As primeiras convocações da Seleção Brasileira nos últimos dez anos



Tite convocou a Seleção pela primeira vez (Foto: Lucas Figueiredo/Mowa Press)

Tite convocou a Seleção pela primeira vez (Foto: Lucas Figueiredo/Mowa Press)

O técnico Tite fez a a primeira convocação como técnico da Seleção Brasileira para os jogos das Eliminatórias contra Equador e Colômbia. Nos últimos dez anos, ele é o quinto treinador diferente do Brasil. Veja como foras as primeiras convocações neste período com Dunga, duas vezes, Mano Menezes e Felipão.

Primeiras convocações nos últimos dez anos:

Dunga em 2006: Convocação para o amistoso contra a Noruega
Goleiros: Gomes (PSV Eindhoven); Fábio (Cruzeiro)
Zagueiros: Juan (Bayer Leverkusen); Lúcio (Bayern de Munique); Luisão (Benfica); Alex (PSV Eindhoven)
Laterais: Cicinho (Real Madrid); Maicon (Internazionale); Gilberto (Hertha Berlim); Marcelo (Fluminense)
Volantes: Gilberto Silva (Arsenal); Edmílson (Barcelona); Elano (Shakhtar Donetsk); Jônatas (Flamengo); Morais (Vasco); Dudu Cearense (CSKA)
Meias: Julio Baptista (Real Madri); Wagner (Cruzeiro)
Atacantes: Robinho (Real Madrid); Fred (Lyon); Vagner Love (CSKA); Daniel Carvalho (CSKA)

Mano Menezes em 2010: Convocação para o amistoso contra os Estados Unidos
Goleiros: Victor (Grêmio), Jefferson (Botafogo) e Renan (Avaí)
Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester), André Santos (Fenerbahçe) e Marcelo (Real Madrid)
Zagueiros: David Luiz (Benfica), Henrique (Racing Santander), Réver (Atlético Mineiro) e Thiago Silva (Milan)
Volantes: Hernanes (São Paulo), Jucilei (Corinthians), Ramires (Benfica), Sandro (Internacional), desconvocado em razão do Inter estar na final da Libertadores, e Lucas (Liverpool)
Meias: Carlos Eduardo (Hoffenheim), Éderson (Lyon) e Ganso (Santos)
Atacantes: Alexandre Pato (Milan), Robinho (Santos), André (Santos), Neymar (Santos) e Diego Tardelli (Atlético Mineiro)

Felipão em 2013: Convocação para o amistoso contra a Inglaterra
Goleiros: Diego Alves (Valencia); Julio Cesar (Queens Park Rangers)
Laterais: Daniel Alves (Barcelona); Felipe Luis (Atlético de Madrid); Adriano (Barcelona)
Zagueiros: David Luiz (Chelsea); Leandro Castán (Roma); Dante (Bayern de Munique); Miranda (Atlético de Madrid)
Volantes: Arouca (Santos); Ramires (Chelsea); Paulinho (Corinthians)
Meias: Hernanes (Lazio), cortado por choque na cabeça e Jean (Fluminense) foi chamado; Lucas (PSG); Oscar (Chelsea); Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG)
Atacantes: Neymar (Santos); Hulk (Zenit); Luis Fabiano (São Paulo); Fred (Fluminense)


Dunga em 2014: Convocação para amistosos contra Colômbia e Equador
Goleiros: Jefferson (Botafogo); Rafael (Napoli)
Zagueiros: David Luiz (PSG); Marquinhos (PSG); Gil (Corinthians); Miranda (Atlético de Madrid)
Laterais: Maicon (Roma), foi cortado por motivo de indisciplina após o primeiro amistoso e Fabinho (Monaco) foi chamado; Filipe Luís (Chelsea); Alex Sandro (Porto), cortado por lesão na coxa e Marcelo (Real Madrid) foi chamado; Danilo (Porto)
Volantes: Luis Gustavo (Wolfsburg); Elias (Corinthians); Fernandinho (Manchester City); Ramires (Chelsea).
Meias: Oscar (Chelsea); Everton Ribeiro (Cruzeiro); Ricardo Goulart (Cruzeiro);  Phillipe Coutinho (Liverpool); Willian (Chelsea).
Atacantes: Neymar (Barcelona); Diego Tardelli (Atlético-MG); Hulk (Zenit), cortado por lesão Robinho (Santos) foi chamado.

Tite em 2016: Convocação para os jogos das Eliminatórias contra Equador e Colômbia
Goleiros: Alisson (Roma); Marcelo Grohe (Grêmio); Weverton (Atlético-PR)
Laterais: Daniel Alves (Juventus); Fagner (Corinthians); Filipe Luís (Atlético de Madrid); Marcelo (Real Madrid).
Zagueiros: Marquinhos (PSG); Miranda (Inter de Milão); Gil (Shandong); Rodrigo Caio (São Paulo)
Volantes: Casemiro (Real Madrid); Rafael Carioca (Atlético-MG); Paulinho (Guangzhou Evergrande).
Meias: Giuliano (Zenit); Philippe Coutinho Coutinho (Liverpool); Renato Augusto (Beijing Guoan);
Willian (Chelsea); Lucas Lima (Santos)
Atacantes: Gabigol (Santos); Gabriel Jesus (Palmeiras); Taison (Shakhtar); Neymar (Barcelona)

 



MaisRecentes

Brasil não tinha ataque tão positivo em um início de trabalho desde Telê Santana



Continue Lendo

Goleador do Brasil na Arena, Neymar tenta gol contra rival inédito



Continue Lendo

Daniel Paulista é o quarto técnico demitido na Série A em 2017



Continue Lendo