Palmeiras só leva da Kia R$ 18 mi por ano



O Palmeiras inflou seu patrocínio com a Kia em 39%. Embora o valor não tenha sido anunciado, os diretores diziam em off que ele era de R$ 25 milhões/ano, o que o tornava o maior do país. Mas os membros do COF descobriram que o pagamento real é de R$ 18 milhões brutos. E também não há bônus extras por metas. O irônico é que a estratégia de usar um valor irreal ajudou São Paulo e Corinthians a fazerem contratos melhores.

Reatou
Após alguns anos de estremecimento, as relações entre a Traffic, de J.Hawilla, e a Kléfer, de Kléber Leite, voltaram às boas. Ambas estão negociando a venda dos direitos de publicidade estática e naming rights da Copa do Brasil. E a Traffic mudou seu escritório no Rio para um prédio que a Kléfer adquiriu há pouco.

Braços cruzados
Mesmo ultrapassado pelo rival Corinthians no marketing, o São Paulo não irá atrás de novos patrocinadores de uniforme – hoje são Semp Toshiba, Wizard e TIM, num total de cerca de R$ 30 milhões por ano. O clube diz que não quer “poluir” a camisa. O Corinthians já tem R$ 41 milhões anuais. E diz quer irá atrás de mais R$ 22 milhões.

Borracha
O presidente do Conselho Fiscal do Vasco, Hélio Donin, convidará o vice de Finanças, Nelson de Almeida, e o vice Jurídico, Aníbal Rouxinol, para a reunião de amanhã para avaliar como está a correção das falhas no balanço de 2011. O prazo concedido pelo Conselho Deliberativo acaba dia 22 de dezembro.

Obscuro
A Comissão de Turismo e Desporto cancelou o esclarecimento sobre o patrocínio da TAM à CBF marcado para hoje, na Câmara pois nem o diretor financeiro da entidade, Antonio Osório Ribeiro, nem o jurídico, Carlos Eugênio Lopes, irão a Brasília (DF). A reunião ordinária da comissão está confirmada.

Diplomacia
Um novo almoço entre os cinco candidatos de oposição do Flamengo deve ocorrer até sexta-feira. A única dúvida é a presença de Eduardo Bandeira, aparente líder do grupo nas pesquisas. A redução das chapas é vista como vital para bater Patrícia Amorim. Mas só Lysias e Maurício abrem mão de concorrer. Os demais resistem a um compromisso.

Olho no voto
A presidente Patricia Amorim só deve pedir autorização para pegar um adiantamento de R$ 20 milhões ao Conselho de Administração perto da eleição para presidente. O pedido é justificado pela penhora recente sofrida pelo clube. Aliados acreditam que uma votação num período eleitoral pode ter influência no resultado.

Bola oval
Conselheiros do Vasco vão começar a coletar assinaturas nos próximos dias para que o Conselho Deliberativo convoque o presidente Roberto Dinamite a explicar por que o clube perdeu a sede do rúgbi na Olimpíada de 2016. Opositores dizem que o veto causou prejuízo à imagem e ao patrimônio do clube.

Líder do bando
O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, alternou  calma, irritação e até fez piadas no anúncio do patrocínio da Caixa. Em certo ponto disse que a camisa do time vale “mais de 100 milhões, mais de 200 milhões”. Pouco antes, dissera estar “muito envaidecido” pelo acordo, que lhe renderá R$ 30 milhões.

DE LETRA
“Agora eles vêm com essa hipocrisia de união pelo bem do Palmeiras. Todos vão à reunião, mas ninguém abre mão de ser presidente”
Mustafá Contursi, ex-presidente do Palmeiras, sobre a reunião de presidenciáveis, marcada para hoje

(Colaborou Amélia Sabino)



MaisRecentes

Flamengo é o primeiro clube brasileiro a ultrapassar os 25 milhões em redes sociais



Continue Lendo

Torcedor do Flamengo tem problemas com mudança do local da final da Libertadores



Continue Lendo

Procura por voos para Lima, local da final da Libertadores, aumenta quase 3.000%



Continue Lendo