Juvêncio escolhe Natel como sucessor



O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, começou a campanha para colocar o vice-presidente social e de esportes amadores, Roberto Natel, como seu sucessor na presidência. A próxima eleição será em abril de 2014. Roberto Natel é primo de segundo grau de Laudo Natel, ex-presidente do clube. Há cerca de 45 anos, o então governador Laudo Natel levou seu chefe de segurança Juvenal ao São Paulo e apadrinhou sua carreira no clube.

Chumbo
Dirigentes do São Paulo se irritaram com a entrevista do diretor de futebol Adalberto Baptista, após a eliminação da Copa do Brasil, dizendo que o clima é bom entre Emerson Leão e diretoria. Afirmam que o é clima ruim e que a tentativa do departamento de futebol de tentar esconder só piora a situação do time.

Carência
A Fifa e o governo detectaram carência no Brasil de vários produtos necessários para a operação da Copa. Há desde itens de baixa tecnologia, como grades para isolamento de público, como outros mais sofisticados, como telões e caminhões de transmissão de TV. A quantidade desses é especialmente crítica.

Comida
A Fifa deve anunciar no mês que vem os vencedores da concorrência para operar as lanchonetes dos estádios durante a Copa de 2014. A Fifa não definiu quantas empresas serão contratadas, mas é certo que não serão mais do que duas. É provável que haja pelo menos uma estrangeira, pela alegada carência de expertise das empresas nacionais nesse setor.

Impacto
Um estudo do banco Itaú sobre o impacto da Copa do Mundo no PIB brasileiro indica que este deve crescer 1,5% (cerca de R$ 71 bilhões) nos próximos três anos devido ao evento. Esse valor é cerca de o dobro do investimento público com vista ao Mundial, incluindo obras de infra-estrutura em cidades e aeroportos.

Filme
O documentário “Pra Sempre Fenômeno”, produzido pela 9ine e F/Nazca, entrou para a shortlist da categoria da atual edição do Festival de Cannes. A produção, lançada no fim de 2011, mostra as duas semanas que antecederam a despedida do ex-atacante Ronaldo da Seleção Brasileira, em jogo contra a Romênia, há um ano, no Pacaembu.

Mais obra
O Fluminense recebeu esta semana a autorização do Inepac, órgão do patrimônio histórico do Rio, para a reforma do restaurante da sede, hoje desocupado. A obra vai ser bancada pela Brahma, que vai pagar R$ 10 mil mensais de aluguel, mais percentual sobre a venda. A expectativa é que o bar temático seja aberto em setembro.

Recessão
Os operadores de estádio no Brasil mudaram de estratégia para vender os naming rights. Em vez de oferecer só o nome do estádio, camarotes e outras propriedades, estão incluindo no pacote ações de ativação e venda exclusiva de produtos dentro das arenas. E os valores caíram: a maioria fala em, no máximo, R$ 10 milhões/ano.

Todos por um
Oposicionistas do Corinthians, que tinham marcado para o ontem o começo da guerra política contra Mário Gobbi, decidiram adiar o assunto para julho, quando a Libertadores tiver acabado. Aliados do ex-presidente Andrés Sanchez e do líder oposicionista Paulo Garcia têm se reunido com frequência.

DE LETRA
“Está demorando um pouco porque fazemos uma análise minuciosa, conta por conta, para depois não virem dizer que o Conselho não fez seu trabalho direito”
Helio Cezar Donin, presidente do Conselho Fiscal do Vasco, sobre a entrega do parecer do balanço de 2011.



MaisRecentes

Levir Culpi x Fluminense: processo vira segredo de Justiça



Continue Lendo

Copa América-2019: Impasse contratual aumenta atraso na organização



Continue Lendo

‘Momento é delicado e precisamos reorganizar o esporte’, avalia João Derly



Continue Lendo