A uma semana da audiência, Assis revela frustração: ‘Quem não queria dar certo no Fla?’



A uma semana da primeira audiência nos tribunais, no dia 8 de novembro, na qual cobra na Justiça do Trabalho mais de R$ 40 milhões do Flamengo, Ronaldinho volta a encontrar em campo nesta quarta-feira, às 21h50, no Independência, o time pelo qual jogou no início deste ano, chegou a fazer um bom Campeonato Brasileiro em 2011, mas que não conseguiu demonstrar o verdadeiro futebol e saiu pela porta dos fundos. O irmão e empresário Assis admite que ficou uma mágoa pela forma como a situação foi conduzida o rompimento e revela que ficou uma ponta de frustração do jogador não ter dado certo no Rubro-Negro.

– Eu nem queria estar falando com você, com ninguém da imprensa sobre esse assunto. Não temos o que falar do Flamengo. Temos a primeira a audiência que é agora, mas é conciliatória, você sabe, não é? Então de resto eu não tenho mais nada para falar. Quer falar do Atlético-MG? – explicou Assis.

Insatisfeito pelos constantes atrasos salariais e a forte cobrança da torcida do Flamengo, Ronaldinho e seu estafe resolveram procurar os direitos na Justiça no dia 31 de maio deste ano e ficar livre para se transferir para outro clube brasileiro. A diretoria do clube cogitou levar o jogador com o time reserva para realizar amistosos na China para obter recursos e pagar o antigo camisa 10 rubro-negro, o que foi rechaçado de imediato pelo jogador. A gota d’água, porém, foi a divulgação de um vídeo no qual o ex-vice de futebol Paulo Cesar Coutinho aparece dizendo que o Ronaldinho seria punido e afastado dos treinos. Em menos de uma semana, Ronaldinho fechou com o Galo, clube pelo qual recuperou o bom futebol e está brigando pelo título do Campeonato Brasileiro.

– Falaram muita besteira e ficamos muito chateados com a situação que foi criada na saída dele. Quem não queria dar certo num Flamengo? Quando o Ronaldinho chegou no clube, tinha vários problemas em questão policial do Bruno, do Adriano. E a chegada do meu irmão fez isso tudo ficar no passado. Será que se ele não tivesse sido contratado o Flamengo assinaria um contrato de 400 milhões com a Rede Globo? Isso que eu fico chateado. Muita coisa que o Flamengo conseguiu foi pela chegada dele. Quando o Flamengo ficou sete meses sem perder ninguém falava nada. Mas acabou que ele veio para o Galo e está jogando bem… Recuperou a alegria – encerrou Assis.



MaisRecentes

Gestão de associação coloca clubes de Santa Catarina na vanguarda do futebol



Continue Lendo

Internet e canais de filmes podem transmitir jogos do Brasileirão a partir de 2019



Continue Lendo

Zagueiro Igor Rabello pode deixar o Botafogo e se transferir para a Itália



Continue Lendo