Ambev quer limitar cerveja na ‘sua’ Copa



A Ambev/Inbev, patrocinadora da Copa do Mundo de 2014 com a marca americana Budweiser, deve apresentar um projeto para a Fifa, COL e governos federal e estaduais que propõe a restrição da venda de cerveja no Mundial, caso ela seja mesmo liberada. A ideia é restringir o consumo da bebida a três copos (de 1 litro a 1,5 litro no total) por torcedor e exigir a exibição de um documento de identificação. A iniciativa faz parte do plano de responsabilidade social da empresa.

Na parede
Após sorrir com seguidos elogios à Libertadores, chamada de torneio mais importante do continente, o presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, fez caras de poucos amigos ontem num evento ao ter de explicar como o torneio paga prêmios aos clubes menores até do que alguns campeonatos do estaduais no Brasil.

Linha direta
A diretoria do Coritiba não espera que seja procurada pelo São Paulo, caso o presidente Juvenal Juvêncio queira contratar o técnico Marcelo Oliveira. Dá como certo que o São Paulo avançaria diretamente no treinador, sem conversa entre as diretorias. No entanto, o Coritiba não entrará em concorrência para manter Oliveira.

Boca fechada
Não é só Mario Gobbi que tem problemas para falar em público. O presidente do Boca, Daniel Angelici, mandou um vice representá-lo num evento da Libertadores. Oscar Moscariello, vereador em Buenos Aires, é conhecido por se expressar bem. Além disso, Angelici quis evitar falar sobre os 2 mil torcedores do Boca que estavam sem ingresso em São Paulo.

Presente
A ideia de obrigar as crianças que entram em campo com os jogadores a usar camisetas com o logo da Kia Motors veio da diretoria do Palmeiras, e não da montadora. Segundo diretores, a intenção foi fazer um agrado ao patrocinador, que tem contrato com o clube até o fim de 2014 e pode ampliar o aporte no ano que vem.

Digital
A diretoria do Flamengo aprovou anteontem o plano de venda de títulos de sócios pela internet. O clube já fechou contrato com a Cielo para apoiar a operação e, já neste mês, deve disponibilizar para os sócios o pagamento de mensalidade e escolinhas com cartão de crédito. Hoje, o clube tem mais de 10 mil sócios ativos, recorde em mais de uma década.

Cargos
A vice-presidência administrativa do Fluminense, vaga há mais de um mês, será escolhida por um nome de consenso entre os cinco grupos da situação. Já o vice financeiro será escolhido pelo presidente Peter Siemsen, que o considera um cargo-chave. Pelo estatuto, os cargos não podem ficar vagos por mais de 90 dias.

Carrossel holandês
A contratação de Seedorf contribuiu para amenizar o clima na política do Botafogo, segundo a avaliação de alguns conselheiros. A votação das contas de 2011, marcada para a semana que vem, por exemplo, deve ser influenciada pelo otimismo com o futebol. O Conselho Fiscal se absteve de dar parecer sobre as contas.

Pedido VIP
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, ligou na segunda-feira a um diretor do Corinthians para tentar comprar dez ingressos para a final da Libertadores de ontem, entre Corinthians e Boca Juniors. Mantega não perguntou por entradas de graça. No fim da história, conseguiu comprar cinco ingressos.

DE LETRA
“O Santos diz que tem uma gestão profissional, mas tem uma gestão política. Quase todos os executivos do clube, com grandes salários, são membros da Resgate”
Celso Leite, conselheiro do Santos, referindo-se ao grupo político do presidente Luis Alvaro Ribeiro



MaisRecentes

Órgão antidoping faz testes surpresa no Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo



Continue Lendo

Associação de árbitros diz que Felipe Melo é ‘péssimo exemplo para o futebol’



Continue Lendo

Número de empresas na Lei de Incentivo ao Esporte cai pela metade



Continue Lendo