Se Patricia vencer, Capitão Léo será seu homem forte



Se a presidente Patricia Amorim for reeleita, o homem forte da sua segunda gestão no Flamengo, será o hoje presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro. O candidato a vice-presidente na chapa de Amorim, Paulo Cezar Mattos  Ribeiro (não é seu parente), e o candidato a presidente da Assembleia Geral, Michel Assef Filho, foram indicados por Ribeiro.

Advogado e contabilista, Ribeiro iniciou sua trajetória no Flamengo pela Torcida Jovem, no começo dos anos 90, quando era conhecida apenas como Capitão Léo. Depois largou a instituição, abandonou o apelido, e fez carreira no clube. Chegou a ser candidato a presidente Nos últimos dois mandatos, presidiu o Conselho Fiscal.

No último, Ribeiro foi reeleito com o apoio de Hélio Ferraz, mas contra a vontade de Patricia Amorim. Apesar disse, logo se aproximou da presidente. Chegou a indicar dois homens de sua confiança para a diretoria. Walter Oaquim tornou-se vice-presidente de Relações Externas (embora ele atue mais na articulação política interna) e Paulo Cesar “Cascão” Coutinho foi durante quase todo o ano de 2012 vice-presidente de Futebol.

Na presidência do Conselho Fiscal, Ribeiro tem sido tolerante diante da recusa de Patricia Amorim em mostrar documentos, como o contrato com Ronaldinho Gaúcho. Por muito menos, fez violentos ataques ao exntão-presudente  Márcio Braga na gestão passada. Essa alipas tem sido sua marca. É odiado nos círculos mais elitizados do clube, mas tem muitos seguidores no chamado “baixo clero”.

Ribeiro é candidato a presidente do Conselho Deliberativo. Não é o favorito. Mas, nas duas vezes que foi eleito presidente do Conselho Fiscal, também era tido como azarão.

 



MaisRecentes

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo

Fora de São Paulo, Paraná lidera número de visitantes na Arena Corinthians



Continue Lendo