Nathan, Matheus Índio, Andrigo, Douglas Baggio… Laboratório profissional, Brasileirão sub-20 começa com poucos gols



Apenas 11 gols foram marcados na primeira rodada do Campeonato Brasileiro sub-20, torneio que ganhou sua primeira edição em 2015 e promete ser um grande laboratório para as equipes principais dos 20 participantes. Em campo, promessas que já haviam tido as primeiras oportunidades no profissional, mas ainda não conseguiram se firmar, a exemplo do zagueiro palmeirense Nathan, titular durante o segundo semestre do ano passado e atualmente sem chances após a contratação de 22 reforços.

Além de Nathan, o Palmeiras também exibe o meia chileno Arancibia, apontado como uma das principais promessas da terra de Valdivia e ainda na reserva do time de Marcos Valadares. Nathan e Arancibia não estão sozinhos na expectativa dos torcedores. Há quem queira ver Zé Guilherme e Gabriel Vasconcelos, Ty, Diego Cardoso, Mucuri, Luiz Henrique, Foguete e Matheus Queiroz, Dione, Hugo Ragelli, Felipe Saturnino, Matheus Índio, Andrigo e Bruno Gomes, Leandrinho, Douglas Baggio ou Gabriel Soares. É aqui que as promessas passam a virar realidade.

Como o chaveamento divide os clubes em quatro grupos de cinco, Fluminense, Ceará, Coritiba e Sport folgaram nesta primeira rodada em que a grande surpresa foi o fato de apenas um visitante ter conseguido vencer: o Bahia. Santos, derrotado pelo Atlético-MG, Corinthians, superado pelo Grêmio, e Internacional, que não conseguiu levar a melhor contra a Ponte Preta, foram anfitriões generosos e complicaram sua caminhada no Brasileirão sub-20.

O torneio tem apenas cinco datas em sua primeira fase. Na prática são quatro partidas, sendo duas em casa e duas fora. Assim, qualquer vacilo pode ser fatal. Que fique a lição.

CONFIRA OS JOGOS DA PRIMEIRA RODADA DO BRASILEIRÃO SUB-20:

CORINTHIANS 1 x 2 GRÊMIO
2/6, no Pacaembu

CORINTHIANS: Zé Guilherme; Léo Príncipe, Rafa Damazio, Rodrigo Sam e Ruan; Fran, Maycon; Rodrigo Figueiredo (Arlindo), Matheus Vargas (Moisés) e Mantuan (Leonardo); Gabriel Vasconcelos. Técnico: Caco Espinoza.

GRÊMIO: Léo; Wesley, Lucas Dias, Denílson e Liverson; Kaio, Iago, Lima e Ty (Rodrigo Ancheta); Tilica (Tontini) e Batista (Matheus). Técnico: Luiz Gabardo Júnior.

Gols: Batista (6/1°T, 0-1), Tontini (21/2°T, 0-2) e Arlindo (23/2°T, 1-2)

1

SANTOS 0 x 2 ATLÉTICO-MG
3/6, na Vila Belmiro

SANTOS: John (Fernando Castro); Patrick, Lucas Veríssimo, Bruno Leonardo e Robson Alves; Diego Gomes (Willians), Murilo Cadina e Caio (Victor Pucinelli); Claudinho, Natan e Diego Cardoso. Técnico: Pepinho Macia.

ATLÉTICO-MG: Rodolfo; Adson, Anderson, Nathan e Leonan; Roldan, Yago (Teixeira), Capixaba e Thalis (Marcelo); Zé Alberto e Felipinho (Mucuri). Técnico: Diogo Giacomini.

Gols: Zé Alberto (34/1°T, 0-1) e Capixaba (18/2°T, 0-2)

7

BOTAFOGO 1 x 1 PALMEIRAS
3/6, no Nilton Santos

BOTAFOGO: Saulo; Diego Ferreira, Rabello, Marcelo e Yuri; Arruda, Mauro (Dierson), Lucas Campos (Rafael) e Leandrinho; Lukinha e Luiz Henrique (Lucas Ribamar). Técnico: Maurício Ferreira.

PALMEIRAS: João Paulo; Lucas Taylor, Lucas Rocha, Nathan e Mateus Muller; Daniel, Ueslei (Flamarion), Matheus Sales e Juninho; Gabriel Leite (Arancibia) e Carlos Vinicius (Everton). Técnico: Marcos Valadares.

Gols: Lucas Campos (34/1°T, 1-0) e Daniel (44/2°T, 1-1)

6

ATLÉTICO-PR 0 x 0 SÃO PAULO
3/6, no Francisco Muraro

ATLÉTICO-PR: Warleson; Breno, José Ivaldo, Marcão e Nicolas; Victor, Kaio (Borges) e Rosseto (Gabriel Leite); Bruno (André), Guilherme Schettine e Juninho. Técnico: Bruno Pivetti.

SÃO PAULO: Lucas Perri; Foguete, Hugo, Roni e Inácio; Matheus Benguelê (Léo Prado), Matheus Queiroz, Vini (David Neres) e Shaylon (Felype Hebert); Luiz Araújo e Paulo. Técnico: André Jardine.

Sem gols

2

CRUZEIRO 0 x 0 GOIÁS
3/6, na Arena do Jacaré

CRUZEIRO: Lucas França; Dione, Fabrício, Bruno Viana e Victor Luiz; Joilson, Wellington (Tiago Souza), Alex (Matheus Santos) e Roni (Alex Sandro); Hugo Ragelli e Andrey. Técnico: Emerson Ávila.

