Acordo Fla-Adidas é adiado para 2013



O acordo Flamengo-Adidas deve ficar para 2013. O Conselho Fiscal decidiu ontem entrar em recesso até 11 de dezembro, depois das eleições do clube. Além disso, o presidente do CF, Leonardo Ribeiro, disse que “o contrato da Adidas vai ficar para 2013”. Para após a eleição ficará também a análise das contas de 2011, poupando a presidente Patricia Amorim de um desgaste na reta final da campanha em caso de reprovação.

Perdidos na Dutra
Membros da campanha de Wallim Vasconcellos à presidência do Flamengo apontam uma crise entre o grupo “paulista” (executivos que moram em São Paulo), e o “carioca”. O primeiro seria o responsável por duas publicações com ataques ao Conselho de Administração, o que aumentou as chances de impugnação.

Olho no tesouro
Os grupos de Afonso Della Monica e Luiz Gonzaga Belluzzo estão atrasando a definição de uma candidatura comum à presidência do Palmeiras, esperando ver o rumo do presidente Arnaldo Tirone. É certo que não o apoiarão, mas querem atrair os conselheiros ligados a ele, caso Tirone decida não concorrer.

TV Furacão
O Atlético-PR vai construir um estúdio de TV dentro do CT do Caju para a TV CAP, que deverá entrar em nova fase, exibindo treinos e entrevistas ao vivo. O projeto está inserido dentro de uma ampla reforma no site do clube, que deve entrar no ar nas próximas semanas, tudo pago por patrocinadores e publicidade.

Organização do apito
Sindicatos de árbitros de alguns estados, São Paulo à frente, articulam a criação de uma federação brasileira da categoria. O objetivo do movimento é substituir a Anaf, hoje tida por uma parte da categoria como satélite da comissão de arbitragem da CBF. Na Federação, os árbitros perdem o poder de votar para presidente. Só os sindicatos é que votam.

Desequilíbrio
Presidentes dos clubes pequenos da Série B cobram melhor distribuição de recursos no Brasileiro do próximo ano. O Atlético-PR recebeu R$ 30 milhões de direitos de TV e o Goiás, R$ 28 milhões. Já clubes como Criciúma, São Caetano e a maioria dos demais receberam apenas R$ 1,8 milhão cada para jogar durante oito meses.

Festa de gala
O Grêmio gastou cerca de R$ 20 milhões para organizar o amistoso diante do Hamburgo no dia 8 de dezembro, na inauguração da nova arena. O clube afirma que recuperará o investimento. Espera faturar R$ 10 milhões líquidos com bilheteria e outro tanto com contratos de patrocínio e publicidade firmados para o evento.

Amarrados
Uma multa que o Atlético-MG deverá pagar à BWA, gestora da Arena Independência, para cada partida que mandará em outro campo é o que emperra um acordo entre o clube e a Arena Minas, gestora do Mineirão. A Arena Minas, que já fez contrato com Cruzeiro e América, diz que não pagará para o Atlético a multa, de valor não divulgado, mas vultoso.

Dentuço eterno
Ronaldinho Gaúcho terá lugar na Calçada da Fama do Flamengo. O jogador que saiu brigado, que processa o clube e é hostilizado pela torcida, será homenageado com outros atletas que jogaram neste século, inclusive os campeões do último tri do Rio, da Copa do Brasil de 2006 e do Brasileiro de 2009.

DE LETRA
“O Palmeiras não merece cair (para a Série B do Brasileiro), mas o futebol não é questão de merecimento”
César Sampaio, gerente de Futebol do Palmeiras, que depois voltou atrás e disse que “o futebol não é justo”.



MaisRecentes

Em decisão inédita, COB define duas cidades-sede para Jogos Escolares em 2020



Continue Lendo

Atlético-MG pode ser multado no caso do torcedor que praticou racismo contra segurança



Continue Lendo

FPF e LaLiga assinam acordo inédito de cooperação



Continue Lendo