Conselho do Fla abre comissão que pode levar ao impeachment de Amorim



O presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo, Sylvio Capanema, aprovou ontem a formação de uma comissão que pode levar ao processo de impeachment da presidente Patricia Amorim, por causa da denúncia de suposta gestão temerária feita pelo grupo de Márcio Braga.

– Essa comissão ainda não é de inquérito. Ela é para dar chance à defesa. Depois, vão decidir se a denúncia procede e dará o encaminhamento ou arquivamento da denúncia – explicou Capanema.

A motivação da acusação foi o processo no qual Ronaldinho Gaúcho cobra R$ 40 milhões do Flamengo, por causa de uma multa incidente sobre os salários atrasados. Porém, outras denúncias foram anexadas pela oposição ao documento, como o depoimento do ex-contador do Fla, Rogério Tosca da Encarnação,  ao Conselho Fiscal, dando conta de que cerca de R$ 7 milhões não tinham documentação comprobatória no balanço do ano passado.

A comissão será formada por três a cinco membros do Conselho Deliberativo, que ainda não foram escolhidos.

 



MaisRecentes

CBF vai se reunir com árbitros para evitar problemas nas rodadas finais do Brasileirão



Continue Lendo

Contestado no São Paulo, Aguirre pode dar lugar a Rogério Ceni no fim da temporada



Continue Lendo

Oposição vai pedir que Diego Alves permaneça no Flamengo



Continue Lendo