Olympikus e Adidas duelam por clubes



A Olympikus procurou Palmeiras e Fluminense, que têm contrato com a Adidas, para tentar negociar uma rescisão. Com o Palmeiras, a negociação deve ser difícil. O clube já pegou adiantados R$ 14 milhões da Adidas. No Flu as conversas estão bem no início, após uma breve negociação em 2011, antes da renovação com a Adidas. Por outro lado, a fornecedora já apresentou proposta para o São Paulo, que tem contrato com a Reebok – controlada no Brasil pela Olympikus – até o fim do ano.

Fluxo
O Fluminense repactuou, na semana passada, um empréstimo com a Globo de R$ 2,5 milhões. O clube estava quitando esta antecipação entre janeiro e abril com a emissora, mas conseguiu deixar o pagamento para os próximos meses. Internamente, o presidente Peter Siemsen determinou que não sejam feitas antecipações das cotas de transmissão do Brasileiro de 2013.

Resta um
O Corinthians conseguiu ontem uma decisão judicial que lhe permite tirar a Certidão Negativa de Débito do INSS. Segundo diretores do clube, agora só falta uma certidão, de âmbito municipal. O clube também foi à Justiça para obtê-la. Quando sair, o Corinthians vai apresentar projetos para captar dinheiro via Lei de Incentivo para acelerar as obras do CT das categorias de base.

Inflação
O aumento que o presidente da CBF, José Maria Marin, deu a si mesmo, passando de R$ 90 mil a R$ 160 mil, pegou mal entre presidentes clubes e de federações. A avaliação é o presidente da CBF já tinha um salário alto e que o que deveria ter sido corrigido – para baixo – era a remuneração dos diretores – na casa dos R$ 70 mi mensais

Ressalvas
Neymar ainda não convenceu totalmente Pelé. Em entrevista ao Portal da Copa, do Ministério do Esporte, que será publicada hoje, o ex-camisa de 10 Santos pediu cautela aos elogios ao camisa 11 santista. “Já tivemos jogadores que também apareceram com grande nome, mas depois não renderam na Seleção”.

Em chamas
A oposição e a diretoria do Botafogo estão em pé de guerra. Após o presidente Maurício Assumpção pedir ao Conselho Deliberativo uma reunião extraordinária para votar uma acusação de fraude na inscrição da chapa da oposição na última eleição, esta ameaça ir à Justiça contra a eleição.

Insatisfação
O grupo Cruzada Vascaína, que hoje encabeça a oposição no Vasco, deve requerer na reunião que vai votar as contas no Conselho Deliberativo – ainda sem data definida – que o clube contrate uma outra empresa para fazer a auditoria independente das contas, por conta dos erros encontrados no balanço de 2011. Alguns mais radicais defendem a denúncia da empresa aos órgãos de contabilidade.

Em caixa
O Fluminense vai receber da Ferj R$ 700 mil de premiação pela conquista da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca. O Botafogo, vice-campeão no torneio, terá direito a R$ 500 mil. O Vasco, que foi finalista de dois turnos receberá R$ 400 mil e o Flamengo R$ 200 mil.

Riscado
O único nome que sobrou da lista de reforços pedida por Felipão é o de Obina. O treinador pôs a contratação do jogador, hoje na China, como prioridade. Mas o presidente Arnaldo Tirone não deve acatar o pedido, alegando falta de dinheiro. Pelo mesmo motivo, não vieram Borges, Thiago Ribeiro e Eder Luis.

DE LETRA
“Faltou vontade política da CBF. O que são R$ 2 milhões para quem tem R$ 300 milhões em caixa? Não sei se foi retaliação, mas que eles poderiam ter comparecido, isso podiam” – Rubens Lopes, presidente da Ferj, sobre o leilão da sede da Federação Paranaense de Futebol, no início do mês.



MaisRecentes

Diretor de ética da CBF vê ‘desconfiança natural’ sobre novo código, mas confia no tempo



Continue Lendo

Clubes já pagaram mais de R$ 3 milhões de aluguel pelo Maracanã em 2017



Continue Lendo

Ferj tem contas aprovadas em assembleia sem Fla e Flu



Continue Lendo