Para avançar, São Paulo precisará mudar rotina de visitante na Libertadores



O São Paulo no Nuevo Gasómetro foi melhor do que aquele das últimas partidas, mas a derrota na Argentina complicou a disputa pela segunda vaga no Grupo 2. O Corinthians, com a goleada sobre o Danubio praticamente se garantiu na próxima fase.

Na rodada seguinte da chave o Tricolor precisará fazer o que os concorrentes conseguiram contra o Danubio no Uruguai: vencer. O problema é que nas últimas oito partidas como visitante na Libertadores o São Paulo perdeu todas. A última vitória foi  sobre o Cruzeiro por 2 a 0, nas quartas de final de 2010. De lá para cá, nenhum ponto marcado quando deixou o Morumbi. São 18 gols sofridos e sete marcados. É o pior São Paulo como visitante no torneio sul-americano.

São Paulo e Danubio jogam dia 15 de abril e no dia seguinte o Corinthians recebe o San Lorenzo. É claro que um novo revés fora não anula a chance de classificação, porém atuar com pressão extra diante do rival na última rodada só vai piorar a situação, ainda mais para quem jogou quatro clássicos no ano, perdeu três, empatou outro e sequer marcou um gol.

Derrotas do São Paulo como visitante na Libertadore:
2010
Internacional 1×0 São Paulo (semifinal)
2012
Bolívar 4×3 São Paulo (primeira fase)
Atlético-MG 2×1 São Paulo (grupos)
Arsenal 2×1 São Paulo (grupos)
The Strongest 2×1 São Paulo (grupos)
Atlético-MG 4×1 São Paulo (oitavas)
2015
Corinthians 2×0 São Paulo (grupos)
San Lorenzo 1×0 São Paulo (grupos)

 



MaisRecentes

Barrios era o atacante com melhor média de gols do elenco do Palmeiras



Continue Lendo

Só partidas com grandes dão lucro na quinta rodada do Paulistão



Continue Lendo

Corinthians arrecada cinco vezes mais do que os outros jogos da rodada somados



Continue Lendo