Renascimento da Raposa na Libertadores



Bruno Rodrigo comemora gol em Santiago (AFP /MARTIN BERNETT)

Bruno Rodrigo comemora gol em Santiago (AFP /MARTIN BERNETT)

O Cruzeiro entrou em campo na rodada da Libertadores como o time brasileiro em situação mais difícil. A vitória sobre a Universidad de Chile deixou a equipe de Marcelo Oliveira viva no torneio.

O torcedor da Raposa já viveu adversidade semelhante na Liberta e tem boas lembranças. Em 1997 o clube mineiro perdeu os três primeiros jogos da fase de grupos para Grêmio, Alianza Lima e Sporting Cristal, ambos do Peru, e com três triunfos no returno assegurou vaga às oitavas. Naquela época se classificavam três clubes por chave.

Depois disso eliminou El Nacional, do Equador, Grêmio, Colo-Colo e na decisão Elivelton garantiu o bicampeonato contra o Sporting Cristal no Mineirão.



MaisRecentes

Semis do Paulista dão lucro de R$ 3,8 mi e as do Carioca prejuízo de R$ 393 mil



Continue Lendo

Jô iguala Guerrero ao marcar contra os três rivais na Arena



Continue Lendo

Ganso volta a marcar dois em um mesmo jogo após quase três anos



Continue Lendo