simples do que estão hoje. Perdemos grandes oportunidades de ir até a receita, parcelar o débito fiscal e PAGAR. Ir até a justiça trabalhista, parcelar os débitos e PAGAR. Chamar para São Januário os credores do clube, negociar e PAGAR. O Vasco teve orçamentos beirando os 170 milhões nos últimos anos. Como conseguiram deixar isso acontecer? por que não enxugaram o elenco após a Libertadores? Enxugar elenco entenda-se por dispensar aqueles que praticamente não eram usados. Vender Diego Sousa, Rômulo, Alan e Fagner não é enxugar elenco, é fazer besteira. Os esportes olímpicos, com exceção dos tradicionais Basquete e Remo, se não se pagam deviam ter sido cortados há tempos. O patrocínio da Eletrobras foi bom nos dois primeiros anos, mas nos dois seguintes estava completamente defasado com relação ao que se estava praticando no mercado, ninguém viu isso?
        Com relação ao time que está sendo montado, até que, para o tamanho da reformulação, não está tão horrível. Fizeram um carnaval com a debandada no fim do ano, mas há de se lamentar apenas o Juninho e o Prass. Talvez o Nilton. Os demais eram a gordura que deveria ter sido cortada após a Libertaores, junto com outros que não deveriam ter sido contratados. Não podemos lamentar Eduardo Costa, Auremir, Willian Matheus, Barbio, Jonathan, Jonas, Alecsono, Fabrício, Nilton, Rodolfo e alguns outros. Somem esses salários que citei e vejam como se enxuga, por baixo, uns 400 mil sem perder qualidade. Pelo contrário, a saída deles foi um grande reforço. Pega 90 mil do Nilton+180 mil do alecsono+120 mil do Rodolfo já vai uma fortuna em jogadores improdutivos. Quem lamenta essas saídas nunca torceu Vasco, nunca conheceu esse club, não sabe quem é o Vasco.

        • Rene

          Pelo que soube quando o Roberto assumiu o Vasco tinha as certidões. Daí para frente não sei o que foi que arranjaram que não conseguiram mais recebê-las. Concordo! Eles incharam a folha com salários altos para jogadores medianos. O problema aí chama-se: empresários. Tomaram conta da Colina!

  • Jean Lins

    Apesar de ser Vascaíno se eu fosse diretor da Eletrobrás não renovaria esse contrato Primeiro pq se torna desgastante um clube ter que ir na Justiça para receber pouco mais de 7 milhões sabendo que quando esse dinheiro entra em Caixa não é para pagar os funcionarios e sim Ações na Justiça referente a ex atletas, Segundo pq o Vasco nunca conseguiu apresentar a CND e Terceiro pq a Propria empresa ja havia dito antes que não iria renovar justamente para cortar os gastos e desde então só se ouve especulação sobre patrocinadores para a Eletro Sair do Vasco como ja apareceu em 2012 a Volks e mais recente a Nissan por fim torço muito por dias melhores no meu Vasco mais acredito muito que a solução não está apenas na saída de um Presidente e sim dos aproveitadores, aproveito ainda para dizer que o Vasco tem tudo para ser uma vergonha esse ano vergonha essa por uma má administração, administração de pessoas que achavam que chegariam em algum lugar sozinhas, pessoas que não Investiram na Base não conseguiram render o nome Vasco, o Vasco caiu para a Serie B e de lá para cá continuou a mesma coisa está mais do que na hora disso mudar vamos analisar com jeitinho tudo o que o Corinthians fez como ele mudou desde a sua queda para quem sabe o Vasco se levantar e voltar a ser o Gigante que todo torcedor quer realmente ver /+/

  • felipe

    Acho q a idéia vai ser manter a Eletrobras como secundária e a Nissan será a primária!

MaisRecentes

Ana Paula Oliveira vê árbitro de vídeo como ajuda e confia em bom treinamento



Continue Lendo

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo