Rivais paulistas dominam participação de brasileiros na Libertadores nos últimos anos



Corinthians e São Paulo vão fazer o primeiro Majestoso da Copa Libertadores na próxima quarta-feira. Os dois rivais jamais se encontraram pelo torneio, mas têm dominado a participação de clubes brasileiros nos últimos anos. De 2000 para cá o Tricolor marcou presença nove vezes na Libertadores e ganhou um título. O Timão, por sua vez, tem oito participações – assim como o Cruzeiro – e também uma conquista. Veja abaixo os clubes do país que disputaram a competição nos últimos 15 anos:

9 vezes:
São Paulo (2015,13,10,09,08,07,06,05 e 04)

8 vezes:
Corinthians (2015, 13, 12, 11, 10, 06, 03 e 00)
Cruzeiro (2015, 14, 11, 10, 09, 08, 04 e 01)

7 vezes:
Grêmio (2014, 13, 11, 09, 07, 03 e 02)
Santos (2012, 11, 08, 07, 05, 04 e 03)

6 vezes:
Palmeiras (2013, 09, 06, 05, 01 e 00)
Flamengo (2014, 12, 10, 08, 07 e 02)
Internacional (2015, 12, 11, 10, 07 e 06)
4 vezes:
Fluminense (2013, 12, 11 e 08)
Atlético-MG (2015, 14, 13 e 00)
Atlético-PR (2014, 05, 02 e 00)
3 vezes:
São Caetano (2004, 02 e 01)
2 vezes:
Vasco (2012 e 01)
1 vez:
Botafogo (2014)
Sport (2009)
Paraná (2007)
Paulista de Jundiaí (2006)
Santo André (2005)
Goiás (2006)
Coritiba (2004)
Paysandu (2003)
Juventude (2000)

 



  • Miro

    Colocar dessa maneira, ´destacando sómente os ultimos quinze anos minimiza a verdadeira história da competiçao e a própria participação dos clubes e seu desempenho.
    Em verdade o atual formato da competição, idealizado para atender patrocinadores, “politicalha” da Conmebol e televisoes, reduziu o nivel técnico, pois no formato anterior, só disputavam o campeão e o vice de cada pais, fazendo com que o nivel técnico das partidas fosse muito superior.
    Qualquer estatistica da Libertadores da América, só é válida englobando desde a primeira, até a atual, pois qualquer outra, só tenta igualar os inigualaveis, jogando em um mesmo nivel, clubes que não tem história na competição com outros de ampla participação e triunfos.

    • Edgard

      Prezado Miro: Ja ouviu falar em estatística?
      O que o blogueiro fez foi uma estatística, dos ultimos 15 anos, e não reportou a história toda da competição, como vc disse.
      E, caso vc queira lembrar a história, houveram clubes que se sagraram campeões com apenas 3 partidas, isso mesmo, apenas 3 partidas, e não 13, como foram necessários para que os 3 últimos campeões disputassem, como Corinthians, Atlético Mineiro e San Lorenzo, portanto, dá sim para ser discutido o nível técnico com um torneio tão inchado, e sim, dá para argumentar qualquer coisa, mas não o conteúdo da matéria, que está fiel ao Título, “Nos Últimos Anos”, estes estão sendo levados em consideração, visto a efetiva participação nos últimos anos das agremiações que mais tem se preparado dentro do cenário nacional, para que possam disputar a competição “dentro das Regras Atuais” em que se classificam 5 times do Brasil, e por mérito tiveram as suas participações nas edições de 2.000 para cá.
      Lembrando que na história, o Santos foi Campeão disputando 5 partidas, e tendo derrota na campanha, sagrou-se bi-campeão com apenas 3 partidas disputadas, também com derrota na campanha, e que o único campeão invicto é o Corinthians com 13 jogos e nenhuma derrota, e que tem times argentinos e uruguaios como o Independiente, com 7 títulos, Penharol com 5 títulos, Estudiantes com 4 títulos e Boca Juniors com 6, estes sim tem muita história e tradição, e juntos, tem mais títulos que todos os brasileiros, QUER COMENTAR, COMENTE O TEOR DA MATÉRIA!

    • Pedro

      Perfeito comentário!

    • Invicto

      Assim como o a Taça Toyota não pode se comparar com o atual Mundial de clubes…pois antigamente era apenas um jogo e não podia ser considerado mundial, afinal era representado apenas por dois continentes….
      Se for levar para esse lado seu ai de raciocinio os Bambis e nem qualquer outro time que ganhou esse torneio antes de 2000 pode ser considerado campeão mundial!!!!

    • Ricardo

      Discordo. O quarto colocado de campeonatos como o Brasileiro e o Argentino são tecnicamente mais fortes que os campeões na Bolívia, Venezuela, Paraguai e, de alguns anos pra cá, Uruguai, Chile e Colômbia. Melhorou o nível técnico aumentar o número de times brasileiros, argentinos e convidar os mexicanos. Agora, numa coisa concordo. O melhor time do continente não ficaria entre os 16 primeiros da Liga dos Campeões.

  • narcísio

    Faltou o Criciuma, que também já participou da Libertadores quando foi camp

    • Rafael Bullara

      Olá Narcísio. Nos dados estão apenas os clubes que atuaram de 2000 para cá. O Criciúma disputou em 1992. Abraço!

  • Não vejo muita diferença na história dos clubes brasileiros na libertadores. E isso é muito fácil de se argumentar. Afinal enquanto na argentina temos clubes com 7, 6, 5 conquistas, aqui no brasil os recordistas possuem 3 conquistas. Muito também pelo desinteresse dos clubes brasileiros por essa competição à algumas décadas atrás. O melhor parâmetro para comparação dos clubes daqui, com certeza, é o campeonato brasileiro.

MaisRecentes

Grupo do Santos termina com a maior pontuação da primeira fase do Paulista



Continue Lendo

Brasil não tinha ataque tão positivo em um início de trabalho desde Telê Santana



Continue Lendo

Goleador do Brasil na Arena, Neymar tenta gol contra rival inédito



Continue Lendo