Oposição do São Paulo conquista maioria na Comissão Disciplinar



O nível de tensão nos bastidores político do São Paulo tende a aumentar. A oposição no São Paulo, que parecia incapaz de contrapor a atual administração, ontem (27/2), avançou significativamente ao eleger três dos cinco possíveis representantes na Comissão Disciplinar.

Com a presença de 160 dos 240 conselheiros do São Paulo, os representantes da oposição na Comissão Disciplinar foram constituídos pelos conselheiros Mauricio Sá, David Fuchs e Luis Braga. A situação por Adolfo Machado e Rodrigo Martinez.

O mandato da nova composição do Conselho Disciplinar se iniciará em 1º de abril de 2018 e terminará em 30 de março de 2021. Também foram eleitos cinco suplentes, sendo três considerados aliados do presidente Leco e dois oposicionistas.

+ Acompanhe o Crônicas no Morumbi no Facebook
+ Leia também os blogs do Lance: Gol de Canela | Papo de Boleiro

Conforme definido no artigo 35 do Estatuto, “Caberá à Comissão Disciplinar a aplicação, aos Associados, das penalidades estabelecidas neste Estatuto.

§ 1º  – A Comissão Disciplinar será composta por 5 (cinco) Associados eleitos pelo Conselho Deliberativo, nos termos do Regimento Interno, para mandatos de 3 (três) anos, podendo ser reconduzidos.

§ 2º – Os Associados integrantes da Comissão Disciplinar não poderão ser membros dos demais Poderes do SPFC. Caso não haja Associados em número suficiente para integrar a Comissão Disciplinar, poderão se candidatar membros dos demais Poderes do SPFC.

§ 3º  – A Comissão Disciplinar será competente para julgar eventuais recursos dos penalizados, nos termos do Regimento Interno.”



MaisRecentes

Dragões da Real, organizada do SPFC, completa 34 anos



Continue Lendo

Sidão ou não Sidão, eis a questão…



Continue Lendo

A Seleção Brasileira ainda é minha pátria em chuteiras



Continue Lendo