NBB Sub-20 (LDB): conheça os talentos que merecem atenção especial - Café Belgrado

Blogs Lance!

Café Belgrado - LANCE!

NBB Sub-20 (LDB): conheça os talentos que merecem atenção especial



Começou hoje (10), no Rio de Janeiro, a oitava edição da LDB, que chamaremos aqui de NBB Sub-20. Principal competição de base do país. Com 11 equipes, o time terá suas primeiras rodadas disputadas no Rio de Janeiro, de 10 a 14 de setembro.

A maior novidade deste ano é a volta do Palmeiras, um dos principais clubes formadores de basquete brasileiro recente, que estava afastado do certame. Os favoritos, no entanto, continuam sendo o Paulistano, os atuais campeões. Pinheiros, Flamengo, o próprio Palmeiras e o sempre tradicional Franca e o ótimo projeto do Minas também devem ser acompanhados de perto.

Lista de Participantes

Paulistano/Corpore (SP)
Flamengo (RJ)
Pinheiros (SP)
Sesi Franca Basquete (SP)
Minas Tênis Clube (MG)
Palmeiras (SP)
Praia Clube (MG)
São José (SP)
Cigha/União Corinthians (RS)
Curitiba Basquete/Círculo Militar do Paraná/ABSB (PR)
Country Club/PMM Maringá (PR)

 

Todos jogos serão disputados no ginásio Hélio Maurício da Gávea (RJ)

10/09/201814:00 Minas Tênis Clube X Palmeiras
10/09/201816:15 Paulistano X Corinthians RS
10/09/201818:30 Flamengo X Pinheiros
11/09/201814:00 Palmeiras X Corinthians RS
11/09/201816:15 Pinheiros X Minas Tênis Clube
11/09/201818:30 Flamengo X Paulistano
12/09/201814:00 Corinthians (RS) X Pinheiros
12/09/201816:15 Paulistano X Palmeiras
12/09/201818:30 Minas Tênis Clube X Flamengo
13/09/201814:00 Pinheiros X Paulistano
13/09/201816:15 Minas Tênis Clube X Corinthians (RS)
13/09/201818:30 Flamengo X Palmeiras
14/09/201814:00 Corinthians (RS) X Flamengo
14/09/201816:15 Palmeiras X Pinheiros
14/09/201818:30 Paulistano X Minas Tênis Clube

Com a palavra, o especialista

Para animar o leitor a acompanhar o torneio, pedimos que um dos maiores especialistas de basquete do país, Vinicius Guimarães, indicasse alguns talentos que disputarão o torneio que merecem especial atenção. Olho neles!

Felipe Almendra (00/Palmeiras)
Matheusinho (00/Flamengo)
Matheus Pará (03/Palmeiras)
Matheus Engeniusz Silva (00/Pinheiros)
Anderson (00/Paulistano)
Tiago Dias (01/Minas)
Samuel Ribeiro (02/Minas)
Gui Santos (02/Minas)
Victor Silva (01/Paulistano)
Luan Leite (01/Pinheiros)
Lucas Batista (01/Franca)
Adyel (02/Franca)
Leonardo Abreu (02/Franca)

 

“Eu usei dois critérios nesta lista: jogadores sub18 (jogadores nascidos de 2001 pra baixo) e que não são conhecidos, badalados, porque a gente tem o Beto e o Daniel, do Paulistano, que foram campeões o ano passado, por exemplo, que decidi não colocar. Coloquei também quatro jogadores sub16 e um sub15 que são os prodígios. Dois do Minas, dois de Franca um do Palmeiras. Esses dois do Minas foram pro Camp da NBA lá no México. Os dois de Franca são, curiosamente, irmãos de jogadores importantes, o Alexey e o Gui Abreu.

O Matheus Pará é um dos principais nomes de toda a base do basquete brasileiro. Paraense, até o ano passado ele jogava na base do Pará, destruía, e jogava nas categorias de cima e também era muito dominante. Foi convocado pra seleção brasileira que disputou o Sul-Americano sub14 em 2017 e foi um dos principais jogadores e depois foi pro Palmeiras. Na categoria dele, sub15, ele é cestinha. Joga na sub16 e é um dos principais cestinhas do campeonato. Ele tem um controle de bola, consegue desequilibrar um marcador muito facilmente. Arremesso muito confiável, rápido, tem noção de jogo. Ele tá muito acima pro que a gente vê para os garotos da idade dele. O FIlé, o coordenador da base do Palmeiras, chegou a compará-lo com o Yago, com relação a potencial. Ele disse que com a idade que ele tem hoje, nem Yago tinha um potencial assim.

Essa lista é dos jogadores “pra ficar de olho”. Não adianta colocar uma lista “dos melhores”, que certamente vão ser os jogadores sub20, os mais velhos. Todo mundo vai ver, são os caras que vão fazer mais pontos, mais assistências. Esses aqui são os jogadores mais promissores que as pessoas em geral não conhecem. É bom ficar de olhos neles.  Não sei se eles vão ter propriamente tempo de quadra, mas quando estiverem na idade certa, vão destruir com certeza.

Claro, deve ter jogador de Maringá, do Corinthians, do Basquete Cearense. Pode ser que tenha jogador lá que é muito bom, mas que ainda não tenho referência nenhuma. Priorizei aqueles que eu tinha mais informação e que já conhecia, claro”.

 

 



MaisRecentes

Podcast: Mesa Redonda Pós-Jogo Canadá x Brasil



Continue Lendo

De olho na Liga Sul-Americana de Basquete, o Minas vai evoluindo na Argentina



Continue Lendo

Eliminatórias FIBA: o problema tático que a ausência de alas traz ao Brasil



Continue Lendo

Autores

Guilherme Tadeu

Sociólogo, escreve sobre basquete na internet desde 2003. Criou o Draft Brasil, o blog Giro no Aro e o portal Basketeria, do qual foi editor-chefe. Desde 2017, é apresentador do Podcast Café Belgrado, que agora vira blog no site do Lance!

guilhermetadeudepaula@gmail.com

Lucas Nepomuceno

Contador, é especialista em finanças da NBA e escreve sobre basquete desde 2005. Foi colunista do Draft Brasil e setorista do Basquete Cearense no Portal Basketeria. Atualmente, é editor do Podcast Café Belgrado e responsável pelas “Tirinhas da NBA”.

lucasnepomuceno@gmail.com