Flamengo assina contrato com a Adidas



BandeiraNo dia seguinte da aprovação por unanimidade no Conselho Deliberativo, a presidente Patricia Amorim assinou o contrato da Adidas nesta quinta-feira e a multinacional alemã é oficialmente a fornecedora de material esportivo do Flamengo nos próximos dez anos. O cointraro é de R$ 363 milhões, que com a correção monetária. Os novos diretores dizem que o valor pode chegar a R$ 407 milhões, incluindo a correção monetária. E projetam ainda mais R$ 80 milhões se forem contabilizadas as receitas variáveis (títulos, venda de produtos). Os valores foram passados durante a apresentação da diretoria da empresa e do futuro vice-presidente de marketing, Luiz Eduardo Baptista.

A rescisão com a Olympikus, que estava condicionada à finalização do acordo com a empresa alemã, também já ocorreu. Nesta sexta-feira o Flamengo receberá R$ 6 milhões, R$ 3,4 milhões serão para ressarcir a antiga parceira. Os outros 2,6 milhões serão utilizados para finalizar a obra do Museu. A Olympikus adiantou R$ 10,4 milhões para finalizar a obra, mas deixou de repassar royalties desde setembro. O clube vai pagar a diferença do valor que deixou de entrar no caixa.

Até o dia 7 de janeiro a nova diretoria, do presidente eleito Eduardo Bandeira, receberá 32 milhões de luvas pela assinatura do contrato com a nova fornecedora. Em fevereiro, a Adidas promete pagar mais R$ 20 milhões adiantados sobre o que teria a receber ao longo de 2013.

A Nike enviou uma proposta ao clube na terça-feira oferecendo um valor equivalente ao do Corinthians, mas com R$ 50 milhões de adiantamento. Diante da nova investida, o Fla conseguiu convencer a diretoria da Adidas adiantar um valor até fevereiro.

Na votação de quarta-feira, os representantes da Adidas chegaram a exibir as fotos das camisas 1 e 2 do Flamengo desenvolvidas para o primeiro ano da parceria. Até abril, no entanto, a Olympikus continuará fabricando os materiais esportivos do clube. A partir do dia 1º de maio todas as modalidades passam a utilizar o material esportivo da empresa alemã até 2023.

O Flamengo agora é um dos clubes “Top Five” da Adidas e se junta a Real Madrid, Chelsea, Milan e Bayer de Munique, sendo o primeiro clube da América Latina a fazer parte deste seleto grupo. O clube poderá atingir a tão sonhada internacionalização da marca.

A presidente Patricia Amorim recebeu a proposta de contrato da Adidas em maio deste ano. Desde então passou as condições para a Olympikus, que chegou a tentar realizar uma contraproposta, mas não conseguiu levar adiante a disputa.

A partir disso, o departamento de marketing do clube passou a negociar com a diretoria da Adidas a elaboração do contrato, que tinha possibilidade de ir para votação antes da eleição para presidente, no dia 3 de dezembro. Por prudência, o Conselho Deliberativo resolveu esperar o resultado. Diante da vitória na eleição, o grupo de executivos estudou o contrato, pediu melhorias e conseguiu.

Como o aumento do valor em caso de títulos, diminuição dos prazos para definir os patrocinadores e o limite de três marcas nos primeiros cinco anos e não de dois, como estava na última versão aprovada pela diretoria de Patricia Amorim.

 



MaisRecentes

Conselheiros do Vasco podem pedir exclusão de Julio Brant após atrito com Campello



Continue Lendo

Goleiro Renan surge como nome para o São Paulo em 2019



Continue Lendo

Valorizado, Zé Ricardo pode deixar o Botafogo em 2019



Continue Lendo