Moisés é mais uma vítima da camisa 10 do Palmeiras



Valdivia, Barrios, Cleiton Xavier e agora Moisés. O torcedor do Palmeiras, desde 2010, tem visto pouco a camisa 10 em campo. Ela esteve presente em apenas 43,8% das partidas do Verdão desde o retorno do chileno, há quase sete anos.

Após a saída de Valdivia, o recém-chegado Lucas Barrios assumiu o número por apenas três meses e logo o repassou para Cleiton Xavier. Curiosamente, o jogo seguinte em que o paraguaio trocou a 10 pela 8, ele marcou três gols na vitória sobre o Fluminense por 4 a 1, no Maracanã. No período, os três sofreram com lesões e agora foi a vez de Moisés, logo no segundo jogo dele com a camisa 10.

A presença da camisa 10 em campo nos últimos anos:

2010 – 63,3%
Jogos do Valdivia: 19
Jogos do Palmeiras no ano: 30 jogos após a reestreia dele em agosto

 

2011 – 40,5%
Jogos do Valdivia: 28
Jogos do Palmeiras no ano: 69

 

2012 – 47,2%
Jogos do Valdivia: 35
Jogos do Palmeiras no ano: 74

 

2013 – 39,7%
Jogos do Valdivia: 27
Jogos do Palmeiras no ano: 68

 

2014 – 45,3%
Jogos do Valdivia: 29
Jogos do Palmeiras no ano: 64

 

2015 – 34,4%
Jogos do Valdivia: 10
Jogos do Palmeiras no: 29 jogos até a saída dele em maio

 

2015 – 57,1%
Jogos do Barrios: 8
Jogos do Palmeiras: 14 jogos entre julho e setembro.

 

2015 – 0%
Jogos do Cleiton Xavier: 0
Jogos do Palmeiras no ano: 19 jogos entre setembro e dezembro

 

2016 – 52,2%
Jogos do Cleiton Xavier: 35
Jogos do Palmeiras no ano: 67

 

2017 – 33,3%
Jogos do Moisés: 2
Jogos do Palmeiras: 6 até a lesão contra o Linense



  • Juninho do AR-15

    isso ai mi paressi disculpa p nao joga conta nois no itaquera

MaisRecentes

Majestoso de manhã pela segunda vez na história



Continue Lendo

Renato Gaúcho volta a colocar um técnico brasileiro na semi da Libertadores após quatro anos



Continue Lendo

Eduardo Baptista será o quarto técnico a comandar dois times no Brasileirão



Continue Lendo