Por Lugano, Juvenal abre exceção



O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, tem resistência a contratar jogadores que já tenham passado pelo clube. Sua opinião é que dificilmente a segunda passagem é tão boa quanto a primeira e na segunda o jogador é mais caro. Recentemente, Juvêncio abriu uma exceção para trazer Cicinho de volta ao Morumbi. A passagem do jogador causou-lhe grande decepção.

Mas Juvenal trata o uruguaio Diego Lugano como um caso especial, em razão da identificação que o zagueiro tem com o clube e com a torcida. Por isso, está propenso a fazer uma oferta. Seu nome é citado em todas as reuniões de diretoria. O seu custo, contudo, ainda é o entrave. Lugano recebe no Paris Saint Germain muito mais do que o teto do clube, pago ao goleiro Rogério. Aceita receber menos, mas ele quereria mais do que o teto do São Paulo, baixo para os padrões atuais do futebol brasileiro.



MaisRecentes

De saída do Corinthians, atacante Roger interessa a Botafogo e Vasco



Continue Lendo

Conselheiros do Vasco criticam atuação de diretor de futebol



Continue Lendo

Árbitros da Ferj estão sem receber parte dos pagamentos



Continue Lendo