Palmeiras prioriza parocinador ao seu escudo



Essa foto é da partida entre Palmeiras e Figueirense, no último fim de semana em Barueri

Mostra que a diretoria dá mais importância a seus acordos comerciais do que à sua própria marca e tradição.

Nas últimas semanas, criou-se uma polêmica na diretoria diante de uma reclamação informal de que não gostava de ver crianças entrando em campo com o time com uniformes antigos do clube, com outros patrocinadores.

A Kia é o maior patrocínio da história do clube. Oficialmente paga R$ 25 milhões por ano, embora haja quem diga que é menos

A diretoria ficou diante de três propostas: barrar as crianças, dar-lhes camisas atualizadas e usar um colete com logo da Kia. A primeira foi descartada pela antipatia, a segunda, pelo gasto e a terceira, por razões estéticas e por esconder o escudo do clube.

O que se vê é praticamente a terceira, um pouco piorada.

 

Palmeirenses mirins na Arena Barueri

 

 

 



MaisRecentes

Nabil aposta em apoio de ‘notáveis’ na eleição do Santos



Continue Lendo

Vitória de Mufarrej no Botafogo não significará troca de funcionários



Continue Lendo

Presidente do COB diz que entidade já mudou e pede: ‘Vejam com outros olhos’



Continue Lendo