Conselho do Fla abre comissão que pode levar ao impeachment de Amorim



O presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, Sylvio Capanema, aprovou ontem a formação de uma comissão que pode levar ao processo de impeachment da presidente Patricia Amorim, por causa da denúncia de suposta gestão temerária feita pelo grupo de Márcio Braga.

– Essa comissão ainda não é de inquérito. Ela é para dar chance à defesa. Depois, vão decidir se a denúncia procede e dará o encaminhamento ou arquivamento da denúncia – explicou Capanema.

A motivação da acusação foi o processo no qual Ronaldinho Gaúcho cobra R$ 40 milhões do Flamengo, por causa de uma multa incidente sobre os salários atrasados. Porém, outras denúncias foram anexadas pela oposição ao documento, como o depoimento do ex-contador do Fla, Rogério Tosca da Encarnação,  ao Conselho Fiscal, dando conta de que cerca de R$ 7 milhões não tinham documentação comprobatória no balanço do ano passado.

A comissão será formada por três a cinco membros do Conselho Deliberativo, que ainda não foram escolhidos.

 



MaisRecentes

FPF e LaLiga assinam acordo inédito de cooperação



Continue Lendo

Flamengo é o primeiro clube brasileiro a ultrapassar os 25 milhões em redes sociais



Continue Lendo

Torcedor do Flamengo tem problemas com mudança do local da final da Libertadores



Continue Lendo