Rivais paulistas dominam participação de brasileiros na Libertadores nos últimos anos



Corinthians e São Paulo vão fazer o primeiro Majestoso da Copa Libertadores na próxima quarta-feira. Os dois rivais jamais se encontraram pelo torneio, mas têm dominado a participação de clubes brasileiros nos últimos anos. De 2000 para cá o Tricolor marcou presença nove vezes na Libertadores e ganhou um título. O Timão, por sua vez, tem oito participações – assim como o Cruzeiro – e também uma conquista. Veja abaixo os clubes do país que disputaram a competição nos últimos 15 anos:

9 vezes:
São Paulo (2015,13,10,09,08,07,06,05 e 04)

8 vezes:
Corinthians (2015, 13, 12, 11, 10, 06, 03 e 00)
Cruzeiro (2015, 14, 11, 10, 09, 08, 04 e 01)

7 vezes:
Grêmio (2014, 13, 11, 09, 07, 03 e 02)
Santos (2012, 11, 08, 07, 05, 04 e 03)

6 vezes:
Palmeiras (2013, 09, 06, 05, 01 e 00)
Flamengo (2014, 12, 10, 08, 07 e 02)
Internacional (2015, 12, 11, 10, 07 e 06)
4 vezes:
Fluminense (2013, 12, 11 e 08)
Atlético-MG (2015, 14, 13 e 00)
Atlético-PR (2014, 05, 02 e 00)
3 vezes:
São Caetano (2004, 02 e 01)
2 vezes:
Vasco (2012 e 01)
1 vez:
Botafogo (2014)
Sport (2009)
Paraná (2007)
Paulista de Jundiaí (2006)
Santo André (2005)
Goiás (2006)
Coritiba (2004)
Paysandu (2003)
Juventude (2000)

 



  • Miro

    Colocar dessa maneira, ´destacando sómente os ultimos quinze anos minimiza a verdadeira história da competiçao e a própria participação dos clubes e seu desempenho.
    Em verdade o atual formato da competição, idealizado para atender patrocinadores, “politicalha” da Conmebol e televisoes, reduziu o nivel técnico, pois no formato anterior, só disputavam o campeão e o vice de cada pais, fazendo com que o nivel técnico das partidas fosse muito superior.
    Qualquer estatistica da Libertadores da América, só é válida englobando desde a primeira, até a atual, pois qualquer outra, só tenta igualar os inigualaveis, jogando em um mesmo nivel, clubes que não tem história na competição com outros de ampla participação e triunfos.

    • Edgard

      Prezado Miro: Ja ouviu falar em estatística?
      O que o blogueiro fez foi uma estatística, dos ultimos 15 anos, e não reportou a história toda da competição, como vc disse.
      E, caso vc queira lembrar a história, houveram clubes que se sagraram campeões com apenas 3 partidas, isso mesmo, apenas 3 partidas, e não 13, como foram necessários para que os 3 últimos campeões disputassem, como Corinthians, Atlético Mineiro e San Lorenzo, portanto, dá sim para ser discutido o nível técnico com um torneio tão inchado, e sim, dá para argumentar qualquer coisa, mas não o conteúdo da matéria, que está fiel ao Título, “Nos Últimos Anos”, estes estão sendo levados em consideração, visto a efetiva participação nos últimos anos das agremiações que mais tem se preparado dentro do cenário nacional, para que possam disputar a competição “dentro das Regras Atuais” em que se classificam 5 times do Brasil, e por mérito tiveram as suas participações nas edições de 2.000 para cá.
      Lembrando que na história, o Santos foi Campeão disputando 5 partidas, e tendo derrota na campanha, sagrou-se bi-campeão com apenas 3 partidas disputadas, também com derrota na campanha, e que o único campeão invicto é o Corinthians com 13 jogos e nenhuma derrota, e que tem times argentinos e uruguaios como o Independiente, com 7 títulos, Penharol com 5 títulos, Estudiantes com 4 títulos e Boca Juniors com 6, estes sim tem muita história e tradição, e juntos, tem mais títulos que todos os brasileiros, QUER COMENTAR, COMENTE O TEOR DA MATÉRIA!

    • Pedro

      Perfeito comentário!

    • Invicto

      Assim como o a Taça Toyota não pode se comparar com o atual Mundial de clubes…pois antigamente era apenas um jogo e não podia ser considerado mundial, afinal era representado apenas por dois continentes….
      Se for levar para esse lado seu ai de raciocinio os Bambis e nem qualquer outro time que ganhou esse torneio antes de 2000 pode ser considerado campeão mundial!!!!

    • Ricardo

      Discordo. O quarto colocado de campeonatos como o Brasileiro e o Argentino são tecnicamente mais fortes que os campeões na Bolívia, Venezuela, Paraguai e, de alguns anos pra cá, Uruguai, Chile e Colômbia. Melhorou o nível técnico aumentar o número de times brasileiros, argentinos e convidar os mexicanos. Agora, numa coisa concordo. O melhor time do continente não ficaria entre os 16 primeiros da Liga dos Campeões.

  • narcísio

    Faltou o Criciuma, que também já participou da Libertadores quando foi camp

    • Rafael Bullara

      Olá Narcísio. Nos dados estão apenas os clubes que atuaram de 2000 para cá. O Criciúma disputou em 1992. Abraço!

  • Não vejo muita diferença na história dos clubes brasileiros na libertadores. E isso é muito fácil de se argumentar. Afinal enquanto na argentina temos clubes com 7, 6, 5 conquistas, aqui no brasil os recordistas possuem 3 conquistas. Muito também pelo desinteresse dos clubes brasileiros por essa competição à algumas décadas atrás. O melhor parâmetro para comparação dos clubes daqui, com certeza, é o campeonato brasileiro.

MaisRecentes

Guardiola jamais havia sofrido quatro gols em três jogos na mesma temporada



Continue Lendo

40% dos clubes da Série A contrataram novos técnicos para 2017



Continue Lendo