Por que falar de base?



selec

O nível técnico da última edição da Copa São Paulo de Juniores foi um dos mais baixos da história recente. Menos gols, menos revelações, menos público, menos atenção dos torcedores e uma expectativa ainda menor pelo futuro. Quase simultaneamente à Copinha, a Seleção Brasileira sub-20 entrou em campo para a disputa do Sul-Americano da categoria. E a derrota para a Argentina, neste domingo, já pelo hexagonal final do torneio, deixou o time de Alexandre Gallo em quarto lugar, atrás de Colômbia, Uruguai e da própria Argentina. Ainda restam duas rodadas, mas o título do Sul-Americano é bem improvável.

Se a base vai tão mal no Brasil, por que o LANCE!Net está inaugurando hoje, dia 2 de fevereiro de 2015, um espaço inédito dedicado só a isso?

A resposta é simples. Porque é na base que os futuros ídolos são lapidados e aprendem conceitos e valores que vão acompanhá-los pelo resto da carreira. Porque é na base que profissionais muitas vezes anônimos criam regras de conduta e ensinam valores táticos que definirão os rumos das próximas gerações. Porque é na base que estão os técnicos que logo logo comandarão os nossos clubes. Porque é na base que as chamadas “eternas promessas” vão viver seus únicos momentos de conquista na carreira. Porque é na base que as grandes histórias começam a ser escritas.

E aqui neste espaço estarão registradas as histórias de alguns garotos que poderão ser o futuro do futebol nacional. Por que não? Isso além de seções de memória, notícias, crônicas de jogos importantes, relatos sobre o tratamento do futebol de base em outros países e debates de temas polêmicos.

Quer um exemplo? O estilo de jogo dessa Seleção sub-20, baseado em força, jogadas laterais e chuveirinho na área, é o ideal para esse momento de reconstrução da identidade do futebol brasileiro? Por que a Seleção Brasileira, de teórica vocação ofensiva, marcou só oito gols em sete partidas do torneio, sendo três de bola parada? A qualidade dos jogadores é ruim ou o projeto de jogo que não privilegia o aspecto técnico?

Por tudo isso, a partir de hoje, vamos falar de base. Vem comigo?



  • Rogerio

    O estilo de jogo da seleção sub-20 é o mesmo que impera em nossas arenas (estádio com raio goumertizador), não há espaço para criatividade, somente correria, jogadores de grande capacidade física porém limitados tecnicamente.
    E outra, não há como esperar algo melhor quando o responsável pela base da seleção é um ex-jogador mediano que só sabia destruir.
    O futuro esperado pelo futebol brasileiro é tenebroso, achamos que os 7×1 foi vexaminoso, mas temo que pode vir coisa pior em um futuro bem próximo, uma eliminação em eliminatórias por exemplo.

  • Luccas

    Se a base vai tão mal no Brasil, por que o LANCE!Net está inaugurando hoje, dia 2 de fevereiro de 2015, um espaço inédito dedicado só a isso?

    Pois é você quem esta escrevendo, sr. Gabriel!! Parabéns por já ter sua própria coluna no maior jornal esportivo do Brasil!! Estudei com você até a 8ª série, acho que embra de mim… 😀

    Ps: E parabéns, seu primeiro texto é ótimo, como sempre foram todos os outros!!

  • Igor

    #Simbora!

  • Leandro Rodrigues

    Concordo plenamente, tenho um filho de 14 anos, e já foi dispensado de um clube, próximo a minha cidade Jundiaí, com 30 dias, Percebo a escolha de meninos prontos, mas mesmo assim sem a devida paciência em prepara-los.
    Hoje em outro clube, no ano passado participou do campeonato da Ass Paulista Futebol.

  • Coutinho

    Siiiiiim

  • Desafio aos leitores do blog a enumerar alguns nomes da nossa base que acreditam estar entre as próximas revelações do nosso futebol em um curto espaço de tempo.DÊ o seu palpite e mostre que conhece de base.

MaisRecentes

Conheça os quatro pilares do trabalho do Internacional em suas categorias de base



Continue Lendo

Titular da Seleção na base, promessa do Corinthians vive cartilha de ‘novo Pedrinho’



Continue Lendo

Entre os melhores times sub-20 de SP, Água Santa tem camisa 10 que é destaque aos 16



Continue Lendo