Governo Dilma tenta trazer Breno para o Brasil



O governo federal, da presidente Dilma Rousseff,  por meio do seu embaixador na Alemanha, está negociando a deportação do zagueiro Breno de volta para o Brasil. Se o governo da Alemanha concordar, ele poder até voltar logo a jogar bola, pelo São Paulo.

O clube brasileiro não confirma, mas recebeu a informação de que existe uma chance significativa de isso acontecer no primeiro semestre de 2013. Esse foi um dos motivos que levaram o clube a nesta semana assinar com Breno por três anos.

Breno está preso desde setembro de 2012, quando colocou fogo em sua própria residência, na periferia  de Munique. Pelas leis alemãs, isso é um crime e Breno acabou condenado a três anos e nove meses de prisão. Em junho, seu contrato com o Bayern terminou e não foi renovado.

Desde o incêndio, o São Paulo vem mantendo contato com Breno e sua família. Num primeiro momento, o objetivo era só prestar assistência, mas logo começou a conversar sobre sua volta ao Brasil. De família com pouco nível de instrução, Breno teve problemas de adaptação na Alemanha e nunca conseguiu mostrar o futebol que mostrou no São Paulo e o levou à Seleção Brasileira em 2007.



MaisRecentes

Vasco quer aumentar uso do Maracanã para impulsionar projeto de sócio-torcedor



Continue Lendo

Torcedores podem acionar Ministério Público contra Pedro Abad



Continue Lendo

Campanha ajuda Fortaleza a trazer de volta atacante Osvaldo



Continue Lendo