Palmeiras só leva da Kia R$ 18 mi por ano



O Palmeiras inflou seu patrocínio com a Kia em 39%. Embora o valor não tenha sido anunciado, os diretores diziam em off que ele era de R$ 25 milhões/ano, o que o tornava o maior do país. Mas os membros do COF descobriram que o pagamento real é de R$ 18 milhões brutos. E também não há bônus extras por metas. O irônico é que a estratégia de usar um valor irreal ajudou São Paulo e Corinthians a fazerem contratos melhores.

Reatou
Após alguns anos de estremecimento, as relações entre a Traffic, de J.Hawilla, e a Kléfer, de Kléber Leite, voltaram às boas. Ambas estão negociando a venda dos direitos de publicidade estática e naming rights da Copa do Brasil. E a Traffic mudou seu escritório no Rio para um prédio que a Kléfer adquiriu há pouco.

Braços cruzados
Mesmo ultrapassado pelo rival Corinthians no marketing, o São Paulo não irá atrás de novos patrocinadores de uniforme – hoje são Semp Toshiba, Wizard e TIM, num total de cerca de R$ 30 milhões por ano. O clube diz que não quer “poluir” a camisa. O Corinthians já tem R$ 41 milhões anuais. E diz quer irá atrás de mais R$ 22 milhões.

Borracha
O presidente do Conselho Fiscal do Vasco, Hélio Donin, convidará o vice de Finanças, Nelson de Almeida, e o vice Jurídico, Aníbal Rouxinol, para a reunião de amanhã para avaliar como está a correção das falhas no balanço de 2011. O prazo concedido pelo Conselho Deliberativo acaba dia 22 de dezembro.

Obscuro
A Comissão de Turismo e Desporto cancelou o esclarecimento sobre o patrocínio da TAM à CBF marcado para hoje, na Câmara pois nem o diretor financeiro da entidade, Antonio Osório Ribeiro, nem o jurídico, Carlos Eugênio Lopes, irão a Brasília (DF). A reunião ordinária da comissão está confirmada.

Diplomacia
Um novo almoço entre os cinco candidatos de oposição do Flamengo deve ocorrer até sexta-feira. A única dúvida é a presença de Eduardo Bandeira, aparente líder do grupo nas pesquisas. A redução das chapas é vista como vital para bater Patrícia Amorim. Mas só Lysias e Maurício abrem mão de concorrer. Os demais resistem a um compromisso.

Olho no voto
A presidente Patricia Amorim só deve pedir autorização para pegar um adiantamento de R$ 20 milhões ao Conselho de Administração perto da eleição para presidente. O pedido é justificado pela penhora recente sofrida pelo clube. Aliados acreditam que uma votação num período eleitoral pode ter influência no resultado.

Bola oval
Conselheiros do Vasco vão começar a coletar assinaturas nos próximos dias para que o Conselho Deliberativo convoque o presidente Roberto Dinamite a explicar por que o clube perdeu a sede do rúgbi na Olimpíada de 2016. Opositores dizem que o veto causou prejuízo à imagem e ao patrimônio do clube.

Líder do bando
O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, alternou  calma, irritação e até fez piadas no anúncio do patrocínio da Caixa. Em certo ponto disse que a camisa do time vale “mais de 100 milhões, mais de 200 milhões”. Pouco antes, dissera estar “muito envaidecido” pelo acordo, que lhe renderá R$ 30 milhões.

DE LETRA
“Agora eles vêm com essa hipocrisia de união pelo bem do Palmeiras. Todos vão à reunião, mas ninguém abre mão de ser presidente”
Mustafá Contursi, ex-presidente do Palmeiras, sobre a reunião de presidenciáveis, marcada para hoje

(Colaborou Amélia Sabino)



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo