Cameron’s Drink, a ressurreição



Desde o início da pandemia no Brasil, tenho recebido dezenas de solicitações diárias de familiares e amigos por e opiniões sobre mensagens de WhatsApp (escritas ou gravadas) ou outras redes, relacionadas ao novo coronavírus (SARS-CoV-2). Entendi isto como um dever de retorno, meu, a nossa sociedade.

As mensagens continuaram a crescer em número e diversidade. Perguntas que iam desde como higienizar brócolis até sobre artigos científicos. Responder a estas mensagens passou a me tomar um tempo considerável do dia.

 

Figura 1. Possíveis ciclos entre vetores e humanos de diferentes CoronaVirus.

Comecei, com a experiência, a escrever detalhadamente a resposta à primeira solicitação para que a replicasse nas dezenas de pedidos posteriores. Durante este período, um jovem amigo imberbe (falo metaforicamente da idade, pois ele tem barba) lamentou que eu houvesse parado de escrever o Cameron’s Drink. Fiquei com isto na cabeça e, depois de receber diversas solicitações que se repetiam, perguntei ao LANCE! se poderíamos utilizar a plataforma como um meio para que opinasse sobre as matérias que a mim chegassem.

Esta é a história da ressurreição do blog, que pretendo manter vivo, pelo menos, durante os tempos de pandemia.



MaisRecentes

Plandemia: a epidemia planejada?



Continue Lendo

Sobre os Suplementos e a Maldição Brasileira da Superficialidade.



Continue Lendo

Ainda sobre um Suplemento Fundamental



Continue Lendo