Nova gestão da base da Seleção monta ‘time’ de observadores



Substituto de Alexandre Gallo na coordenação da base da Seleção Brasileira, Erasmo Damiani já começou a colocar em prática suas ideias. Além de designar profissionais com experiência em formação de atletas (não só ex-jogadores renomados, como fazia o antecessor) para o comando das categorias menores, o dirigente reforçou o time da CBF com quatro observadores técnicos. Estes profissionais farão um trabalho de análise de equipes, campeonatos e atletas de base por todo o Brasil.

3(Comissão técnica do sub-15 foi apresentada com os  observadores/Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Veja quem é quem no time de observadores da CBF:

Sandro Orlandelli

É o dono do currículo mais recheado. Formado em Educação Física e pós-graduado em Fisiologia do Esporte e Gestão Estratégica de Negócios, também é treinador formado pela Federação Inglesa. Orlandelli trabalhou como diretor de futebol do Atlético-PR, foi olheiro de jogadores sul-americanos do Arsenal, da Inglaterra, por 11 temporadas, e também foi scout do Santos por um ano e meio. Ele está sem clube desde o fim de 2014, mas vinha fazendo observações e consultorias pontuais para alguns clubes.

Rodrigo Lameira

Ex-atleta, é formado em Educação Física e começou a trajetória fora dos campos como treinador do sub-15 do São José-RS. Foi coordenador da base do modesto clube gaúcho até 2007, quando “cresceu” e passou por Juventude, Internacional e Grêmio, sempre como coordenador técnico ou de captação. Foi observador do Flamengo, entre 2013 e 2014, e trabalhava como gerente de futebol dos profissionais do São José desde o fim do ano passado.

Thomaz Koerich de Araújo

Foi treinador na base do Figueirense e também comandou um importante projeto da escola de futebol brasileiro na Rússia, por mais de um ano, onde tinha a missão de “ensinar” a receita do país do futebol a alguns alunos de até 17 anos. Trabalhava como coordenador de captação e coordenador do sub-11 e do sub-13 do Fluminense, o que o acostumou a viajar pelo Brasil garimpando talentos.

Rodrigo de Carvalho

Como Thomaz, está habituado a viajar pelos quatro cantos do Brasil atrás de revelações, mas a serviço do Atlético-PR, clube em que ocupava a função de observador técnico.

Orlandelli, Rodrigo Lameira, Thomaz e Rodrigo de Carvalho serão coordenados por Paulo Xavier, ex-coordenador de captação do Cruzeiro, e trabalharão ao lado de Raul Fachini, o administrador das categorias de base da Seleção Brasileira.



MaisRecentes

Como intercâmbios esportivos viraram alternativas viáveis para jovens jogadores



Continue Lendo

São Paulo assina primeiro contrato profissional com destaque da equipe sub-17



Continue Lendo

Do sonho no futebol ao ‘Jah é gol’: futebol e música na trajetória de Fernandinho



Continue Lendo