GOIÁS: Eder; Felipe Saturnino, Tulio, David e Jefferson; Matheus Rezende (Carlos Eduardo), Clever, Leo (Yhan) e Danrley; Leonardo de Souza e Edson (Jeferson Garcia). Técnico: Augusto.

Sem gols

3

BAHIA 1 x 0 VASCO
3/6, em Pituaçu

BAHIA: Igor; Flávio, Dedé, Fernandes e Dener; Eder, Wesley (Gabriel Ramos, depois Sávio) e Endrick; Jacó, Mário e Alexsandro (Luan). Técnico: Aroldo Moreira.

VASCO: Gabriel Félix; Bruno Ferreira, Lucas Barboza, Daniel Gonçalves (Kadu Fernandes) e Lorran; Iago Índio, João Victor (Diego Sinhorini), Matheus Isaías e Matheus Índio (Mateus Vital); Gabriel Braga e Emerson Carioca. Técnico: Rodney Gonçalves.

Gols: Flávio (22/2°T, 1-0)

4

INTERNACIONAL 0 x 1 PONTE PRETA
3/6, no CT da Alvorada

INTERNACIONAL: Keiler; Lucas Marques, Eduardo, Eriks e Ebert; Silva (Leandro) e Allan (Junio); Gustavo Ferrareis (Mila), Andrigo e Alisson Farias; Bruno Gomes. Técnico: Ricardo Cobalchini.

PONTE PRETA: Matheus; Vitor Carvalho, Gutierrez, Rodrigo Lobão e Malcoon; Vitor Xavier, Rava e Ian Prado; Vinicius, Wendel e Leandrinho. Técnico: Jorge Parraga.

Gols: Leandrinho (37/2°T, 0-1)

8

FLAMENGO 1 x 1 VITÓRIA
4/6, em Giulite Coutinho

FLAMENGO: Daniel; Thiago Ennes, Léo Duarte, Rafael Dumas e Marquinhos; Ronaldo, Hugo Moura, Lucas e Thiago Santos; Cafu e Douglas Baggio. Técnico: Zé Ricardo.

VITÓRIA: Caíque; Álef, Vinícius, Bruno e Renan; Borges, Gabriel Soares, Eudair (John) e Nickson; Café (Léo Gomes) e Rafaelson (Michel). Técnico: Valnei Pichite.

Gols: Gabriel Soares (25/1°T, 0-1) e Douglas Baggio (35/1°T, 1-1)

9

SEGUNDA RODADA

Terça-feira, 9/6
19h30 – São Paulo x Internacional (Morumbi)
Quarta-feira, 10/6
15h – Ceará x Cruzeiro (Vovozão)
15h – Sport x Bahia (Ilha do Retiro)
15h – Ponte Preta x Fluminense (Moisés Lucarelli)
15h – Coritiba x Flamengo (Janguitão)
15h – Goiás x Botafogo (Hailé Pinheiro)
19h – Vitória x Corinthians (Barradão)
Quinta-feira, 11/6
19h30 – Vasco x Santos (Sao Januário)

Folgam: Atlético-PR, Grêmio, Palmeiras e Atlético-MG



  • – Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. Aqui não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb

  • – Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar- Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. Aqui não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb
    certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. Aqui não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb

  • – Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma – Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. – Todo jogador precisa de moral e de confiança. O Arão chegou em uma situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. Aqui não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb
    não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb
    situação, que nós mesmos não o conhecíamos. Quando nos apresentamos no início do ano, o René deixou claro que a maioria aqui era coadjuvante, mas que tínhamos tudo para dar certo. Um fator fundamental é a união. Todos foram bem recebidos e bem acolhidos. Aqui não tem vaidade. Quem está jogando sempre vai querer dar o melhor. Todos sabem da importância da cumplicidade e do comprometimento para o acesso à Série A. Todos sabem da importância de cada um. O René é o cabeça. Tudo o que o Botafogo fgvsbvsvsbvsb

  • TEMOS DE ENTENDER A SITUAÇÃO FINANCEIRA DO CLUBE, DEIXADA PELO LADRÃO DO ASSUNÇÃO E INCENTIVAR A DIRETORIA,COMISSÃO TÉCNICA,JOGADORES E FUNCIONÁRIOS QUE ESTÃO HONRANDO A NOSSA “PAIXÃO”. NÃO ADIANTA VAIAS, CRÍTICAS DESCABIDAS E SUGESTÕES DE CONTRATAÇÕES MILIONÁRIAS.NOSSA REALIDADE É ESSA E TEMOS QUE CONVIVER COM ELA.REPITO: ESTE TIME, TEM MUITO MAIS ALMA E VERGONHA DO QUE O FORMADO POR MEDALHÕES MAU CARÁTER DO ANO PASSADO.VAMOS ENTENDER O MOMENTO DO CLUBE E TORCER E SE ASSOCIAR!

MaisRecentes

Bahia cria competição sub-13; primeiro ano será regional, mas há projeto de expansão



Continue Lendo

Veja números, resultados e confrontos das quartas de final da Taça BH sub-17



Continue Lendo

Timão terá percentual em venda futura de ex-capitão da base, que jogará em Portugal



Continue Lendo