Falta de acordo na renovação atrapalha crescimento de promessa no Bahia



Aos 20 anos, o meia-atacante Luan vive um momento complicado de sua trajetória no futebol. Promovido ao elenco profissional do Bahia e até elogiado pelo técnico Guto Ferreira, o garoto não entrou em acordo pela renovação de seu contrato que vence em dezembro e foi rebaixado novamente às categorias de base. Hoje, a tendência é que permaneça nas divisões inferiores até o fim do ano, aguardando por novos ares em 2017.

Além do Bahia, clube pelo qual foi vice-campeão da Copa do Nordeste sub-20 e venceu o Campeonato Estadual no ano passado, Luan também defendeu o Fluminense e o Palmeiras. A passagem pelo futebol paulista durou até a Copa São Paulo de Juniores deste ano, e ele logo retornou ao futebol nordestino. O jogador se manifestou sobre o “limbo” que vive no Bahia por meio de sua assessoria de imprensa.

1

– Não chegamos a um acordo para eu continuar aqui no Bahia. Estava tendo um bom rendimento nos treinamentos com o time principal, e o professor (Guto Ferreira) me ajudou bastante nesse pouco tempo que trabalhamos juntos. Foi ele que realizou o meu sonho, me integrou à equipe profissional. Infelizmente, como as negociações não foram do jeito que a gente esperava, agora preciso pensar em mim e no meu futuro como jogador. Meu contrato com o Bahia acaba em dezembro, e precisamos esperar esse prazo para conversar com outros clubes. Quem sabe um dia eu volte a jogar no Bahia. Seria muito bom poder jogar no elenco profissional do clube que eu fui formado – relatou.



MaisRecentes

Destaque na base do Vitória vira exemplo: da superação familiar ao ensino superior



Continue Lendo

Além de dupla Ba-Vi, Bahia oficializa outros dois representantes na Copa São Paulo



Continue Lendo

Vai um veda-porta aí? Não peça ao Mateus Pitbull, pois agora ele joga pelo Atlético-GO



Continue Lendo