São Paulo põe Lugano na geladeira



O São Paulo já decidiu que prefere não contratar o zagueiro Lugano, mas não tornar pública essa decisão porque teme uma reação negativa da torcida. A estratégia é tentar fazer o assunto esfriar. Na última semana, o assunto foi gradualmente menos discutido dentro do Morumbi.

Grande parte dos diretores e o próprio presidente Juvenal Juvêncio veem grande risco na contratação: alto custo, jogador veterano e fora de ritmo de jogo há muito tempo e possibilidade de desgastar a imagem de um ídolo.

Mas já é consenso na diretoria, que,  se a torcida fizer uma grande pressão, ela terá que ir atrás do seu jogador estrangeiro mais popular dos últimos 20 anos. Um diretor disse que o clube está refém da torcida nesse caso.

O que pode aliviar a situação da diretoria é que o próprio Lugano não tem tanta vontade assim de voltar ao São Paulo. No ano passado, ele fez chegar a diretores do clube o pedido de que não fizessem nenhuma proposta, pois iria recusar e não queria decepcionar a torcida. Naquele momento, ele estava em sua primeira temporada no Paris Saint Germain, e mesmo na reserva, ganhava o segundo maior salário do futebol francês e a sua família estava adorando viver em Paris.

Neste ano, sua situação no clube francês está ainda pior, nem faz mais parte do elenco.  Mas o salário continua muito alto. Mesmo com alguma redução, ficaria acima do teto do clube.



MaisRecentes

Vasco acerta aumento pontual da exposição do Azeite Royal na camisa



Continue Lendo

Especialistas em Direito do Esporte se unem em um novo escritório de advocacia



Continue Lendo

Caso Everest: Diário Oficial publica autorização para licitar nova sede do clube



Continue Lendo