Maracanã vai ter cadeiras polonesas



Ícaro Moreno Júnior, presidente da Emop, Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio, escolheu uma cadeira fabricada na Polônia para o novo Maracanã, que terá 79 mil lugares. Embora a escolha nem tenha data para ser anunciada, Moreno já a comunicou ao consórcio que faz a reforma do estádio, liderado pela Odebrecht.
Cerca de 30 modelos competiam pela escolha. A preferida é cerca de R$ 60 mais cara do que as concorrentes mais próximas em qualidade. A medida foi recebida com estranheza por executivos do consórcio, por preterir a indústria nacional num momento difícil para a economia e em razão dos problemas de manutenção que podem acontecer por ser um produto importado.

Acredite se quiser
Virou motivo de piada na Gávea a explicação do diretor Zinho para a negativa de Riquelme em aceitar a oferta do Flamengo. Diretores dizem que o meia argentino já tinha mostrado falta de interesse bem antes. E vários comemoraram o fracasso do negócio, apontando a idade e o histórico de atritos que o astro argentino acumula por onde passa.

Substituição
O ex-árbitro Sálvio Spínola substituirá Armando Marques na comissão de arbitragem na Conmebol. Spínola já teve seu nome indicado pela CBF e aprovado pela confederação. O motivo da troca foi a idade de Marques, que fez 82 anos. Em 2011, Spinola, quando teve seu escudo Fifa cassado pela CBF, se aposentou sem chiar.

Concorrente
O Corinthians foi avisado um dia antes que o presidente Andrés Sanchez iria fazer campanha para uma agência de turismo concorrente à do clube para a venda de pacotes para o Mundial do Japão. Na diretoria, ninguém criticou. Mas conselheiros, até de seu grupo, disseram que o cartola prejudicou a imagem do clube.

Persistência
Os executivos do Manchester United Jim Lawlor, chefe dos olheiros, e John Alexander, secretário-geral, continuam no Brasil mesmo após a recusa do São Paulo à proposta de R$ 94 milhões feita pelo meia-atacante Lucas. Dirigentes do São Paulo afirmam que os ingleses devem tentar nos próximos dias uma última investida.

Manso
Dirigentes do São Paulo afirmam que o presidente Juvenal Juvêncio foi convencido a não interferir no trabalho do técnico Ney Franco, ao menos no início. Os mesmos dizem que, com Emerson Leão, o episódio de afastamento do zagueiro Paulo Miranda foi apenas a ponta do iceberg da interferência do mandatário.

Contrariado
Severino Silva, pai do meia Willian, do Shakhtar Donetsk, viaja à Ucrânia nos próximos dias para conversar com a diretoria do clube. Silva está insatisfeito por conta da recusa da proposta de 30 milhões de euros do Chelsea pelo jogador, e vai avisar o Shakhtar que Willian não renovará seu contrato, e deve deixar o clube em julho de 2014, quando o vínculo acaba.

Nova fase
Ano e meio após a eleição de Peter Siemsen, quando sua chapa também ocupou todas as cadeiras eleitas do Conselho, ressurgiu a oposição no Fluminense. Anteontem, cerca de 40 pessoas, incluindo membros de dois grupos da base de Siemsen, debateram o que chamam de ausência de comando no Flu.

DE LETRA
“Deve ter uma prateleira só com os pedidos de sindicância contra mim”
Gilto Avallone, conselheiro do Palmeiras que é alvo de duas sindicâncias. O conselheiro diz que não foi notificado de nenhuma Ele também pediu uma contra o presidente Arnaldo Tirone, a quem acusa de agressão.



MaisRecentes

Melhor da Série A, árbitro da final do Paulista apitou poucos jogos de grandes



Continue Lendo

Ibope da final da Superliga agrada CBV



Continue Lendo

Além da França, CBF conversa com Rússia por amistoso da Seleção



Continue Lendo