Visão do primeiro Majestoso da Arena Corinthians



O primeiro Majestoso da Arena Corinthians teve de tudo. Gols, virada, erros da arbitragem,expulsões e vitória dos donos da casa.

Rogério Ceni, com uma tendinite no joelho esquerdo, não se recuperou a tempo de entrar em campo pela primeira e última vez na casa do rival. Já Mano, perdeu Elias em função de uma amigdalite e optou por 
um meio com Danilo e Renato Augusto. O Corinthians começou pressionando a saída de bola, mas logo aos seis minutos levou o gol.

Na primeira chegada do Tricolor, Alan Kardec (não) sofreu falta de Fagner e o árbitro marcou. Kaká cobrou e Souza abriu o placar na arena. Com dificuldade para entrar na defesa são-paulina o time de Mano sofriaaté Guerrero encontrar Malcom. O garoto chutou para a defesa de Denis e na volta a bola tocou, involuntariamente, na mão de Antonio Carlos. 

Auxiliado (?) pelo árbitro assistente atrás do gol, Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti. Fábio Santos deixou tudo igual e fez a arena comemorar. O problema é que a defesa corintiana, tão consistente, errou em outra bola parada. Danilo não acompanhou Edson Silva e o zagueiro recolocou o Tricolor em vantagem em nova falta cobrada por Kaká.

Luis Fabiano, pouco participativo, saiu no intervalo. Danilo, tão mal quanto, ficou no campo. Na volta do intervalo, Malcom obrigou Denis fazer grande defesa e depois deu passe precioso para Guerrero invadir a área e ser atropelado por Alvaro Pereira. O uruguaio já tinha amarelo, 
mas acabou expulso direto. Fábio Santos, de novo, deixou tudo igual. Foi o primeiro acerto de Luiz Flávio em um lance decisivo da partida.

Com um a mais e empurrado por quase 35 mil torcedores o Corinthians se lançou ao ataque. Lembra do Danilo? Estava sumidão e quase chegou a sair momentos antes de encontrar Guerrero sozinho na área. O peruano, melhor do Corinthians em campo, só teve o trabalho de tirar do goleiro, virar e garantir a vitória. Fábio Santos ainda foi expulso por falta em Osvaldo no fim.



MaisRecentes

Corinthians pode terminar fase do Paulistão como o melhor pelo terceiro ano seguido



Continue Lendo

Grupo do Santos é o que mais pontua no Paulistão



Continue Lendo

Barrios era o atacante com melhor média de gols do elenco do Palmeiras



Continue Lendo