Goiás ‘fisga’ Caíque, meia revelação de seu grupo na Copa São Paulo de Juniores



2(Caíque em ação durante jogo-treino contra os profissionais, na segunda/Foto: Divulgação)

Por indicação do técnico Augusto César, o sub-20 do Goiás acertou nesta segunda-feira a contratação do meia Caíque Gouveia, de 18 anos. O jovem nascido em Santos foi observado durante a Copa São Paulo de Juniores de 2015, torneio em que defendeu a camisa do Nacional, de São Paulo. Goiás e Nacional estavam no Grupo X da Copinha, e Caíque atuou os 90 minutos da derrota de sua equipe para o Esmeraldino, por 4 a 2. Tempo suficiente para agradar a comissão técnica e a diretoria da equipe goiana.

Caíque disputou as últimas três edições da Copinha pelo Nacional e foi promovido aos profissionais ainda em 2014, quando fez parte do grupo campeão da Série B do Campeonato Paulista. Depois de disputar a Copinha desta temporada, voltou ao profissional e se viu seu espaço, já que o Nacional havia se reforçado com seis garotos encostados no São Paulo – veja aqui como está sendo o rendimento deles. Em razão da falta de oportunidades, rescindiu com a equipe paulista no dia 6 de março. Depois, indicado ao Goiás, acertou os últimos detalhes e já começou a treinar com o elenco sub-20.

Ele já tem participado normalmente dos amistosos de preparação para o Campeonato Goiano, o Brasileirão, a Copa do Brasil e a Copa Goiás da categoria.

Filho do ex-volante Carlinhos, vice-campeão brasileiro de 1995 pelo Santos e com passagens por clubes como Bahia, Internacional e Botafogo, Caíque já defendeu São Paulo, Palmeiras e Audax, na base, além do Nacional, na base e na transição para o profissional. Versátil nos setores ofensivos do meio-campo, o ex-camisa 8 do Naça é elogiado pela boa visão de jogo, qualidade no passe e categoria na batida.

Antes de Caíque, a equipe sub-20 do Goiás já havia se reforçado com outros quatro nomes: o lateral-direito Alê, que veio do próprio Nacional, o zagueiro João Willian e o meia Murilo, ex-jogadores do Sergipe, e o atacante Anderson, que defendia o Tocantins antes de ser captado pelo Esmeraldino.



  • Marcello Goncalves

    Eu acompanhei a Taça SP e vi esse jogador. Realmente diferente de muitos que se encontram por aí nos dias de hoje. Chuta com as duas pernas, vira o jogo com extrema facilidade e todas as saídas de bola do Nacional passavam por seus pés. Bem como todas as bolas paradas eram dele.

  • Kawan Marcellus

    Tive a oportunidade de vê-lo apenas contra o próprio Goiás na Copinha, mas o moleque jogou bem e era responsável por articular praticamente todas as jogadas no Nacional, inclusive dando a assistência nos dois gols. Acho que o Goiás mandou bem na contratação!

MaisRecentes

Dois anos após pausa na carreira, goleiro-craque da Copinha vai jogar em Portugal



Continue Lendo

Palmeiras fecha com revelação do interior para disputa de Mundial de base na Europa



Continue Lendo

Promessa santista premiada na Europa tem rodagem na base e se inspira em Zeca



Continue Lendo