Flexibilidade, a Ordem do Momento na NBA - Café Belgrado

Flexibilidade, a Ordem do Momento na NBA



Por muitos anos, a offseason da NBA foi tratada como a Hora da Bonança. Afinal, tirar um jogador de um rival não é tão simples e vale tudo pra manter tanto os seus craques quanto as suas promessas, correto? Essa era a lógica dentro da NBA. O que esperar então de um momento onde a Liga não para de aumentar o seu faturamento e, consequentemente, o seu teto salarial?

Por incrível que pareça, o jogo das finanças está mudando. Enquanto os craques aumentam a precisão dos arremessos, os engravatados dirigentes também buscam melhorar seu aproveitamento. Os grandes craques recebem cada vez mais grana (uma vez que os salários máximos são atrelados a um percentual da folha salarial), mas a turma que completa o elenco tem sido tratada com mais cuidado na hora da assinatura. Os contratos estão cada vez mais curtos e mesmo jogadores all-stars com lesões recentes sofrem pra conseguir algo que os agrade.

Por que evitar tanto os longos salários? Para se manter flexível! Está cada vez mais evidente a necessidade de se ter múltiplos All-Stars em uma franquia pra que ela se torne uma das favoritas. Muitos times trabalham com a ideia de que podem a qualquer momento conseguir uma ou duas estrelas e se tornar um timaço de imediato.

 

Confira os números das 3 últimas intertemporadas:

                Como dito anteriormente, os grandes craques continuam a receber maravilhosos contratos. A fatia do bolo deles continua crescendo a cada offseason:

 

Entre monstros sagrados, craques indiscutíveis, jovens promessas e veteranos em baixa, confira os Free Agents notáveis contratados (ou recontratados) em 2018:

Buscaram novos ares:

Renovaram com os times anteriores:

* Média durante o tempo do contrato

Apesar de ainda termos alguns bons Free Agents disponíveis, os grandes contratos da temporada já foram dados e o montante não vai se alterar de forma expressiva. Com quase todo mundo dos bastidores jogando o mesmo jogo, é difícil saber se a fórmula do sucesso poderá ser repetida. Não só porque só um poderá sair vencedor, mas basicamente porque não haverá talento o suficiente para todo mundo em um ambiente cada vez mais marcado pela concentração de craques com uma mesma camisa.



MaisRecentes

NBB: Corinthians retorna à elite contra Franca com transmissão da ESPN



Continue Lendo

Novidades e expectativas para primeira noite de NBA



Continue Lendo

Quais os cinco brasileiros com mais chances de entrar na NBA?



Continue Lendo