De olho em 2014, Aécio Neves leva Seleção a Minas em 2013



O próximo amistoso entre Brasil e França, marcado para junho de 2013, faz parte do projeto político do senador Aécio Neves (PSDB-MG) na disputa do comando nacional do seu partido. Apesar de o amistoso ser bancado pelo governo de Minas e de Neves não fazer mais parte do Executivo dese 2010, o senador negociou o amistoso diretamente com o presidente da CBF, José Maria Marin. Atualmente, Neves é o favorito a obter a indicação do PSDB para disputar a Presidência da República contra a presidente Dilma Rousseff em 2014.



  • Luiz Marfetán

    Antes de sé candidatar Aécio Neves e Eduardo Azeredo tem que nós dar conta ou explicar, como nasceu e se desenvolveu o MENSALÃO TUCANO. O do PT já conhecemos, falta o de lhes.

    • RICARDO SILVA

      Esse cidadão, conhecido aqui como o “senador que quebrou minas”, junto com o seu comparsa “professor Anastasia” que literalmente manda no Ministério Publico, Imprensa e Tribunal de contas mineiro , que acabou com o plano de carreira dos professores e que criou uma lei que efetivou 100 mil servidores públicos na educacao sem concurso em 2007 e que agora esta sendo impugnada pelo STF, correndo o risco de colocar na rua esses servidores, esta fazendo lobby para a medida provisória que diminui a conta de energia eletrica em 20% e da industria em 28%, seja rejeitada pelo congresso e Senado, tudo por causa da “mina de ouro” chamada Cemig, cujo 15% da receita pertence a Andrade Gutierrez, construtora das obras em minas entre elas a o mineirao. Cuidado com esse sujeito, ele arrebentou com Minas e esta querendo arrebentar com o Brasil. O Próximo governador nao ter um choque de gestão e sim uma explosão de gestão, pois todos os empréstimos pegos pelo senador e seu comparsa so vao começar a serem pagos em 2015, quando nem estão mais no poder…..

MaisRecentes

Nuzman está inclinado a se explicar na Câmara sobre escândalo



Continue Lendo

CBV visita cidade que pode receber seleções de vôlei nos Jogos de 2020



Continue Lendo

Botafogo deixa a Libertadores com R$ 13,4 milhões pela participação



Continue Lendo