Por pouco, Palmeiras não fica sem diretas



O medo quase pôs a perder as eleições diretas no Palmeiras, a partir de 2014. Apenas seis conselheiros a mais do mínimo de 142 foi à reunião que definiu como serão as diretas, na segunda-feira à noite. Foi bem menos do que os 191 presentes da primeira reunão, duas semanas antes, quando torcidas organizadas ameaçam de morte aqueles que quisessem votar contra as diretas. Por medo, vários conselheiros não foram votar.

Liberais e conservadores
A votação sobre o filtro para aprovar os candidatos às diretas no Palmeiras pôs, em geral, conselheiros mais jovens de um lado e  mais conservadores de outro. A exceção foi o grupo do pré-candidato Paulo Nobre, que votou com a ala mais conservadora. Segundo Nobre, que não votou porque na primeira reunião do tema estava na Europa correndo o Mundial de Rali, a razão foi evitar “candidaturas de aluguel, que buscam apenas negociar cargos”

Um dia, outro dia
A torcida do Fluminense prepara um ato para ridicularizar os protestos do Atlético (e outros times) contra a arbitragem. Amanhã, contra o Coritiba, os tricolores vão levar galinhas, bebês, chupetas e bolo para comemorar os 41 anos do clube mineiro sem título brasileiro. No primeiro turno, foi o Flu que reclamou do apito.

Despedida
O Corinthians fará na 37 rodada do Brasileiro, diante do Santos, o último jogo do ano no Pacaembu, a despedida oficial para a torcida antes da ida ao Japão. A cerimônia também incluirá homenagem aos jogadores campeões do Mundial de 2000, que foi disputado no Brasil. Entre eles está Dida, hoje na Portuguesa, e Edu, atual gerente de futebol.

Japas
O Corinthians e a SPR Franquias lançarão no próximo mês de novembro na rede de 117 lojas oficiais do clube uma linha de produtos ligados à disputa do Mundial de Clubes, marcado para em dezembro. Os artigos terão o mote “Invasão corintiana no Japão”, e incluirão camisetas, canecas, garrafas, entre outros itens.

Vasco na UTI
Aliados do presidente Roberto Dinamite são a favor de esperar a recuperação de Ercolino Jorge de Luca, indicado para ser vice de Futebol do Vasco, em vez de partir para outro nome. Embora o dirigente só deva estar ok em janeiro, por tratamento no intestino, argumentam que o Brasileiro está no fim e ele é o homem certo.

Jogo das faixas
A Procuradoria do STJD vai recorrer da absolvição do Náutico no caso da faixa que protestava contra os erros de arbitragem. Segundo a procuradoria, em um ano, seis clubes foram denunciados em razão de faixas no campo e essa foi a primeira absolvição. A faixa dizia “Nao irão nos derrubar no apito”, O jogo era contra o Atlético-GO, dia 17 de setembro.

Outro lado
A TV Globo nega que a participação de Ronaldo no programa “Medida Certa” do Fantástico tenha envolvido qualquer tipo de pagamento, mesmo indiretamente. Diz que a participação de Ronaldo foi uma ideia do preparador físico Marcio Atala e que o quadro, que está em sua terceira edição, não tem patrocinadores específicos.

Para a “guerra”
Ainda tímida na disputa presidencial, a presidente Patricia Amorim começará a aparecer de fato na próxima quinta-feira, com direito a site, banners espalhados no clube, pesquisas e encontros com conselheiros. Vai fazer uma prestação de costas da sua administração como marco do início da campanha.

DE LETRA
“O Vasco não controla o que recebe , não controla o que é vendido e tampouco o que foi acordado em contrato”
Wagner Pedro, membro da Cruzada Vascaína, sobre as alegadas irregularidades encontradas na execução do contrato com a Penalty



MaisRecentes

Oposição se enfurece com Bandeira de Mello e pode pedir a sua exclusão do Flamengo



Continue Lendo

Luiz Felipe Scolari pode ter contrato estendido até 2022 e depois virar manager



Continue Lendo

CBF deve se reunir com clubes para falar de manifestações políticas



Continue Lendo