Gareca tem quase o mesmo número de derrotas do que os rivais paulistas no ano



(Ari Ferreira/L!Press)

(Ari Ferreira/L!Press)

O discurso de Ricardo Gareca depois da derrota para o Internacional foi firme o comandante argentino deixou claro que neste momento é o melhor para o clube. Desde a estreia no Verdão, dia 14 de julho, Gareca disputou 13 partidas e perdeu oito delas. Sete pelo Brasileirão e uma pela Copa do Brasil.

Em um mês e meio de Palmeiras, o comandante já saiu derrotado quase o mesmo número de vezes que São Paulo e Corinthians ao longo de toda a temporada. O Tricolor perdeu dez partidas em 41 disputadas enquanto o Timão saiu derrotado em nove compromissos de 39.

Derrotas de Gareca:
Santos 2×0 Palmeiras
Palmeiras 1×2 Cruzeiro
Corinthians 2×0 Palmeiras
Atlético-MG 2×1 Palmeiras
Palmeiras 1×2 São Paulo
Sport 2×1 Palmeiras
Palmeiras 0x1 Atlético-MG (Copa do Brasil)
Palmeiras 0x1 Internacional



  • Em dez partidas contra equipes grandes no Brasileiro, o Palmeiras teve nove derrotas e um empate:

    Palmeiras 0x1 Fluminense
    Flamengo 4×2 Palmeiras
    Palmeiras 0x2 Botafogo
    Santos 2×0 Palmeiras
    Palmeiras 1×2 Cruzeiro
    Cortinhians 2×0 Palmeiras
    Atlético-MG 2×1 Palmeiras
    Palmeiras 1×2 São Paulo
    Palmeiras 0x1 Internacional

    O único resultado que não foi de derrota foi um empate fora de Casa contra o Grêmio, em 0x0.

    O time precisa vencer não só os times médios e pequenos do campeonato, mas também alguns duelos contra os grandes para escapar do rebaixamento.

  • Denis

    Engraçado, vejo pseudo jornalistas falando que jogadores boicotam outros jogadores e treinadores estrangeiros, na verdade o que eu vejo são esses pseudo jornalistas, fazendo pressão sempre. Qual o intuito dessa matéria?

    Afinal esperar o que de uma profissão que os meu vizinhos fazem a mesma coisa: “cuidar” da vida dos outros. Porque o real jornalismo já se foi faz tempo.

  • Sincero

    Informação irrelevante. Deixa o gringo trabalhar em paz, pelo bem do futebol brasileiro!

MaisRecentes

Visitantes têm melhor aproveitamento nos pontos corridos



Continue Lendo

Corinthians tem início parecido com 2011, quando foi campeão



Continue Lendo

O prejuízo esportivo e financeiro de não ter o Allianz na Libertadores



Continue Lendo