São-paulino volta do Mundial sub-17 com novos conceitos (e sondagens da Europa)



Rodrigo Nestor, um dos potenciais mais reconhecidos das categorias de base do São Paulo nos últimos anos, está fechando o ciclo no sub-17 de maneira notável. Além dos títulos e feitos em Cotia, o meio-campista agora soma participação no Mundial da categoria, torneio que a Seleção Brasileira fechou em terceiro lugar. Nestor atuou em cinco das sete partidas, contra Espanha, Coréia do Norte, Niger, Inglaterra e Mali.

Na partida contra Mali que valeu o bronze, aliás, o são-paulino teve participação no lance do segundo gol com passe em profundidade para Brenner, que achou Yuri Alberto livre na área. Ao blog, Rodrigo Nestor explicou o valor da experiência do Mundial disputado na Índia e os conceitos de futebol que traz para o desenvolvimento da carreira.

– Foi uma experiência muito boa, ali estão os melhores de seus países e consequentemente os melhores do mundo. Pude evoluir bastante meu jogo e amadurecer em alguns aspectos técnicos. Aprendi alguns conceitos e coisas que com certeza vou usar na minha carreira. Agora vamos partir para conquistas em outras categorias e nos preparar para um dia vestir a camisa da Seleção principal, que é mais que um sonho, é uma meta.

Volante em ação pela Seleção Brasileira sub-17. No Mundial ele só não atuou em dois jogos (Foto: Gregório Fernandes)

Rodrigo Nestor foi captado pelas categorias de base do São Paulo há cinco anos, quando defendeu o Juventus-SP em uma competição de futebol de salão. Ele já tem contrato profissional até novembro de 2020 e nas últimas semanas tem sido assediado pelo mercado europeu. Além do futebol espanhol, onde ele é monitorado de longa data por Barcelona e Granada, desta vez o futebol inglês busca informações, e Arsenal e Manchester United dão atenção ao crescimento da promessa no futebol de base brasileiro.

– Eu procuro reagir com a maior humildade possível a isso que você diz (sondagens). Você saber que está sendo olhado por outros times é muito gratificante, mas mesmo assim continuo com meus pés no chão e focado no meu momento. As coisas vão acontecendo no momento certo e o meu momento agora é de voltar ao São Paulo e fazer o melhor pelo time nas disputas que ainda temos.



MaisRecentes

Segue o jogo!



Continue Lendo

Lesão rara interrompe ascensão de jovem no Timão. Mas dá tempo para o vestibular



Continue Lendo

Veja golaço de Yuri que vai inspirar o Flamengo na decisão da Copa Rio sub-17



Continue Lendo