Lembra como foi Vasco x São Paulo no Brasileirão 2017?



Em 12 de novembro de 2017, pela 34ª rodada do Brasileirão, Vasco e São Paulo enfrentaram-se em São Januário cheio e com objetivos opostos. O Tricolor lutava para se livrar completamente do rebaixamento, enquanto os cruz-maltinos lutavam para ingressar no então G-7 e, consequentemente, beliscar uma vaga na Libertadores.

Chama atenção a inversão das situações. Em 2017, enquanto o São Paulo lutava para afastar o rebaixamento, em 2018, luta para conquistar o quarto lugar e uma vaga direta na Liberta. Já o Vasco, que brigou ano passado e conseguiu ir ao torneio das Américas, atualmente, precisa vencer o Tricolor para evitar o quarto rebaixamento em 10 anos.

+ Acompanhe o Crônicas no Morumbi no Facebook
+ Leia também os blogs do Lance: Gol de Canela | Papo de Boleiro

Sobre a partida

O jogo terminou empatado em 1 a 1. Com isso, nem o Vasco chegou ao espaço da Liberta, com 49 pontos, enquanto o São Paulo não se vira livre do rebaixamento, com 45.

O São Paulo saiu à frente do placar, aos 39/1T, quando Marcos Guilherme enfiou o pé e marcou um golaço do meio da rua (confira o vídeo ao final do texto). Na segunda etapa, pressão total do Vasco, mas o gol só viria a acontecer aos 30 minutos, através de Caio Monteiro, que havia substituído Yago Picachu.

Aos 38/2T, Militão dá com a sola no peito de Henrique e tomou vermelho. Dois minutos depois, aos 40/2T, Dorival sacou o atacante Marcos Guilherme e colocou o zagueiro Aderllan improvisado na lateral-direita para recompor a defesa.

O Vasco botou pressão até o final, mas não conseguiu furar a defesa Tricolor.

Sobre as equipes

O Vasco 2017, sob o comando de Zé Ricardo, entrou em campo com Gabriel Félix, Madson, Paulão, Henrique, Gilberto (Evander), Jean, Wagner, Yago Picachu (Caio Monteiro), Nenê, Paulinho e Andrés Rios.

Uma curiosidade é o meia Nenê, que atuara pelo Vasco e e hoje retorna a São Januário para enfrentar o seu ex-clube.

Já o São Paulo 2017, sob o comando de Dorival Júnior, entrou em campo com: Sidão, Militão, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar, Jucilei, Petros, Maicosuel (Lucas Fernandes), Hernanes, Marcos Guilherme (Aderllan), e Lucas Pratto (Gilberto).

Comparando as equipes do São Paulo 2017/2018, nada menos que oito deixaram o Tricolor.

– Sidão ainda continua no clube, mas perdeu espaço para Jean;

–  Rodrigo Caio, tende a voltar, curiosamente, depois de um limbo;

–  Petros foi vendido para o Al-Nassr;

–  Maicosuel, veterano que chegou do Atlético-MG, praticamente não atuou pelo São Paulo, foi emprestado ao Grêmio, com salário pago pelo São Paulo, mas fora dispensado pelos gaúchos também;

– Lucas Fernandes, que entrou no lugar de Maicosuel, fora emprestado ao Portimonense, de Portugal;

–  Hernanes voltou ao Hebei China Fortune;

– Marcos Guilherme, que pertencia ao Atlético-PR, foi “devolvido” e vendido ao Al Wehda, clube comandado atualmente por Carille;

– Lucas Pratto fora vendido para o River Plate e pode ser campeão das Américas no próximo sábado;

– Gilberto, que entrou no lugar de Pratto durante a partida, está no Bahia.



MaisRecentes

Nández e o senso de comprometimento no futebol



Continue Lendo

A Xepa do São Paulo em Chapecó



Continue Lendo

Final da Libertadores: partida deveria ser disputada na Argentina



Continue Lendo