Três grupos se unem para governar o Fla



A base política que governará o Flamengo nos próximos três anos será formada, majoritariamente, por três lideranças. Além da Chapa Azul, dos executivos como o presidente Eduardo Bandeira de Mello, as decisões passarão pelos grupos Garden e Vitória. Estes dois últimos são bem próximos e fazem referência ao ponto de encontro dos integrantes, em restaurantes na Zona Sul do Rio. As três correntes políticas se uniram para governar o clube.

A eleição desta segunda-feira  à noite do Conselho de Administração mostra isso. Pertencentes ao Grupo Vitória, Maurício Gomes de Mattos e Bernardo Amaral vão para o pleito com o apoio da Chapa Azul. O próprio nome da chapa, a única a se inscrever para o pleito, leva a cor da chapa vencedora na eleição para presidente.

A aliança entre as correntes começou a ser costurada dias antes da votação que impugnou o então candidato a presidente Wallim Vasconcellos e o vice Rodolfo Landim, em novembro. Com pouco apoio no Conselho de Administração, a Chapa Azul teve de recorrer aos dois grupos, liderados pelos ex-presidentes Hélio Ferraz e Delair Dumbrosck.

Um dia depois da derrota, mais uma vez a chapa dos executivos, encabeçada por Wallim, Landim, Flávio Godinho e Luiz Eduardo Baptista precisou se reunir com as duas lideranças para definir a escolha dos nomes do presidente e vice da chapa. Dessa nova conversa saiu o nome de Walter D’Agostino, do Grupo Vitória, e hoje vice-presidente do grupo vencedor.

A mesma forma ocorreu na eleição para o Conselho Deliberativo, na última quinta-feira, na qual Delair Dumbrosck, do Garden, foi o vencedor. Este grupo também ficará com as vice-presidências do Fla-Gávea e da Casa Civil, esta última ainda não confirmada oficialmente por Eduardo Bandeira. O três poderes do Flamengo, portanto, serão constituídos por esses três grupos.

– É dever de todo rubro-negro atuar no processo de renovação dos quadros, de ideias e de métodos. Nosso clube precisa do sucesso dessa gestão. Temos a expectativa de uma virada – disse Hélio Ferraz.

Eleição na Gávea hoje terá chapa única

A chapa do atual presidente do Conselho de Administração do Flamengo, Maurício Gomes de Mattos, será a única na disputa pelo conselho, o terceiro poder mais importante do clube. A oposição tentou articular para lançar um concorrente, mas diante do apoio da Chapa Azul, com 48 conselheiros eleitos para o corpo transitório, ficou difícil eleger um adversário.

A Chapa Amarelo Ouro, da presidente Patricia Amorim, só teve direito a 12. Além dos 60 eleitos, outros 46 conselheiros, chamados natos por terem ocupado presidência de um dos poderes do clube, por isso, 106 terão condições de votos no pleito de hoje à noite, que começa às 19h e termina às 21h.

Se a chapa formada por Maurício Gomes e Bernardo Amaral conseguir maioria de votos, o que deve acontecer pelo amplo apoio, o Conselho de Administração será comandado por mais um aliado do grupo dos executivos. Embora a eleição do Conselho Fiscal seja só em março, as três lideranças já se articulam para eleger o nome de Sebastião Pedrazzi, que tem boa aceitação de várias correntes políticas.

O NOVO GOVERNO

Chapa dos executivos
Além do presidente Eduardo Bandeira e do vice de futebol Wallim Vasconcellos, o grupo terá a grande maioria das vice-presidências, como a de marketing, patrimônio e finanças.

Grupo Vitória
Walter D’Agostino será o vice-presidente do clube, Maurício Gomes de Mattos e Bernardo Amaral devem ser confirmados como presidente e vice do Conselho de Administração. Hélio Ferraz é o líder do grupo.

Grupo Garden
José Carlos Dias será o vice do Fla-Gávea e Adalberto Ribeiro, ainda não confirmado, poderá ocupar a da Casa Civil. Delair Dumbrosck foi eleito presidente do Conselho Deliberativo.



MaisRecentes

Pretenso patrocinador do Vasco já foi punido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM)



Continue Lendo

Mesmo com prêmio milionário, caso conquiste a Copa do Brasil, Cruzeiro deve fechar o ano no vermelho



Continue Lendo

Liberada a construção de prédios no terreno do clube Everest



Continue Lendo