Visão da 33º rodada: Trio sobrevivente da maratona



(Edson Ruiz/L!Press)

(Edson Ruiz/L!Press)

A rodada do fim de semana foi mais uma da maratona vivida por Cruzeiro, São Paulo e Atlético-MG. Os três clubes que pontuam o Campeonato Brasileiro ainda têm outros objetivos na reta final de 2014.

Cruzeiro e Galo começam a decidir a Copa do Brasil na quarta-feira e por isso o técnico Levir Culpi decidiu poupar os titulares contra o Palmeiras. A fase é tão especial que o Atlético-MG foi superior na despedida do Alviverde do Pacaembu e venceu com autoridade. São 27 pontos no returno e a melhor campanha. O triunfo fora recolocou a equipe no G4.

Marcelo Oliveira também optou por preservar alguns atletas. Mas como luta pelo bicampeonato, escalou um time misto contra o lanterna Criciúma. A Raposa levou um susto logo no início com o gol de Luca, mas a pressão resultou na virada. Sofrida.

A postos e esperando por um tropeço do Cruzeiro está o São Paulo. O Tricolor também não teve a equipe completa no Barradão em razão da Sul-Americana. Depois de três viagens seguidas Kaká, Michel Bastos e Kardec foram para o banco. Quando foi preciso, Kaká entrou e decidiu em Salvador. Azar do Vitória, que segue o seu calvário na zona de rebaixamento ao lado do rival Bahia.

Nos clássicos regionais, destaque para a goleada do Grêmio. O Tricolor gaúcho desandou a marcar contra o rival. Para quem ficava no um ou no máximo dois gols por jogo, marcar quatro de uma vez só e entrar no G4 justamente sobre o Inter é o gás para se manter entre os melhores até o fim. Já o Colorado sempre deixa a impressão de ser o time do próximo ano. Para piorar, na quarta-feira enfrenta o São Paulo, no Morumbi, em jogo adiantado da 35 rodada.

Na cola dos gaúchos está o Corinthians. O Timão fez a trinca nos clássicos regionais na Arena com a vitória sobre o Santos. O atacante Guerrero voltou de suspensão e foi decisivo como já havia sido nos confrontos contra Palmeiras e São Paulo na casa corintiana.

Em Santa Catarina, o Figueirense respirou ao superar a Chapecoense, assim como o Coritiba. O Coxa parou a série de quatro vitórias do Flu e saiu da zona. Quem ainda agoniza é o Botafogo.



MaisRecentes

Palmeiras volta a vencer fora de casa na Libertadores após dez partidas



Continue Lendo

Semis do Paulista dão lucro de R$ 3,8 mi e as do Carioca prejuízo de R$ 393 mil



Continue Lendo

Jô iguala Guerrero ao marcar contra os três rivais na Arena



Continue Lendo