Renascimento da Raposa na Libertadores



Bruno Rodrigo comemora gol em Santiago (AFP /MARTIN BERNETT)

Bruno Rodrigo comemora gol em Santiago (AFP /MARTIN BERNETT)

O Cruzeiro entrou em campo na rodada da Libertadores como o time brasileiro em situação mais difícil. A vitória sobre a Universidad de Chile deixou a equipe de Marcelo Oliveira viva no torneio.

O torcedor da Raposa já viveu adversidade semelhante na Liberta e tem boas lembranças. Em 1997 o clube mineiro perdeu os três primeiros jogos da fase de grupos para Grêmio, Alianza Lima e Sporting Cristal, ambos do Peru, e com três triunfos no returno assegurou vaga às oitavas. Naquela época se classificavam três clubes por chave.

Depois disso eliminou El Nacional, do Equador, Grêmio, Colo-Colo e na decisão Elivelton garantiu o bicampeonato contra o Sporting Cristal no Mineirão.



MaisRecentes

Henrique Dourado tem o mesmo número ou mais gols do que nove clubes no Brasileirão



Continue Lendo

Único invicto, Corinthians tem cinco jogos para superar marca do Fluminense



Continue Lendo

Com melhor média, Mina se aproxima do top10 de zagueiros goleadores do Palmeiras



Continue Lendo