Artilheiro dá show, Botafogo arrasa o Coelho e faz final inédita com o Vitória no sub-17



A Copa do Brasil sub-17 definiu seu segundo finalista na noite desta quinta-feira, com uma goleada por 4 a 0 do Botafogo para cima do América-MG, em plena Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Agora, o Botafogo enfrentará o Vitória, que eliminou o Flamengo, em decisão inédita do principal torneio da categoria juvenil – nenhum dos rivais jamais havia chegado às finais, marcadas para os dias 12 e 19 de maio, no Barradão e no estádio Nilton Santos.

Ao contrário do Vitória, que venceu o Flamengo dentro e fora de casa, o Botafogo havia sido superado pelo Coelho no Rio de Janeiro, quando o ótimo Matheuzinho anotou o gol da vitória por 1 a 0. Em Minas Gerais, no entanto, o artilheiro Luis Henrique deu show e marcou três vezes para dar a vitória ao Fogão. Depois de Wenderson abrir a contagem no finzinho do primeiro tempo, em uma jogada típica do futebol de salão, o Botafogo da etapa complementar não deixou dúvidas de que a final teria um lado alvinegro.

Apesar de Matheuzinho infernizar a defesa do time visitante, Luis Henrique aumentou logo no início do segundo tempo, viu Diego defender um pênalti em momento crucial da partida e ainda anotou mais duas vezes. Foi o segundo hat trick de Luis Henrique na Copa do Brasil sub-17, torneio do qual ele é artilheiro isolado, com 12 gols em oito partidas. O único nome de um time ainda vivo na competição próximo de Luis Henrique é Yan Matheus, do Vitória, com cinco gols marcados.

Recentemente, o Botafogo perdeu grandes promessas da categoria por falta de pagamentos, como o zagueiro Lyanco, que se mandou para o São Paulo, e outros três titulares que debandaram para o Corinthians. Apesar disso, o trabalho do técnico Felipe Conceição é impecável. Na Copa do Brasil sub-17, por exemplo, todos os adversários derrotados foram de altíssimo nível na base: Atlético-PR, Grêmio, Fluminense e agora o América-MG.

O Coelho, por outro lado, também deve sair satisfeito da Copa do Brasil sub-17. Além do destaque absoluto do habilidoso meia Matheuzinho, a equipe mostrou muita consistência e personalidade. Sem contar, ainda, no maior público desta edição do torneio até o momento. Base não é só resultado.

1

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 0 x 4 BOTAFOGO

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data/Hora: 7 de maio de 2015, às 19h30
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Janette Mara Arcanjo (Fifa) e Helen Aparecida Araújo (ambas de MG)
Cartões amarelos: Renan (América-MG), Matheus Fernandes, Mateus Jorge, Fernando, Jordan, Rickson e Luis Henrique (Botafogo)

GOLS: Wenderson, aos 42/1°T (0-1), Luis Henrique, a 1/2°T (0-2), Luis Henrique, aos 37/2°T (0-3) e Luis Henrique, aos 44/2°T (0-4)

AMÉRICA-MG: Alex, Jordan, Renan, Diego e Makton; Júlio, Marcinho (Kennedy), Higor, Guilherme e Matheuzinho (Caio); Felipe (Carlos Gabriel). Técnico: Célio Costa.

BOTAFOGO: Diego, Lucas César, Luca, Zyan e Jordan; Matheus Fernandes, Rickson, Fernando (Ion) e Mateus Jorge (Amilcar); Wenderson (Marlon) e Luis Henrique. Técnico: Felipe Conceição.



  • nizael

    BOTAFOGO CAMPEÃO!

  • jorge

    Acho q eu não intendo nada de futebol….

    Acho q é pouco meu conhecimento…

    Mas porque não dar RODAGEM, EXPERIÊNCIA a estes jovens na SERIE B…

    Todo jogo em casa, q seja relacionado pelo menos um jogador do Sub20 e Sub17… e uma vez a vitória garantida contra os rivais…. colocar eles em campo….

    No ANO que vem eles teriam RODAGEM e EXPERIÊNCIA para jogar num grande clube como o BOTAFOGO é….

  • O ARTILHEIRO LUIZ HENRIQUE TEM QUE JOGAR NO TIME PRINCIPAL, E A BASE SUB. 17 TEM QUE SER TRATADO COM CUIDADO POR QUE A GAROTADA É MUITO BOA .

  • PRESIDENTE DO BOTAFOGO SEGURA A GAROTADA DA SUB. 17 .

MaisRecentes

Nocaute de gols: na base do Cruzeiro, Popó mostra faro artilheiro e cria metas no ano



Continue Lendo

Melhor aproveitamento do país entre os times de Série A também pensa na base



Continue Lendo

Projeto de carreira e estrutura: por que uma joia brasileira escolheu a Espanha



Continue Lendo