Corinthians terá mais verba para Arena



O Corinthians deverá receber em novembro o primeiro socorro para a falta de dinheiro para a construção da Arena de Itaquera. A Prefeitura de São Paulo deve aprovar nesta semana o primeiro lote de CIDs, no valor aproximado de R$ 220 milhões. O clube já tem compradores, mas ainda tenta reduzir o valor do deságio. Já foram gastos de R$ 370 milhões na obra e se não entrar dinheiro novo o seu ritmo poderá cair já a partir do fim do próximo mês.

Homenagens
O São Paulo vendeu 12 mil camisas da série que homenageou cinco ex-jogadores, quatro deles uruguaios.  As camisa com o nome de Lugano foram as mais vendidas, com 35% do total. Na sequência, vieram Dario Pereyra e Pedro Rocha, quase empatados, e depois o ex-goleiro Waldir Peres e o lateral Forlán.

Sem aliança
O vice de finanças do Vasco, Nelson de Almeida, ameaça romper não só com o presidente Roberto Dinamite como também com o clube se o presidente se aliar a Eurico Miranda. Almeida, que diz ser inimigo figadal de Eurico, afirma que nunca mais pisará em São Januário e ainda devolverá o título de benemérito se isso ocorrer.

À distância
Por temer novas punições do STJD, o Atlético-MG está oficialmente afastado dos protestos da Galoucura, a maior organizada do clube, contra a arbitragem. O clube ainda busca o título brasileiro e já foi multado uma vez.  A torcida do Atlético-MG pretende fazer novo protesto, contra  a multa, usando notas de R$ 5.

Avalanche contida
O teste da Avalanche Tricolor, tradicional coreografia da torcida do Grêmio, na Arena Grêmio, não irá mais ocorrer, como estava previsto anteriormente pelos gremistas. O evento havia sido marcado para o último dia 13, mas foi vetado pelo Ministério Público Federal por falta de habite-se do estádio.  O clube poderia marcar uma nova data, mas desistiu.

Ninho desfeito
A contenção de gastos nas obras do Ninho do Urubu pode impedir que a presidente Patricia Amorim entregue o módulo profissional até o fim da gestão, como prometido. Por conta das penhoras fiscais de 20 milhões, o clube atrasou o pagamento às  empreiteiras, o que fez cair o ritmo das obras.

Camarotes vazios
A BWA não conseguiu comercializar os camarotes da Arena Independência, em Belo Horizonte para a temporada deste ano. Agora, só pensa no ano que vem. O principal trunfo da BWA é o acordo com o Atlético-MG, mas no ano que vem o Mineirão será reaberto e o Atlético deve mandar as partidas mais importantes lá.

Rivais juntos
O vice geral Hélio Ferraz negou o convite de Patricia Amorim para ser o candidato da chapa, mas indicou o nome do vice de patrimônio Alexandre Wrobel. Se o nome tivesse sido aprovado, existiu a possibilidade de composição com a chapa de Wallim Vasconcellos. Mas a ideia não foi levada adiante e a mandatária resolveu sair candidata e acabou perdendo apoio de Ferraz, que está licenciado.

Vale tudo
Até aliados do ex-presidente do Flamengo Marcio Braga se espantaram com a desfaçatez do ex-presidente na cara de apoio a Wallim Vasconcellos. Braga diz que, ao entregar o cargo, estava com as contas em dia. As penhoras que o clube vêm sofrendo são por impostos não pagos justamente na sua gestão.

DE LETRA

“Nunca haverá aliança com Eurico Miranda. Se houver, no dia seguinte renuncio e acredito que 99% do conselho diretor pede demissão.”, Faues Cherene Jassus “Mussa, Vice-presidente de departamento social do Vasco



MaisRecentes

Final da Libertadores desperta interesse do espectador brasileiro e audiência explode



Continue Lendo

Pedro Abad pode deixar o comando do Fluminense ainda em 2018



Continue Lendo

Contratação de Felipe Melo pelo Flamengo faz parte de ‘presente de Natal’ pedido por Abel Braga



Continue Lendo