Robinho era para Dunga o que Neymar foi para Felipão



(Ivan Storti/L!Press)

(Ivan Storti/L!Press)

O nome de Robinho já está no BID e ele fará a reestreia pelo Santos no próximo domingo contra o Corinthians. Além da volta ao clube que o projetou, o atacante também recomeça o caminho para retornar às listas de convocados da Seleção Brasileira. Assim como em 2010, quando foi chamado para a Copa do Mundo da África do Sul como jogador do Santos, Robinho tem o trunfo de Dunga ser novamente o treinador.

Se Neymar foi o homem de confiança no período de Felipão (esteve em 27 dos 29 compromissos), com Robinho aconteceu a mesma coisa quando Dunga era o técnico. Com ele no comando o atacante participou de 90% das partidas. Foram 54 jogos em 60 possíveis – o atleta que mais esteve em campo – e 21 gols marcados, segundo artilheiro só atrás de Luis Fabiano (22).

A reestreia de Robinho no clássico é o começo também de uma possível volta ao time do Brasil.



  • Craque neto

    Silêncio no pequeno aquário kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Craque neto

    Ginásio Belmiro ,,centro de diversões curinthianaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa kkkkkkkkkkkkk

MaisRecentes

Brasil não tinha ataque tão positivo em um início de trabalho desde Telê Santana



Continue Lendo

Goleador do Brasil na Arena, Neymar tenta gol contra rival inédito



Continue Lendo

Daniel Paulista é o quarto técnico demitido na Série A em 2017



Continue Lendo