Oposição do São Paulo conquista maioria na Comissão Disciplinar



O nível de tensão nos bastidores político do São Paulo tende a aumentar. A oposição no São Paulo, que parecia incapaz de contrapor a atual administração, ontem (27/2), avançou significativamente ao eleger três dos cinco possíveis representantes na Comissão Disciplinar.

Com a presença de 160 dos 240 conselheiros do São Paulo, os representantes da oposição na Comissão Disciplinar foram constituídos pelos conselheiros Mauricio Sá, David Fuchs e Luis Braga. A situação por Adolfo Machado e Rodrigo Martinez.

O mandato da nova composição do Conselho Disciplinar se iniciará em 1º de abril de 2018 e terminará em 30 de março de 2021. Também foram eleitos cinco suplentes, sendo três considerados aliados do presidente Leco e dois oposicionistas.

+ Acompanhe o Crônicas no Morumbi no Facebook
+ Leia também os blogs do Lance: Gol de Canela | Papo de Boleiro

Conforme definido no artigo 35 do Estatuto, “Caberá à Comissão Disciplinar a aplicação, aos Associados, das penalidades estabelecidas neste Estatuto.

§ 1º  – A Comissão Disciplinar será composta por 5 (cinco) Associados eleitos pelo Conselho Deliberativo, nos termos do Regimento Interno, para mandatos de 3 (três) anos, podendo ser reconduzidos.

§ 2º – Os Associados integrantes da Comissão Disciplinar não poderão ser membros dos demais Poderes do SPFC. Caso não haja Associados em número suficiente para integrar a Comissão Disciplinar, poderão se candidatar membros dos demais Poderes do SPFC.

§ 3º  – A Comissão Disciplinar será competente para julgar eventuais recursos dos penalizados, nos termos do Regimento Interno.”



MaisRecentes

Em jogo horroroso, Santos e São Paulo empatam na Vila



Continue Lendo

No sprint final do Brasileirão, São Paulo testa sua força contra o Santos



Continue Lendo

Atlético-MG 1 x 0 SPFC: independência perdida



Continue Lendo