Disputa de sessentões



*Matéria produzida com Fábio Aleixo

O duelo desta sexta-feira entre Brasil e Colômbia colocará frente a frente os dois técnicos mais velhos que ainda estão atrás do título mundial em 2014. Luiz Felipe Scolari, com 65 anos, já sentiu o gosto de ser campeão há 12 anos. Já o argentino José Pékerman, um ano mais novo que o brasileiro, está na disputa de sua segunda Copa do Mundo.

Além de uma vaga entre os quatro melhores, individualmente para os treinadores vale alcançar marcas importantes dentro da competição. Em nove jogos até agora, Pékerman comandou a Argentina em 2006, ele não perdeu nenhum. Felipão, somando Brasil (2002) e Portugal (2006), conseguiu ficar 12 partidas sem ser derrotado até cair na semifinal para a França durante o torneio disputado em 2006. Na mesma Copa, o argentino deu adeus nas quartas de final para a anfitriã Alemanha, nas penalidades máximas.

Para Felipão, avançar com vitória hoje em Fortaleza representa seguir atrás do bicampeonato, feito somente alcançado pelo italiano Vitorio Pozzo, na década de 1930. Além disso, o comandante brasileiro está a três triunfos de se igualar a Helmut Schön, até agora o treinador mais vitorioso em Copas. O alemão tem 16 vitórias em quatro mundiais e Felipão tem a oportunidade de igualar a marca com um Mundial a menos. Para isso, precisa levar a Seleção ao hexa, afinal está com 13 conquistas.

Tanto para Felipão quanto para Pékerman, levantar a taça representa ser o primeiro técnico sessentão a ser campeão do mundo à beira do campo. O mais velho até hoje foi Vicente del Bosque, vitorioso com a Espanha na África do Sul aos 59 anos, mas que passou longe de repetir o feito ao ser eliminado na primeira fase.

A estrela de Luiz Felipe Scolari mostrou estar em dia contra o Chile e logo mais no Castelão tem uma nova oportunidade para brilhar.

(Ari Ferreira/L!Press)

(Ari Ferreira/L!Press)

Idade dos técnicos entre os oito classificados:
Luiz Felipe Scolari está com 65 anos (Brasil)
José Pekerman com 64 anos (Colômbia)
Louis van Gaal com 62 anos (Holanda)
Jorge Luis Pinto com 61 anos (Costa Rica)
Alejandro Sabella com 59 anos (Argentina)
Joachim Löw com 54 anos (Alemanha)
Didier Deschamps com 45 anos (França)
Marc Wilmots com 45 anos (Bélgica)

Mais velho da Copa 2014: Fabio Capello, italiano que comandou a Rússia – 68 anos

(AFP)

(AFP)

Idade dos técnicos quando foram campeões do mundo:
1930: Alberto Suppici (Uruguai): 31 anos
1934: Vitorio Pozzo (Itália): 48 anos
1938: Vitorio Pozzo (Itália): 52 anos
1950: Juan Lópes (Uruguai): 42 anos
1954: Joseph Herberger (Alemanha): 57 anos
1958: Vicente Feola (Brasil): 48 anos
1962: Aymoré Moreira (Brasil): 50 anos
1966: Alf Ramsey (Inglaterra): 46 anos
1970: Zagallo (Brasil): 38 anos
1974: Helmut Schön (Alemanha): 58 anos
1978: Cesar Luis Menotti (Argentina): 39 anos
1982: Enzo Bearzot (Itália): 54 anos
1986: Carlos Bilardo (Argentina): 47 anos
1990: Franz Beckenbauer (Alemanha): 44 anos
1994: Parreira (Brasil): 51 anos
1998: Aimé Jacquet (França): 56 anos
2002: Felipão (Brasil): 53 anos
2006: Marcello Lippi (Itália): 58 anos
2010: Vicente del Bosque (Espanha): 59 anos



MaisRecentes

Palmeiras iguala número de derrotas de todo ano passado



Continue Lendo

Prejuízo do Vasco longe de São Januário chega quase a R$ 500 mil



Continue Lendo

Rodada registra o melhor e o pior público do Brasileirão



Continue Lendo