Contusão e suspensões escalarão um novo SPFC contra o Corinthians



O São Paulo venceu o líder Flamengo, em pleno Maracanã, e voltou do Rio com mais três pontos e também com três desfalques, que obrigarão Aguirre a remontar alguns setores na disputa contra Corinthians, pela 14ª rodada do Brasileirão, às 21 horas do sábado, no Morumbi, em partida que, devido à rivalidade, vale muito mais que ascensão na tabela. São Paulo e Corinthians, mais que um jogo, sempre tem o poder de determinar ciclos.

As baixas contra o Flamengo foram: Jucilei, contundido; Sidão e Everton, que receberam o terceiro amarelo e estão de fora.  E no imaginário da bola, quando se fala em perda de jogador, ainda mais com clássico frente ao arquirrival, parece que tudo se transforma em sinônimo de grandes problemas pela frente.

+ Acompanhe o Crônicas no Morumbi no Facebook
+ Leia também os blogs do Lance: Gol de Canela | Papo de Boleiro

As perdas em relação ao time titular do São Paulo que jogou contra o Flamengo, por força de contusão e de suspensões, que em um primeiro momento representam enfraquecimento da equipe, na próxima partida, contra o Corinthians, também promoverão situações inusitadas, e até mesmo desejadas, por muitos torcedores.

Exceto Everton, que vem jogando muito bem e, atualmente é titular absoluto, os muito questionados Sidão e Jucilei serão obrigatoriamente substituídos por Jean e, provavelmente, Liziero, respectivamente.

Não são poucas as vozes da arquibancada, que há tempos clamam pela entrada de Jean no lugar de Sidão, que alterna momentos de defesas espetaculares e instantes de vacilos incompreensíveis.

Jean, que veio do Bahia e vive sedento por mais uma chance, terá um clássico de peso, contra o Corinthians, para mostrar o valor dos R$ 10 milhões investidos pelo São Paulo. Para o jovem arqueiro, nunca a metáfora “agarrar a chance” foi tão literal.

Já Jucilei, ainda que menos questionado, sempre é mencionado quando o comparativo se trata de Liziero, jovem revelação da base do São Paulo que, para muitos, deixa a equipe com mais mobilidade e velocidade. Muitos anseiam para ver Liziero jogando ao lado de Hudson, que jogou uma enormidade contra o Flamengo.

Como no futebol não é regido pela lógica, se algumas perdas podem representar desfalques irreparáveis, por outro lado, podem também representar novas soluções para a equipe.

Além da nova formação obrigatória, resta saber que as substituições ampliarão a capacidade de o time jogar. As entradas de Jean e Liziero, teoricamente, podem tornar o São Paulo um time ainda mais mortal em seu esquema direcionado para os contra-ataques.



MaisRecentes

A Xepa do São Paulo em Chapecó



Continue Lendo

Final da Libertadores: partida deveria ser disputada na Argentina



Continue Lendo

Ricardo Rocha e Lugano fora do SPFC



Continue Lendo