Atlético-MG 1 x 0 SPFC: independência perdida



Contra o Fluminense, o São Paulo jogou mal, fez gol contra, teve uma expulsão inventada e empatou no sufoco. Ontem, no Horto, frente ao Atlético, o Tricolor jogou bem, também fez gol contra, também foi prejudicado com um pênalti não marcado, mas saiu derrotado e, pior, perdeu a independência da liderança, que agora está com o Internacional, ainda que no saldo de gols.

+ Acompanhe o Crônicas no Morumbi no Facebook
+ Leia também os blogs do Lance: Gol de Canela | Papo de Boleiro

O São Paulo entrou em campo com Sidão; Régis, Bruno Alves, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Hudson e Nenê; Rojas, Reinaldo e Tréllez.

Mesmo desfalcado, o São Paulo de Aguirre manteve a pegada e a intensidade, mas uma falha do goleiro Sidão e um vacilo do lateral Régis, logo aos 8 minutos do primeiro tempo, determinaram o gol atleticano.

Lançamento na área, Sidão perdeu o tempo da bola, Ricardo Oliveira meteu a cabeça, o arqueiro ainda conseguiu interferir, a bola bateu na trave e voltou com força em direção à pequena área, quando bateu em Régis e entrou.

A pergunta que não quer calar: – Até quando Aguirre vai bancar Sidão, que vem falhando sistematicamente?

O Tricolor não esmoreceu. Seguiu pressionando o Galo até o apito final. Foram inúmeras chances, porém, a bola insistiu em não entrar.

PENALIDADE IGNORADA – O São Paulo foi prejudicado por um pênalti ignorado por Daronco. Aos 6 do segundo tempo, Nenê cobrou falta na área, Hudson desvio de cabeça e a bola é interceptada pelo braço, dentro da área, pelo zagueiro Leonardo Silva. Penalidade clara. Uma coisa é a bola bate próximo ao ombro, ou no braço rente ao corpo, mas Leonardo Silva estava com o braço esticado e a bola bateu bem no meio, sem margem para interpretação e subjetividades.

O jogo, que já era quente, ficou ainda mais. As tensões aumentaram depois do pênalti não marcado. À medida em que o tempo foi passando e o São Paulo precisando do empate para assegurar a liderança, já que o Inter batia o Flamengo, ao partida ficou mais aberta, com chances para ambos os lados.

O operário São Paulo, sempre lutador do minuto inicial até o apito final, insistiu, mas não conseguiu encontrar o gol, com o placar fixado com o gol contra aos 8 da primeira etapa.

Sofrendo com os desfalques, ainda contabilizou negativamente o terceiro amarelo de Reinado, The King, que mesmo jogando de ponteiro esquerdo, vem realizando grandes apresentações. Não enfrentará o Bahia, no Morumbi, no próximo sábado.

Agora resta saber como o São Paulo vai reagir para se manter no topo do Brasileirão.



MaisRecentes

Em jogo horroroso, Santos e São Paulo empatam na Vila



Continue Lendo

No sprint final do Brasileirão, São Paulo testa sua força contra o Santos



Continue Lendo

SPFC 1 x 1 Fluminense: sofrível empate



Continue Lendo