Acordo Fla-Adidas deve sair em 7 dias



Menos de dez itens separam Flamengo e Adidas de um acordo para o já famoso contrato de dez anos. Na sexta-feira as partes voltam a negociar em São Paulo e até o início da semana que vem será fechado o texto que será levado ao Conselho Deliberativo. Um dos itens polêmicos é a exigência da  Adidas de que todos os executivos ligados ao esporte do clube usem apenas tênis da sua marca.

Despedida
O vice-presidente Hélio Ferraz participou da última reunião com a Adidas, em razão de sua saída da diretoria. A reunião serviu para elencar os pontos ainda em discussão e informar aos substitutos do cartola no Flamengo como está a negociação. Apesar de apelos de rubro-negros, Ferraz diz que não voltará atrás.

Marketing agressivo
A Penalty tem maiores chances de ser a fornecedora de uniforme do São Paulo durante o triênio 2013-15. O clube considera que a empresa fez a proposta mais “agressiva”, mas segue negociando também com a Mizuno. O prazo de contrato e a rede de distribuição dos produtos para o varejo não estão mais em discussão.

Obra enrolada
A demora no início da reforma do Morumbi, atrasada 11 meses, ameaça o bom clima que voltou ao São Paulo após a reação no Brasileiro. Diretores pedem ao presidente Juvenal Juvêncio que cobre a Andrade Gutierrez . A última promessa da construtora era começar assim que saíssem as licenças para a obra, o que ocorreu há três semanas.

Segundo tempo
Na visão de um grupo de conselheiros, a Assembleia Geral do Palmeiras é que decidirá sobre a aprovação mínima que um candidato a presidente deverá ter no Conselho para disputar as eleições diretas, que começam a valer em 2014. Esses conselheiros defendem que o item seja votado em separado pelos sócios.

Nona opção
Paulo Cezar Mattos Ribeiro, vice do Conselho Deliberativo e atual candidato a vice na chapa de Patricia Amorim, foi o nono a ser convidado pela presidente. Oito conselheiros, todos de maior prestígio, recusaram o convite. Entre eles estão os presidentes do Conselho de Administração, do Deliberativo e da Assembleia Geral.

Com a barriga
O relator do Conselho Fiscal do Flamengo, Sebastião Pedrazzi, acusou o presidente do órgão, Leonardo Ribeiro, de estar propositalmente adiando a votação do balanço de 2011, que tem tendência de reprovação. Ribeiro, que pediu vistas do processo, prometeu que em 15 dias o caso será votado e enviado para decisão final do Conselho Deliberativo.

Sucesso
O departamento de marketing do Coritiba diz que já se venderam 2.500 camisas do meia Alex, contratado recentemente. Os uniformes têm gravado o número 20, utilizado pelo jogador em sua passagem pelo Fenerbahçe, da Turquia, além de levar seu nome. As vendas não foram maiores porque o estoque se esgotou.

A volta do Eurico
Conselheiros de oposição do Vasco acusam Eurico Miranda de ter apoiado o pedido do presidente Roberto Dinamite para ter mais um prazo para refazer o balanço de 2011, em troca de um acordo. Eurico nega. Diz apenas que votou para que as contas fossem corrigidas. O balanço já foi reprovado pelo Conselho Fiscal.

DE LETRA
“Ele manipulou para puxar saco do Eurico. Inverteu a ordem de inscrição e até chamou até o Eurico de meu presidente”
Roberto Monteiro, vice do Conselho Deliberativo do Vasco, sobre a forma como Abílio Borges, presidente do Conselho, conduziu a reunião de terça-feira.



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo