Gibagol garante vitória Tricolor contra o Bernô



Quando todos já davam como certa sua saída com a chegada de Pratto, Gilberto reinventa-se no Tricolor

Quando todos já davam como certa sua saída com a chegada de Pratto, Gilberto reinventa-se no Tricolor

No estádio 1º de Maio, palco histórico de muitas manifestações contra a ditadura, São Paulo e São Bernardo travaram uma partida “trabalhosa” de se ver. Mesmo com o time reserva, o centroavante Gilberto ainda conseguiu encontrar um gol, no finalzinho da partida.

O tento garantiu os três pontos para o Tricolor (que não levou gol), quebrou uma sequência de cinco jogos de vitória, definiu primeiro lugar no grupo e, por fim, afundou o Bernô para a segunda divisão.

Uma constatação – como disse o Ignacio – pode-se tirar da partida contra o Bernô: o abismo que existe entre o São Paulo titular e o reserva. O Tricolor entrou em campo Denis, Lucão, Lugano e Douglas; Araruna, João Schmidt, Wellington, Wesley e Júnior Tavares; Shaylon e Chavez. Rogério Ceni testou uma nova formação.

Para quem leu o parágrafo acima, mas não viu a partida, pode até pensar que o jogo foi movimentado. Ledo engano. Com um time reserva e futebol muito distante da equipe considerada titular, o São Paulo levou duas bolas na trave. Uma logo aos 4 minutos de partida e outra aos 45 do segundo tempo. Mas foram lances isolados.

Do outro lado, o Bernô, que precisada da vitória para permanecer na primeira divisão, também foi um time com sérias dificuldades para articular jogadas. Assim, a partida foi arrastada.

Verdade também que o árbitro não assinalou dois pênaltis bem claros para o São Paulo, em duas jogadas que o zagueiro Anderson Conceição meteu a mão na bola.

Com a partida arrastada como numa assembleia interminável, sem debate, encaminhamentos e deliberações, Rogério Ceni, aos 31/2T, tirou Chavez e colocou Gilberto que mudou o rumo da conversa: nove minutos depois, aos 40/2T, aproveitou jogada que se iniciou com Shaylon, passou por Wesley e, dentro da área, enfiou para as redes.

Caindo para a segunda divisão, o Bernô tentou reagir na base do “perdido por um, perdido por 10”, e lançou-se com tudo para tentar arrancar um empate nos minutos finais. Colocou uma certa pressão, porém, o Tricolor resistiu e assegurou a vitória.

Encerrada a fase de classificação, no próximo domingo, às 16 horas, em local a ser definido, o São Paulo enfrentará o Linense para avançar na competição.

Muito mais que passar pelo Elefante, de Lins, a nova fase do Paulista para o Tricolor de Rogério Ceni colocará em discussão pontos como: voltar a jogar com intensidade, ajustar o sistema defensivo titular para que não sofra mais gols de vacilos, avançar no Paulista, que o São Paulo não vence desde 2005 e colocar à prova seus novos conceitos.



MaisRecentes

São Paulo empata com o Flu e pode terminar na zona da degola



Continue Lendo

Lá vem o São Paulo, descendo a ladeira



Continue Lendo

Como ficará a situação de Centurión no São Paulo?



Continue Lendo